17 Arquitetos de interiores em Salvador

Cidade

Arquitetos de interiores em Salvador

Salvador, cidade que foi a primeira capital do Brasil, possui uma arquitetura peculiar. Entre as diversas correntes e fases da arquitetura presentes na cidade estão prédios renascentistas e barrocos, além da arquitetura colonial e neocolonial e a grande influência de países europeus como Portugal. Entre os prédios mais marcantes da cidade estão a Praça Municipal, o Terreiro de Jesus, o Caminho de São Francisco, o Largo do Pelourinho, o Largo de Santo Antônio e o Largo do Boqueirão. Todos eles são edificações históricas, que praticamente narram o crescimento exponencial da cidade ao longo dos anos. Por este motivo, a cidade também possui prédios que pertencem à arquitetura moderna, como os inúmeros arranha-céus que hoje fazem parte da cidade, que como outras capitais brasileiras apresenta a tendência da verticalização. Esta mistura faz com que Salvador seja uma cidade única do ponto de vista da arquitetura de interiores.

Diferença entre a arquitetura de interiores e design de interiores

Existem diversas diferenças entre o trabalho de um arquiteto, ou arquiteto de interiores, e um designer de interiores. A primeira delas é que o arquiteto estudou Arquitetura e Urbanismo na universidade e o designer de interiores cursou design. Isso significa que o arquiteto de interiores está apto, de acordo com a sua formação acadêmica, a fazer cálculos estruturais e modificações nas estruturas de uma casa ou prédio, além de alterações técnicas na planta, como elétricas e hidráulicas. Já o designer de interiores está limitado à parte estética do projeto, e pode realizar projetos de iluminação, acústicos e térmicos, desenhar mobiliários, escolher cores, materiais de acabamento etc. Esta parte também pode ser realizada por um arquiteto de interiores. E caso o projeto demande a modificação de estruturas ou a remoção de paredes, por exemplo, a presença de um arquiteto de interiores na obra é fundamental. 

Como encontrar um arquiteto em Salvador

No homify você encontra um diretório de arquitetos e arquitetos de interiores com experiência em diversas áreas da profissão. Assim fica mais fácil encontrar os profissionais que você precisa contratar para dar andamento ao projeto da sua obra. As redes sociais como Pinterest, Instagram e Facebook são grandes fontes de inspiração, e também podem ajudar você a encontrar o profissional mais adequado para realizar o projeto da sua casa. Outro local que pode ser utilizado com esta finalizada é o diretório de arquitetos e urbanistas do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR). 

Serviços prestados por um Arquiteto de Interiores

Um arquiteto de interiores pode oferecer diversos tipos de serviços. Entre eles, a realização de um projeto de arquitetura de interiores, que consiste na criação de uma planta com o maior aproveitamento do espaço possível, levando em consideração as solicitações estéticas do cliente, além de pensar na funcionalidade e no conforto. Também é possível realizar o projeto de reforma com esse profissional. Neste caso, o arquiteto aproveita uma estrutura já existente e faz com que ela se torne mais de acordo com a realidade do morador. O arquiteto pode optar ou não por manter as características originais do local e acrescentar as demandas do dono da casa, sejam elas de diversos tipos. Projetos estruturais também podem ser realizados pelo arquiteto, que pode decidir reforçar estruturas, vigas ou pilares, no caso da remoção de uma parede por exemplo.

O arquiteto também está apto a criar e implementar instalações elétricas e hidráulicas de acordo com as normas de segurança recomendadas, para garantir que o fornecimento de água e energia elétrica aconteça da melhor forma possível. Outro projeto que pode ser realizado por este profissional é o de luminotécnica. Além dos evidentes benefícios estéticos de uma iluminação bem feita, o arquiteto pode utilizar recursos como luminárias, lustres, spots e balizadores para tornar qualquer espaço mais aconchegante.

O tipo do projeto e a sua complexidade são levados em conta na hora de realizar uma projeção do custo final da obra, que também deve levar em consideração detalhes como  o tipo de mão de obra contratada, o tipo de terreno, qualidade da estrutura existente, entre outros. Além disso, o padrão dos acabamentos, o tamanho do pé direito, o número de pavimentos e cômodos demandam mais mais recursos financeiros. 

Remuneração do Arquiteto

A conduta mais recomendada pelo CAU/BR é calcular o honorário do arquiteto de acordo com um percentual do custo total da obra. Também é possível pagar um preço fixo pelo serviço prestado, recomendado caso seja necessário fazer alguma alteração no plano inicial da obra.

Saiba mais sobre a legislação da cidade

O primeiro passo para a legalização do seu projeto é o envio da documentação correta para o município. Um profissional de arquitetura que possua o registro obrigatório no Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) pode realizar o desenho da planta contendo todos os detalhes especificados no Código de Obras do município. Entre as demandas que devem estar corretamente especificadas na planta estão o número de pavimentos ou cômodos, se você for construir uma casa, ou outras especificações, no caso de outros tipos de obra. Caso todos os detalhes estejam de acordo, o seu projeto será aprovado. Caso negativo, basta ler corretamente as demandas e adaptar o projeto, para garantir a segurança de todos, a sua privacidade, e os direitos dos vizinhos. Para garantir os seus direitos e para que os deveres do arquiteto e do dono do imóvel, a realização de um contrato o mais detalhado possível é altamente recomendado, para evitar dores de cabeça durante  realização da obra.

Boa sorte e mãos à obra!