por Gianluca Cadoni Architecte

Antes e depois: de casa em ruínas a apartamento dos sonhos

Gustavo de Campos Gustavo de Campos
Loading admin actions …

Um casa praticamente destruída, abandonada à própria sorte  meio a umidade, calor, frio, sol, chuva… O resultado não poderia ser outra a não ser parecer uma antiga ruína, mas sem o charme que ruínas do mundo antigo possuem e queremos visitar, mas sim algo que tentamos desviar o olhar. Entretanto, esta casa não precisa ser destruída e é exatamente isso que queremos tratar aqui! Ela pode ter vindo de várias formas: como herança, uma doação ou até mesmo como uma pechincha achada em meio a um bairro antigo da cidade. A questão é importante é: o que fazer com ela?

Existem muitas opções, mas a opção escolhida por uma cliente, e abraçada pelo arquiteto Gianluca Cadona, foi investir em uma reforma radical, que uniu três pequenos estúdios e os transformou em um apartamento de 100 m². Desta forma uma nova casa surgiu dos escombros de outra, uma nova aparência e uma nova possibilidade de ser habitada.

Ela também pode servir de inspiração pra que você não despreze aquela casa caindo aos pedaços da sua vó ou aquele sobradinho abandonado na esquina da sua casa. Onde há criatividade, há esperança!

As veias abertas da casa

Continuando a analogia do esqueleto da casa visto na estrutura, podemos dizer que na imagem acima vemos as veias da casa: um amontoado de fio elétricos deixados aparentes e que podem até memso ser um risco para quem está perto do espaço. Numa noite de tempestades isto poderia causa um curto-circuito e iniciar um incêndio. Porém, para tudo existe uma solução.

A cozinha verde e branca

Colocando os fios elétrios em seu devido lugar (atrás do revestimento, sem exposição aos elementos da cozinha), a cozinha foi totalmente reformada com revestimentos brancos e um bonito armarinho em madeira tratada. As plantas dão, novamente, um toque especial ao ambiente e o teto de alvenaria em pequenos triângulos coloca a cereja em cima do bolo.

Uma cabana abandonada? Não, apenas uma casa esquecida

  por Gianluca Cadoni Architecte
Gianluca Cadoni Architecte

la chambre des enfants avant

Gianluca Cadoni Architecte

Podemos ver de tudo na imagem acima: desde as janelas podres depois depois de receber todos os mal tratos das intempéries, passando uma cuba jogando ao chão, até a própria estrutura do forro de madeira largada sem cuidado alguém. Mais um ambiente da casa que parecia não ter salvação, sugerindo uma demolição completa e não sua restauração. Mas mais uma vez essa primeira impressão se prova errada.

Uma nova esperança

Este talvez seja o ambiente mais representativo desta reforma empreendida com criatividade e sensibilidade. O que antes eram apenas escombros se transformaram agora em um quarto infantil extremamente iluminado pela luz do sol e dotado de detalhes muito cativantes. Um ambiente que agora pode ser utilizado com amor, fazendo-nos esquecer da bagunça catastrófica que foi um dia. Sempre existe esperança.

Gostou desta linda reforma? Clique aqui e sabia ainda mais sobre o assunto.

O esqueleto da casa

Podemos ver na imagem acima que a casa foi praticamente despida de suas roupas, depenada. Todo o revestimento foi perdido e a estrutura, o esqueleto da casa, aparece em toda a imagem. O tijolo, que atua como isolante e divisão de ambientes, também aparece quebrado e com reboque tosco por toda sua superfícies. Pode parece uma situação sem esperanças, mas…

Uma casa vestida novamente

… onde existe criatividade, existe esperança, como já dissemos antes! Portanto, não há nada a temer quando um bom arquiteto está te amparando. As superfícies, bem como a estrutura que antes estava aparente, foram recobertas de massa corrida e um grande teto de vidro, em forma de janela panorâmica, foi colocado abaixo da escada que leva para o pavimento abaixo. As plantas penduradas ajudam a dar o toque final nesta bela entrada.

Compartilhe conosco a sua opinião!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!