Ladrilhadores - São Paulo: Encontre os melhores profissionais | homify

0 Ladrilhadores

Cidade
A sua pesquisa não obteve resultados. Seja o primeiro a carregar fotos nesta categoria.

O que saber ao contratar Ladrilhadores em São Paulo

São Paulo é a maior cidade do país (14,7 milhões de habitantes) e possui uma das obras do maior escultor e designer de azulejos do Brasil: o artista Athos Bulcão. O painel que fica na entrada do Memorial da América Latina foi desenvolvido pelo artista e está bem preservado até hoje. Vale a pena fazer uma visita para admirar a obra. Athos ficou famoso pelos azulejos com desenhos geométricos, coloridos e inusitados, que criavam sempre composições diferentes. Seu sucesso na área foi tamanho, que Oscar Niemeyer utilizou de seus azulejos em várias de suas obras.

O que faz um ladrilhador?

O ladrilhador, que também pode ser conhecido como ladrilheiro ou como azulejista, é o profissional que faz o corte, o preparo e o assentamento de peças de revestimentos pequenas, tanto em paredes quanto em outras superfícies, como piso e mesas. A profissão geralmente é associada apenas à colocação de ladrilho e azulejo, mas o ladrilhador pode trabalhar com pastilha de vidro, pastilha cerâmica, revestimento de concreto, entre outros.

Qual a diferença entre ladrilhador e colocador de piso?

O que diferencia o ladrilhador de um colocador de piso ou de um ceramista é a atenção aos detalhes: por trabalhar com peças pequenas e mais delicadas, o ladrilheiro tem que ser muito minucioso nos recortes e acabamentos. Algumas paredes, que misturam diversos tipos de azulejos formando desenhos, são verdadeiras obras de arte.

Por que contratar um ladrilhador?

Os revestimentos diferenciados e pequenos geralmente custam mais caro, então contrate um bom ladrilhador para fazer valer o investimento. De nada adianta investir em um revestimento 3D superelegante, se o profissional que irá instalá-lo não souber a direção correta das peças e qual o efeito visual que o cliente pretende gerar com aquele material.

Como encontrar um ladrilhador em São Paulo?

Comece sempre por indicações de familiares, amigos e vizinhos. Essas pessoas provavelmente já conhecem o serviço do ladrilhador e poderão dizer se é de qualidade.

Outra maneira é procurar online. A homify possui ladrilhadores cadastrados na plataforma, basta você filtrar por CEP ou cidade para encontrar profissionais perto de você. Além disso, é possível solicitar orçamentos gratuitos de vários profissionais, para que você possa ter um comparativo e escolher o serviço de ladrilhador que mais se encaixa no seu capital disponível.

As lojas que vendem revestimentos geralmente possuem indicações de colocares que costumam ser bem assertivas, já que elas conhecem o trabalho de cada profissional e sabem no que cada um é especialista.

Independente do qual for o método de pesquisa por fornecedores, é importante que você peça fotos de outros trabalhos já realizados pelos profissionais que você solicitou orçamento.

Quanto custa contratar um ladrilhador em São Paulo?

Raramente um ladrilhador vai conseguir te passar um orçamento de prestação de serviço sem saber o modelo, tipo e tamanho dos revestimentos. Portanto, defina ou tenha uma ideia dos revestimentos que quer usar antes de solicitar uma cotação do valor de mão de obra. Os ladrilhadores em São Paulo costumam cobrar de três maneiras diferentes:

  • Por hora trabalhada: é a mais comum no mercado e geralmente é a escolhida por profissionais autônomos ou independentes. 
  • Serviço fechado: É mais utilizada por empresas maiores, com mais de uma pessoa. Nesse caso, é ideia que haja um projeto de paginação ou que você tenha bem exato em mente o que precisa ser feito, porque o profissional te passará um orçamento de acordo com aquilo que você descrever. Lembre-se: se no meio do serviço você quiser adicionar uma parede, isso estará além do que foi combinado, então será, justamente, cobrado à parte.
  • Serviço com material: Esse é o menos comum, mas alguns ladrilhadores podem fazer um pacote de serviço e material. Se você não quiser ter o incômodo de ir até a loja para rejunte e argamassa ou até mesmo ter que providenciar algum material faltante durante a obra, esse tipo de serviço é o mais indicado. 

É essencial que o ladrilhador visite ou receba medidas e imagens do que será instalado para fazer o orçamento tanto de serviço fechado quanto de serviço com material.

Como saber se a colocação dos ladrilhos está boa?

  • Argamassa: certifique-se de qual é o tipo de argamassa indicado para o revestimento de piso que você escolheu. Pergunte sempre na loja onde adquiriu o revestimento, qual a indicação de argamassa.
  • Rejuntes e fugas: além da cor, é importante definir a espessura dos rejuntes junto com o ladrilhador. Esse item sempre deve seguir as especificações do fabricante, que geralmente vêm na caixa do produto. Quanto menor o tamanho da fuga, mais elegante tende a ficar o espaço.
  • Inclinação e queda corretas: em áreas onde pode haver acúmulo de água, como box de banheiros, garagens e áreas externas, o revestimento deve ser assentado com o caimento adequado, sempre em direção ao ralo.

O que é um projeto de paginação?

Provavelmente quando você for conversar com um ladrilhador, ele vai te perguntar qual a paginação do revestimento que será instalado. A paginação é a maneira que cada peça deve ser instalada: recortes, sentido, dimensões, etc. A paginação de revestimentos é sempre representada por uma planta baixa ou por uma vista (visão frontal), que marca onde será colocada a primeira peça e, consequentemente, as subsequentes. Ela é um projeto técnico, feita por um profissional de arquitetura, para que o ladrilhador siga na hora da obra.

Se você não contratou um arquiteto ou designer de interiores, mas pretende dar uma cara diferente para alguma ambiente da sua casa, conheça algumas dicas básicas para definir qual será a sua paginação:

  • Se for no piso, o ideal é sempre iniciar a paginação do fundo do cômodo em direção à porta para que o ladrilhador não precise pisar sobre as peças recém assentadas para entrar no ambiente com materiais ou para sair quando o serviço estiver terminado.
  • Outra maneira de escolher onde é colocada a primeira peça no projeto de paginação de piso é começar sempre pela peça que ficar mais exposta. Por exemplo, em uma sala com quatro cantos, onde dois deles serão cobertos por uma estante e um deles por um sofá, a primeira peça inteira deve ser colocada no canto que sobrou, para ficar mais agradável visualmente.
  • As paginações retas – paralelas com uma das paredes do ambientes – são as que geram menos desperdício. As paginações diagonal, espinha de peixe e chevron geram mais desperdício porque, desde as primeiras peças colocadas, já haverá corte.

Pesquise, pense na paginação, compre um revestimento de qualidade e contrate um ladrilhador qualificado para fazer a instalação. Essa é a receita certa para deixar sua casa ainda mais bonita.