34 Arquitetos de interiores em Belo Horizonte

Área servida

A capital do estado de Minas Gerais recebeu construções com a influência de diversos movimentos arquitetônicos ao longo dos anos, como o neoclássico, o neogótico, o neo romântico e neocolonialista. Entre os diversos estilos e formas dos espaços públicos urbanos também são encontrados arranha céus e prédios mais recentes que foram construídos de acordo com características da arquitetura moderna. A lagoa da Pampulha, que é um dos maiores cartões postais da cidade por exemplo, contou com projeto de Oscar Niemeyer e participação de diversos nomes da arquitetura moderna brasileira e se tornou um marco no desenvolvimento arquitetônico da cidade. Esta mistura eclética e cheia de história é inspirada e pode servir como base para o seu projeto de arquitetura de interiores.

Diferenças entre arquiteto de interiores e um designer de interiores

Os profissionais de arquitetura e design de interiores encontram soluções personalizadas para a transformação de espaços de acordo com as necessidades de cada cliente. Antes de escolher um profissional para realizar o seu projeto saiba o que cada um deles está habilitado ou não a fazer.   

O arquiteto, ou arquiteto de interiores é o profissional que estudou Arquitetura e Urbanismo na faculdade. Caso haja necessidade de fazer cálculos estruturais ou modificações na estrutura de algum ambiente, como por exemplo no caso da remoção de paredes, ou alterações técnicas na planta, como elétricas e hidráulicas, este profissional pode realizar, de acordo com a legislação que regulamenta a profissão. Arquitetos também podem planejar a arte estética dos interiores, ao desenhar mobiliário, escolher cores de paredes e objetos, revestimentos adequados etc.

O designer de interiores é o profissional que estudou design e pode alterar e planejar a parte estética, tendo em mente a programação visual dos ambientes internos. Assim como o arquiteto de interiores, ele estuda o layout do local e propõe soluções para deixar o local do jeito que o cliente quer, escolher cores, texturas e materiais mais adequados. No entanto, este profissional não pode realizar modificações estruturais ou técnicas, trabalho que está limitado aos arquitetos de interiores.

Como encontrar o arquiteto de interiores ideal para o seu projeto?

Contratar um arquiteto é uma forma eficiente de fazer com que todos os recursos envolvidos na obra sejam utilizados de forma eficiente, para você conseguir o resultado que espera no menor tempo possível. No diretório de arquitetos de interiores do homify você certamente encontrará um arquiteto local especializados na área que você precisa. Você pode consultar os projetos já realizados, além de saber o que clientes anteriores comentam sobre o trabalho de determinado profissional antes de tomar a sua decisão. Também é possível encontrar arquitetos inspirações em redes sociais como o Instagram ou Pinterest, ou mesmo pedir indicações aos amigos que tenham realizado projetos de arquitetura recentemente. Outra fonte para consulta é o diretório de arquitetos e urbanistas no site do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR). 

Serviços realizados por arquitetos de interiores

Projeto de arquitetura: 

O desenvolvimento de um layout, que pode ser tanto de arquitetura comercial quanto de arquitetura residencial é o objetivo deste projeto, que deve focar uma maior funcionalidade do ambiente e as demandas do proprietário para o interior em questão.

Reforma: 

A revitalização de fachadas, ampliação ou diminuição de ambientes, além da transformação de diversos espaços para um maior aproveitamento do local são algumas das possibilidades neste caso.

Projetos estruturais: 

A construção de novas estruturas ou a manutenção de estruturas já existentes são os objetivos deste tipo de projeto. Além disso, o arquiteto também pode realizar reforços em vigas ou pilares. 

Instalação elétrica: 

O desenvolvimento ou implementação de instalações elétricas que estejam de acordo com os padrões de qualidade e segurança necessários são os objetivos deste projeto.

Luminotécnica: 

Além de valorizar elementos arquitetônicos e de paisagismo, um projeto de luz bem realizado traz conforto e acolhimento ao ambiente.

O valor de todos estes serviços pode flutuar de acordo com diversas especificações. No projeto de uma casa, por exemplo, o número de pavimentos, o tamanho do pé direito, quantos cômodos, entre outros detalhes, deve ser levado em consideração. Outros projetos, como o de instalação elétrica e hidráulica ou iluminação podem variar de acordo com fatores como a complexidade do projeto e o tempo necessário para a realização da obra, entre diversas outras variáveis. Com uma ideia sólida do projeto em mente, o profissional de arquitetura é o mais capacitado a passar um valor coerente com a realidade.

O que ter em mente antes de contratar um profissional

Os arquitetos precisam possuir um registro no Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR). Este registro é a garantia de que você está contratando um profissional que tenha a formação correta, e consequentemente, está apto a realizar o seu projeto. E como já mencionado anteriormente, somente um arquiteto de interiores pode realizar modificações estruturais e fazer o reforço de vigas, além de projetos técnicos de elétrica e hidráulica.  

Consulte a legislação de Belo Horizonte

As diversas regras referentes a construções na cidade estão listadas no Código de Obras de Belo Horizonte. É preciso que elas sejam seguidas pelo arquiteto para garantir a sua segurança, além de evitar dores de cabeça futuras decorrentes de projetos mal elaborados ou  que não estejam de acordo com as leis municipais. Um arquiteto que tenha experiência na região em que você pretende construir saberá exatamente estas especificações, que incluem a altura, o número pavimentos e os recuos frontais e laterais obrigatórios, entre diversos outros detalhes no caso da construção de uma casa. O próximo passo é o registro do projeto na prefeitura. Se as exigências estiverem corretas, o projeto será aprovado. Caso contrário, basta realizar as correções necessárias e seguir em frente. 

A realização de um contrato com o arquiteto também é um passo importante para evitar dores de cabeça futuras. Neste documento, devem devem constar o escopo do projeto, o valor dos serviços e as formas de pagamento e os prazos de entrega, as obrigações do contratante e do contratado, além do honorário do arquiteto. Este pode ser calculado através de um percentual sobre o custo da obra ou também pago de acordo com o custo de cada serviço. Faça uma consulta à tabela de honorários do site do CAU/BR e tire as suas dúvidas.