Planta Baixa: O que é? + Lindas Inspirações de Planta Humanizada

Janaina Regina Baade Janaina Regina Baade
CASA DE PRAIA PORTO BELO - SC Natali de Mello - Arquitetura e Arte Casas tropicais
Loading admin actions …

Você está pensando em construir seu próprio lar? Então, com certeza vai se interessar pelo assunto que vamos abordar neste artigo.

Ao construir uma casa ou comprar um apartamento em construção, um dos itens indispensáveis para qualquer obra é a planta baixa.

Apesar de ser um termo bastante popular e conhecido, muitas pessoas ainda não sabem exatamente o que é uma planta baixa, qual o profissional responsável por fazê-la, para o que ela serve e também não conhecem os modelos de plantas arquitetônicas. Por isso, preparamos este livro de ideias recheado de informações importantes sobre planta baixa e que todos deveriam conferir para saber. Afinal, a planta baixa é um documento importantíssimo e insubstituível, que deve ser feito em qualquer tipo de obra ou construção.

Planta baixa: o que é?

Mesmo que você não saiba o que é uma planta baixa, provavelmente, já viu uma em sua vida.

A planta baixa nada mais é que um documento arquitetônico em escala usado para representar o layout de uma construção.

Na planta baixa é possível visualizar onde serão as paredes, as portas, as janelas e os mobiliários básicos. Mas, além dessa parte mais “decorativa”, esse documento também detalha importantes especificações técnicas, como altura e espessura das paredes, tamanho dos ambientes e informações de onde estarão localizados os componentes hidráulicos e elétricos.

A planta baixa também pode ser humanizada. Nesse caso, além do que detalhamos acima, ela também pode conter mais informações sobre a parte decorativa do projeto, contando com cores, mobiliários completos, iluminação, paisagismo e texturizações.

O que uma planta baixa precisa ter?

Planta baixa do apartamento padrão. Studio HG Arquitetura Salas de estar minimalistas
Studio HG Arquitetura

Planta baixa do apartamento padrão.

Studio HG Arquitetura

Resumindo o que explicamos acima, a planta baixa de casas, apartamentos ou projetos comerciais contém as seguintes representações:

  • Linhas de dimensão, que são usadas para representar as medidas  (altura, largura e espessura) dos itens do ambiente. Por exemplo, paredes, janelas e portas.
  • Escala é outro componente essencial em uma planta baixa. A escala é a proporção que o desenho possui quando comparado com o tamanho real. As escalas mais comuns utilizadas em projetos residenciais são 1:50 e 1:100, que representam que cada centímetro do desenho é 50 ou 100 vezes, respectivamente, menor do que o tamanho real do ambiente.
  • Layout, que, nada mais é que a representação de itens, como portas, janelas e mobiliários, dentro do projeto, demonstrando exatamente onde deverão ser instalados.

Qual a importância da planta baixa?

Planta Baixa - Térreo Aux Arquitetura Casas modernas
Aux Arquitetura

Planta Baixa – Térreo

Aux Arquitetura

A planta baixa, como já dissemos, é fundamental para que uma construção fique perfeita. Afinal, apesar de parecer “simples”, é a planta baixa que guiará a obra e orientará como ficará o resultado final da construção.

Além de definir como será a parte decorativa e estética dos ambientes, com otimização de espaços e boas proporções entre os cômodos, a planta baixa também é utilizada como guia para a elaboração das demais plantas. Por isso, ela é fundamental para definir como será toda a parte elétrica, hidráulica e estrutural da residência.

Planta baixa: quem faz?

Planta baixa humanizada dos vestiários masculino e feminino propostos MILWARD ARQUITETURA Banheiros modernos
MILWARD ARQUITETURA

Planta baixa humanizada dos vestiários masculino e feminino propostos

MILWARD ARQUITETURA

Uma dúvida muito comum é sobre qual o profissional responsável pela montagem e produção da planta baixa.

O responsável por elaborar o desenho de plantas baixas é o arquiteto, que pensará sempre qual a melhor maneira de aproveitar o espaço disponível e como adequar nos ambientes tudo o que o cliente deseja que a construção tenha.

Tipos de plantas arquitetônicas

Planta Baixa Humanizada - Integração dos espaços Arquiteto Virtual - Projetos On lIne Salas de estar modernas Madeira Efeito de madeira
Arquiteto Virtual – Projetos On lIne

Planta Baixa Humanizada – Integração dos espaços

Arquiteto Virtual - Projetos On lIne

Basicamente, existem 3 tipos de plantas e cada um dos modelos possui uma importância diferente. Confira detalhadamente cada um dos tipos de plantas arquitetônicas:

Planta legal

Planta Baixa 2º Pavimento Ideia1 Arquitetura Casas modernas
Ideia1 Arquitetura

Planta Baixa 2º Pavimento

Ideia1 Arquitetura

A planta legal é mais técnica. É uma planta baixa com medidas e especificações importantes do projeto.

Esta é a planta usada para conseguir a aprovação do projeto pela prefeitura. Por conta disso, deve ser de fácil compreensão técnica e deve ter detalhes de área dos ambientes, permeabilidade, recuos, aberturas e vários outros itens específicos. Além disso, é importante lembrar que os itens exigidos na planta legal podem variar dependendo da sua cidade.

Planta executiva

A planta executiva também é muito importante. Afinal, esta é a planta que é utilizada como guia na hora de construir e tirar o projeto do papel.

Por conta disso, a planta executiva não pode conter erros e deve possuir o máximo de detalhamento possível para evitar falhas e enganos e facilitar a obra. As informações desse documento devem estar claras e dentro das normas técnicas.

Planta humanizada

A planta humanizada é a que normalmente é utilizada pelo arquiteto para apresentar o projeto para os clientes.

Geralmente, ela é uma versão final que contém mais detalhes decorativos ao invés de técnicos.

A planta baixa humanizada pode conter as cores dos ambientes, os elementos decorativos, os mobiliários, os revestimentos, o paisagismo, etc. Por isso, essa é uma planta com maior riqueza de detalhes e em apresentação 3D para que os clientes consigam visualizar da forma mais perfeita como a residência ficará quando estiver totalmente pronta.

Qual o melhor programa para fazer planta baixa?

O melhor e mais utilizado programa pelos arquitetos para montar uma planta baixa é o AutoCAD. Porém, por ser um programa com um valor alto, alguns arquitetos utilizam outros programas. Entre eles: Autodesk Homestyler, Sketchup, Revit, Planner 5D e Roomle.

Apesar dessa variação de softwares, o resultado final dependerá mais do arquiteto do que do programa.

Confira mais 10 exemplos de plantas de casas inteligentes para inspirar você!

Se você gostou de saber mais informações sobre a planta baixa, esse item importantíssimo de uma obra, talvez também goste de conferir este outro livro de ideias que temos aqui no site da homify com 10 exemplos de plantas de casas inteligentes.

Você já sabia o que era uma planta baixa?

Precisa de ajuda para projetar a sua casa?
Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!