Arquitetos paisagistas - Rio De Janeiro: Encontre os melhores profissionais | homify

3 Arquitetos paisagistas em Rio de Janeiro

Cidade

Arquitetos paisagistas no Rio de Janeiro

O Rio é considerada a cidade maravilhosa não é à toa. Suas belíssimas paisagens naturais e construídas pelo homem encantam a todos os moradores e turistas. Aliás, o que não faltam na cidade são profissionais especializados em paisagens, como são os arquitetos paisagistas no Rio de Janeiro. Essas são as pessoas responsáveis por criar uma conexão entre homem e natureza dentro da urbanização para uma convivência em harmonia.

O que é um arquiteto paisagista?

Muitas pessoas imaginam que o arquiteto paisagista é um profissional formado em arquitetura e especializado em design de exteriores, como paisagismo. Pode ser também, mas existem cursos de graduação específicos, como o curso de arquitetura paisagista, voltado exclusivamente para essa área.

Portanto, o arquiteto paisagista nem sempre está apto a desenvolver projetos arquitetônicos completos, mas ele participa ativamente quando o processo vai ser completo, com a criação de jardins ou espaços de convivência externos no final. Essa etapa pode ser feita em residências grandes e pequenas, em áreas comuns de condomínios, em empresas e em áreas públicas. O paisagismo atende a todos.

Quando contratar um arquiteto paisagista no Rio de Janeiro?

Deve contratar um arquiteto paisagista no Rio de Janeiro quando a sua residência, condomínio ou empresa estiver precisando de jardins bonitos e funcionais, seja para apreciação ou novos ambientes de convívio.

Pode parecer muito simples olhar para o entorno de uma casa que ainda está com chão de terra e imaginar tudo muito bonito, com plantas, caminhos, pedras, mesas e cadeiras. Mas na hora de colocar todas as ideias em prática, se não tiver conhecimento técnico, vai complicar. O arquiteto paisagista entende de matemática, biologia, botânica, ciências sociais, geografia, engenharia, arte, tecnologia e muito mais para ser capaz de montar jardins com perfeição.

Ele vai escolher com cuidado as espécies de plantas, com base no gosto do cliente, no tipo de clima e nos tamanhos dos espaços a serem preenchidos. Vai calcular largura, comprimento e profundidade de canteiros, pensar no sistema de iluminação, de irrigação, o que fica na sombra e o que fica no sol. Tudo isso para que o novo jardim tenha uma longa vida, esteja sempre bonito e seja fácil de manter.

Por que contratar um paisagista do Rio de Janeiro?

Falando especificamente do clima do Rio de Janeiro, que é uma das cidades com calor mais intenso no verão, a importância de contratar um arquiteto paisagista é ainda maior. Essas alterações climáticas que estão acontecendo afetam o desenvolvimento das plantas e interferem na rotina das pessoas. Por isso, os ambientes externos necessitam de adaptações a nível técnico.

Quando o país estava sendo construído, o que inclui o desenvolvimento do Rio a partir de 1565, a floresta tropical da Mata Atlântica era abundante e predominante. A baía de Guanabara com seus manguezais também costumava poder contribuir mais com a umidade e frescor do ar. Mas, com o passar dos anos, essa vegetação tão rica foi sendo derrubada para dar espaço a cidades e áreas rurais. Como consequência, se quiser continuar tendo qualidade de vida nas áreas externas de casa, é importante contar com os arquitetos paisagistas do Rio de Janeiro, que conhecem os aspectos da geografia local. Eles se preocupam com a adaptação de espécies de plantas, conforme o clima e o solo vão mudando. Assim, elas crescem mais saudáveis, bonitas e vivem por mais tempo.

Para atender às necessidades das pessoas no extremo calor carioca, espaços externos precisam de adaptações. A vegetação deve ser abundante para refrescar e renovar o ar. Áreas construídas que tenham cobertura e um ambiente com sombra para sentar também são soluções importantes. Assim, as pessoas conseguem conviver com mais conforto e em contato com a natureza, que é essencial.

