Jardineiros - Goiania: Encontre os melhores profissionais | homify

0 Jardineiros em Goiânia

Cidade
A sua pesquisa não obteve resultados. Seja o primeiro a carregar fotos nesta categoria.

Jardineiros em Goiânia

Na região do Planalto Central, onde não há muitos relevos nem baixadas no solo, está Goiânia, cidade de clima quente e seco por conta da altitude elevada, especialmente de maio a setembro. Mas com um período de chuvas bem definido, de outubro a abril. A cidade é muito arborizada, o que a protege contra as fortes rajadas de vento nas épocas chuvosas e o excesso de calor no período seco do ano. Esse é o tipo de coisa que os jardineiros em Goiânia precisam saber para fazer um bom trabalho em qualquer jardim da cidade, inclusive o seu.

Embora Goiânia tenha um dos biomas mais devastados do Brasil, ainda assim é a capital mais arborizada. Existe na cidade a necessidade de compensar todo o excesso de emissão de combustíveis fósseis que agrava a poluição do ar. Por isso que é essencial contar com o serviço dos jardineiros em Goiânia, plantando uma boa variedade de espécies no seu jardim e melhorando a qualidade do ar para você e para todos em volta.

Jardineiro faz projeto de paisagismo?

O jardineiro faz parte da etapa de execução do projeto de paisagismo. Quem vai elaborar e desenhar o projeto, com todas as especificações técnicas, é o arquiteto paisagista. Depois do projeto pronto e aprovado, sua execução é feita por jardineiros, pedreiros, eletricistas, encanadores, pintores e tantos outros profissionais.

Muitas empresas oferecem os dois serviços integrados, desde a criação do projeto até a entrega dele executado e pronto para uso. Então paisagistas e jardineiros atuam juntos na escolha de tudo o que envolve a parte das plantas, complementando seu conhecimento para que o projeto fique perfeito.

Como contratar jardineiros em Goiânia?

A primeira pergunta a fazer é sobre o que exatamente você quer que o jardineiro faça. A execução de um projeto de paisagismo, um projeto simples pensado por ele mesmo ou a manutenção básica do seu jardim? Também precisa saber dizer a ele o tamanho do terreno a ser trabalhado.

  • Tipo de serviço: com base nisso os jardineiros em Goiânia cobram de formas específicas. Podem oferecer um preço fechado de empreitada, que é a forma mais comum. A empreitada pode ser de um dia, uma semana ou mês, conforme necessidade. Mas trata-se de um preço fechado para um período determinado.
  • Com ou sem materiais: poucos profissionais cobram por metro quadrado, pois não faz sentido considerar apenas o tamanho do espaço sem pensar na complexidade do serviço. O que você vai observar nos orçamentos que pedir é que alguns profissionais passam o preço só do serviço, contando que você tenha os materiais. Outros vão ouvir o que você pretende que façam e já vão oferecer um preço com todos os materiais incluídos no pacote, como as ferramentas, máquinas, plantas, adubo e vasos.
  • Pesquisa e orçamento: para encontrar os profissionais e entrar em contato com facilidade, comece sua pesquisa aqui na homify. Visite cada perfil, veja fotos de trabalhos executados, serviços oferecidos e mais detalhes para deixar sua busca prática e rápida. Depois que selecionar alguns, envie uma mensagem pela mesma página e peça alguns orçamentos para comparar.
  • Contrato: se você precisa de um jardineiro em Goiânia para fazer um serviço que vai durar dias ou meses, faça um contrato de serviço, caso o profissional não ofereça. É uma forma mais segura de trabalhar, tanto para o cliente, quanto para o profissional. Há serviços que você acha desnecessário o contrato, mas percebe o contrário quando ocorre um imprevisto.

Dicas práticas de jardinagem

Mesmo que você contrate um jardineiro para fazer a manutenção do seu jardim uma ou duas vezes por mês, é bom saber acompanhar a evolução do trabalho que ele estiver fazendo. Então saiba o que observar para ver se está tendo resultado no cultivo das suas plantas:

  1. Cuidado no replantio: é comum que muitas plantas sejam removidas do vaso quando já não têm mais espaço para se desenvolverem dentro dele. Elas vão para um vaso maior ou para o canteiro. Mas esse replantio deve ser feito com cuidado e gradualmente, em especial se for mudar toda a rotina de iluminação da planta. Ela leva tempo para se adaptar a um ambiente e uma mudança brusca pode fazer ela morrer.
  2. Podas na época adequada: não existe um padrão de época nem de método para fazer as podas nas plantas. Cada espécie precisa de cuidados especiais. Mas de modo geral, o melhor período para as podas é quando a planta está se preparando para acordar e florescer. As podas são uma necessidade mais do que estética. Elas devem incentivar o desenvolvimento da planta, permitindo a entrada de sol em todas as partes e mantendo os galhos todos fortes, crescendo na direção correta.
  3. Limpeza do terreno: é muito importante ficar de olho nas mudas e plantas mais novas para evitar que cresçam ervas daninhas em volta delas. Essas ervas roubam os nutrientes das suas plantas, então observe como o jardineiro faz essa limpeza e mantenha sempre limpo para ter plantas mais fortes e um jardim mais bonito.
  4. Umidade: existem diversas espécies de plantas que se adaptam bem a ambientes fechados, inclusive com ar-condicionado. Um bom exemplo são as suculentas, plantas que retêm água em suas raízes e folhas, então demoram muito para desidratar. Mas nem todas as plantas podem ficar sem a umidade do ar natural, então pesquise bem antes de pensar em um paisagismo interno, como em um jardim de inverno.
  5. Adubação: as plantas necessitam de luz do sol, umidade, irrigação e também de nutrição. De tempos em tempos é necessário adubá-las para que continuem seu ciclo da vida. Uma boa dica sobre adubos é que os húmus de minhoca são sempre uma boa opção, natural e mais suave, que não agridem as plantas caso sejam usados em maior quantidade.
  6. Conhecimento sobre as espécies: quando escolher as espécies de plantas que vão compor o seu jardim, é bom pesquisar o nome científico e as características básicas de cada uma se quiser saber o que fazer para que elas estejam sempre saudáveis e bonitas. Assim também fica mais fácil entender o que o jardineiro vai recomendar que faça, caso precise fazer alguma manutenção por conta própria.