Revestimentos para Cozinha: Conheça os Tipos e Aplicações | homify | homify
Error: Cannot find module './CookieBanner' at eval (webpack:///./app/assets/javascripts/webpack/react-components_lazy_^\.\/.*$_namespace_object?:3566:12) at at process._tickCallback (internal/process/next_tick.js:189:7) at Function.Module.runMain (module.js:696:11) at startup (bootstrap_node.js:204:16) at bootstrap_node.js:625:3

Revestimentos para Cozinha: Conheça os Tipos e Aplicações

Patricia Smaniotto – homify Patricia Smaniotto – homify
Residência Campo Comprido Cozinhas modernas por Studio Leonardo Muller Moderno
Loading admin actions …

A cozinha há muito tempo deixou de ser um local de preparo de alimentos e refeições escondido dos olhos de todos e passou a ser um espaço de entretenimento e convívio social com familiares e amigos, tanto que a sua integração com salas de estar e jantar e até varanda está virando regra.

Por isso mesmo, a decoração da cozinha pede originalidade, beleza e funcionalidade que reflitam a personalidade e o estilo de vida dos moradores. Nessa tarefa, a atenção aos detalhes faz toda a diferença e os revestimentos para paredes, pisos e bancadas são peças-chave, devendo ser funcionais, oferecer conforto e conferir personalidade ao ambiente.

Mas os revestimentos da cozinha não são e não podem ser apenas elementos decorativos, já que esse ambiente úmido e quente requer maior proteção nas áreas expostas frequentemente à umidade, à gordura e à sujeira. Portanto, a escolha dos revestimentos deve recair sobre aqueles que garantem praticidade, funcionalidade, durabilidade e segurança. Saiba onde aplicá-los e quais os tipos disponíveis no mercado!  

Onde aplicar os revestimentos

A escolha correta dos revestimentos para cozinha depende da área em que eles serão aplicados. Se a cozinha é usada com grande frequência e nela houver um grande trânsito de pessoas e cargas, o revestimento do piso, por exemplo, precisa apresentar maior resistência. Necessidades específicas dos usuários também devem pesar na escolha do revestimento do piso: por exemplo, se há presença de pessoas idosas na casa, o revestimento do piso não pode ser polido ou escorregadio.

A cozinha apresenta basicamente quatro superfícies que precisam do revestimento adequado: o piso, as paredes, as bancadas e o backsplash, aquela área entre a bancada da pia e o armário superior, onde ficam os setores de lavagem e preparo de alimentos.

Apartamento Tutóia Cozinhas modernas por Alvorada Arquitetos Moderno
Alvorada Arquitetos

Apartamento Tutóia

Alvorada Arquitetos

O piso é uma superfície sujeita constantemente à água, à gordura, à sujeira, à poeira e aos restos de comida e outros dejetos, assim como as paredes e o backsplash, o que significa que as três áreas precisam de limpeza frequente.   

Portanto, os revestimentos da cozinha precisam ser práticos e fáceis de limpar, de preferência sem reentrâncias e outras características desafiadoras como materiais porosos, em especial a madeira. Mas quem adora madeira até na cozinha, existe uma ótima opção: os porcelanatos que imitam madeira e mantêm todas as características do material sem exigir os mesmos cuidados.   

Projeto Casa Moderna - Jorge Elmor Cozinhas modernas por Elmor Arquitetura Moderno
Elmor Arquitetura

Projeto Casa Moderna – Jorge Elmor

Elmor Arquitetura

Nas paredes, os revestimentos das áreas da pia e do fogão devem proteger da água e da sujeira, podendo ser uma ótima ideia destacar esse setor com revestimento diferente das demais paredes, mais secas, que podem receber painéis, adesivos, pintura e até papel de parede. Aliás, essa variedade promove um ar mais contemporâneo, bem ao contrário da monotonia e falta de originalidade de cozinhas com todas as paredes cobertas por um mesmo revestimento.

A área destacada da parede da pia com revestimento diferente das demais paredes que mencionamos há pouco tem um nome que vem dos EUA: backsplash, uma tendência da arquitetura daquele país que se refere a um diferencial tanto estético quanto utilitário. Ele é perfeito para locais em que se faz poucas frituras, pois limita o revestimento apenas àquela área, quando não se deseja cobrir todas as paredes com o mesmo revestimento ou qualquer outro.  