Como contratar arquitetos paisagistas no Rio de Janeiro?

Os arquitetos paisagistas no Rio de Janeiro podem trabalhar sozinhos ou em escritórios que oferecem outros tipos de serviços dessa área. Ou seja, em um escritório de arquitetura ou de engenharia civil, por exemplo. Também podem trabalhar em empresas como floriculturas que forneçam material para paisagismo.

Se não tiver recomendações e não souber por onde começar, utilize a internet a seu favor. É exatamente para isso que existem sites como a homify. Aqui você tem uma grande listagem de profissionais das áreas de arquitetura, decoração, paisagismo e todos os serviços de mão de obra necessários para esse tipo de trabalho ser posto em prática.

Ao acessar os perfis dos profissionais cadastrados listados acima, consegue saber mais sobre como cada empresa trabalha, modelos de projetos já entregues e aproveite para entrar em contato com os profissionais para tirar dúvidas e solicitar orçamentos. A melhor forma de escolher o profissional adequado é entrando em contato e comparando as ofertas.

Dicas básicas de paisagismo

Mesmo sabendo como é importante contratar um arquiteto paisagista quando precisar projetar áreas externas, também é bom conhecer algumas dicas simples para manter sua área externa sempre bonita e para compreender um pouco melhor o que envolve esse universo do paisagismo.

  • Manutenção das plantas: uma das dicas cruciais para manter o seu jardim sempre bonito e florido é fazer uma boa manutenção das plantas. Em especial se gostar de um jardim que floresce o ano inteiro, com plantas de variadas espécies e bem volumosas. É preciso manter um cronograma para a irrigação, as podas e o controle de pragas. Inclusive, se o terreno for muito grande, o ideal é ter um sistema de irrigação automático.
  • Variedade de espécies: a menos que o jardim seja feito propositalmente com determinadas espécies que o você goste, a dica dos paisagistas é caprichar na variedade. Um jardim com muitas espécies de plantas fica mais interessante, mais bonito. Recebe mais cores, mais aromas, volumes diferentes para preencher cada espaço com beleza e organização. Apenas deve-se ter o cuidado de colocar no mesmo canteiro as plantas que possuem as mesmas necessidades de luz, água e nutrientes.
  • Porte das plantas: embora a variedade de espécies seja muito aconselhável para criar um jardim mais bonito, precisa lembrar que alguns arbustos ou árvores crescem muito. Sendo assim, na hora de plantar, precisa saber o quanto cada planta vai crescer, evitando que estraguem o piso com enormes raízes ou o telhado com copas muitos expandidas para as laterais.  
  • Local adequado: na hora de planejar as plantas que vão compor um caminho, por exemplo, precisa lembrar que as pessoas vão passar por ali. Logo, as plantas escolhidas não devem ter folhas pontiagudas, nem espinhos, tampouco serem enormes, a ponto de atrapalhar a passagem. O mesmo deve ser pensado para o piso, que precisa ser resistente e antiderrapante. Se for colocar um toldo como cobertura, lembre-se de que as plantas vão precisar continuar recebendo sol, então opte por um toldo transparente.
  • Cuidado com o vento: além da preocupação com o sol e a chuva, não esqueça do vento. Se na sua região há ventos fortes, deve evitar colocar espécies de plantas com folhas muito largas e compridas, pois o vento irá rasgá-las. Dê preferência para plantas mais resistentes, que formem raízes bem presas ao solo. Se for o caso, mantenha as plantas cobertas e protegidas durante os vendavais, em especial se forem mudas em desenvolvimento. 

Agora só precisa começar a sua pesquisa pelo profissional paisagista no Rio de Janeiro que irá atender a todas as suas necessidades, além de aproveitar para ver, também aqui na homify, modelos maravilhosos de jardins elaborados por paisagistas e usar como inspiração.