54 Arquitetos em Recife

Área servida

Contrate um arquiteto em Recife 

São inúmeras as vantagens de contratar um profissional de arquitetura de interiores para dar andamento ao projeto da sua casa. Primeiramente, o arquiteto é o responsável por escutar todas as suas ideias e solicitações e colocá-las no papel, no formato de uma planta. Além de habilidades na área do design este profissional também possui conhecimentos de engenharia e pode garantir que as estruturas dos projetos arquitetônicos desenhados sejam executadas da forma correta pelos profissionais contratados. 

Os arquitetos também costumam ter uma rede de contato para serviços auxiliares, com profissionais que estão acostumados a trabalhar juntos, para que a obra seja realizada de forma eficiente e o acabamento seja o melhor possível. Com um projeto bem realizado pelo arquiteto, esses profissionais conseguirão executá-lo da melhor forma possível. Outra vantagem é que o arquiteto sabe harmonizar as suas demandas com os melhores materiais, para evitar o desgaste excessivo do tempo e do clima. Ao longo de todo o ano chove bastante na cidade, e por isso os materiais escolhidos para as áreas externas e internas devem ser adequados à grande precipitação característica da cidade. Esta medida pode evitar muita umidade na casa, infiltrações, entre outras complicações futuras.

O arquiteto também pode resolver problemas legais relacionados ao licenciamento da construção de acordo com as normas do município. Sendo assim, este é o profissional que vai garantir que a sua obra aconteça sem atrasos, com uma estrutura e finalização adequadas e com os devidos registros, para evitar prejuízos e custos extras. Com o diretório de arquitetos do homify ficou mais fácil encontrar um profissional que atenda às suas necessidades, já que é possível ler avaliações de clientes anteriores, além de verificar o estilo dos projetos nos quais o profissional tenha trabalhado e comparar com o que você deseja para o seu espaço.

Quanto custa construir em Recife?

A partir de todas as informações que você passar para o arquiteto, ele poderá realizar uma estimativa do valor final da obra, além de criar um projeto personalizado e sugerir um orçamento final que esteja de acordo com o seu bolso. Diversos detalhes devem ser levados em consideração na hora de fazer o orçamento, e somente com o projeto final em mãos e aprovado o profissional será capaz de calcular os custos de obra de forma mais detalhada e precisa. 

Entre os detalhes, estão a qualidade dos materiais escolhidos, além do padrão da construção, entre baixo, normal e alto. A área construída e o número de pavimentos, cômodos e banheiros também devem ser levados em consideração, além da área externa, que pode contar com piscina, churrasqueira e jardim. Além disso, o tipo de mão de obra contratada também deve ser observado. Entre as opções estão os empreiteiros e as construtoras ou profissionais autônomos, que realizam trabalhos de eletricidade, encanamento, marcenaria, entre outros. Apesar de mais caro, as empreiteiras e construtoras costumam trazer menos aborrecimentos aos clientes devido ao fato de eles gerenciarem todos os profissionais que contratam, ao contrário de quando estes trabalhadores são contratados de forma independente.

O custo médio de construir uma casa em Recife é de R$1.100 o metro quadrado, em um padrão de acabamento considerado médio. Neste valor não estão incluídos o desenho da planta e nem o acompanhamento da obra por um arquiteto. Em relação aos custos da contratação deste profissional, caso você queira fazer uma estimativa antes de bater o martelo, vale a pena consultar a tabela de honorários dos Arquiteto e Urbanista no site do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) para ter uma ideia.

Conheça as restrições legais para construir em Recife

Um aspecto importante para começar a sua obra é a contratação de um arquiteto registrado no Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR). Este profissional é o responsável por licenciar o projeto de arquitetura de interiores junto à prefeitura, com todas as solicitações que listadas no Código de Obras da cidade. Entre as regras, estão por exemplo a distância necessária entre os muros e o começo da construção da casa, que se chama recuo, que pode ser frontal ou lateral. Além disso, o número de pavimentos permitidos e a altura da construção devem ser respeitados. Tudo isso para garantir um crescimento ordenado da cidade, a sua segurança e os direitos dos vizinhos.

Caso o planejamento esteja de acordo com as solicitações, o projeto será atendido. Caso negativo, o arquiteto deverá realizar as alterações necessárias no desenho e adaptá-lo para atender à legislação. A realização de um contrato com o arquiteto também é um item importante, mas muitas vezes negligenciado. Neste documento devem ser especificados os direitos e deveres de cada lado, para evitar inconvenientes futuros e contribuir para um andamento harmonioso da obra. 

A arquitetura de Recife

Além de exemplares da arquitetura moderna, Recife também conta com diversos prédios antigos, que remontam ao século 19, como o Mercado de São José, que é o mais antigo do Brasil e possui estrutura neoclássica pré-fabricada em ferro. Diversos outros prédios revelam a beleza da cidade através de sua arquitetura. Entre eles, a Faculdade de Direito do Recife, de 1911, o Forte do Brum, datado de 1629, além da Sinagoga Kahal Zur, que foi construída em 1636. Devido a influência dos estrangeiros que aportaram no país, como portugueses, holandeses e franceses, esta mistura de culturas se reflete na paisagem local e tornam a cidade um verdadeiro museu a céu aberto, e fonte de inspiração para arquitetos, designers, moradores e turistas.