As bancadas de trabalho da pia também pedem revestimento especial, já que é sobre elas que se prepara os alimentos, se está em contato direto com a água, objetos pesados e até panelas quentes. A escolha deve recair em materiais resistentes como pedras, mas o inox é uma opção que tem entrado com tudo quando o assunto é combinar praticidade e design.

Outra dica importante: fuja do excesso de elementos nos revestimentos, pois é essencial o equilíbrio entre paredes e piso. Assim, pode-se recorrer ao contraste de cores ou à combinação de um revestimento decorado na parede com um piso liso.  

Tipos de revestimento para cozinha

Os revestimentos para cozinha podem ser lisos ou decorados, sendo que, nesse caso, existem variados padrões, como os geométricos, que dão um toque de modernidade ao ambiente. Mas vale lembrar que tintas também podem ser utilizadas na cozinha, se forem acrílicas impermeáveis aplicadas em áreas secas.

Vejamos quais são os revestimentos para cozinha mais utilizados atualmente:  

1. Azulejos, pastilhas e mosaicos

As pastilhas e os azulejos são ótimas opções de revestimento para cozinhas pequenas, podendo decorar a área da pia e as paredes de forma simples e discreta. Se a intenção é usar mais de um revestimento em uma cozinha pequena, os modelos de uma mesma paleta de cor contribuem para a harmonia da decoração.



Outro azulejo bastante utilizado recentemente é o chamado azulejo de metrô, inspirados no revestimento do metrô de Nova York. Os azulejos geométricos ficam lindos e sofisticados se colocados em uma parede que contrasta com as demais na cor branca.

Já os mosaicos são excelentes para decorar diferentes superfícies, destacando-se pela durabilidade e resistência e podendo ser aplicados tanto em pisos como em paredes.   

2. Ladrilhos e ladrilhos hidráulicos

Os ladrilhos podem ser encontrados em várias cores além do branco, sendo que os coloridos não destacam a sujeira e garantem a boa aparência da cozinha. São fácdeis de limpar e, portanto, ficam perfeitos no backsplash.

Já o ladrilho hidráulico, que remonta à Antiguidade e chegou ao Brasil nos anos 1930 e 1940 na onda da sua popularização na arquitetura europeia, ficou meio esquecido com o surgimento do piso cerâmico industrial, mas mais recentemente recuperou o prestígio justamente pela sua produção artesanal e pelo ar de nostalgia que ele evoca, sendo perfeito para espaços gourmet. Existem também modelos de azulejos que imitam ladrilhos hidráulicos.  

3. Concreto e cimento queimado

​Apartamento Liberty Cozinhas modernas por Stemmer Rodrigues Moderno
Stemmer Rodrigues

​Apartamento Liberty

Stemmer Rodrigues

O concreto é o revestimento ideal para cozinhas contemporâneas por criar uma atmosfera urbana e possibilitar diversas combinações. Sua aparência discreta permite a aplicação até mesmo no teto, sem carregar o ambiente. No piso, confere um ar simples e sofisticado. O cimento queimado é outra opção de revestimento para a decoração de cozinhas em estilos moderno e contemporâneo.  

4. Pedras

Residência Campina do Siqueira Cozinhas modernas por VL Arquitetura e Interiores Moderno
VL Arquitetura e Interiores

Residência Campina do Siqueira

VL Arquitetura e Interiores

Entre as pedras mais utilizadas no revestimento de superfícies da cozinha, o mármore nunca sai de moda e garante um ambiente elegante com um toque clássico. Em peças grandes e polidas que facilitam a limpeza, o mármore tem versatilidade incontestável, já que pode ser aplicado em bancadas, paredes e piso.



O granilite, que se assemelha ao mármore, é outro material para revestimento de cozinhas, tendo como características a praticidade, fácil manutenção, visual despojado, preço convidativo e menor custo de instalação. A sua composição é similar á do cimento queimado por causa da presença de minérios, que tornam esse material resistente.   

5. Porcelanato

O porcelanato é um revestimento ideal para cozinhas, em especial para as pequenas, já que absorve menos água do que uma parede comum. Com grande variedade de cores e desenhos, o porcelanato apresenta pedras como limestones, slates e basaltos, sendo que em cozinhas os modelos acetinados são preferíveis aos polidos ou brilhantes.

COZINHA GOURMET Cozinhas modernas por TRÍADE ARQUITETURA Moderno
TRÍADE ARQUITETURA

COZINHA GOURMET

TRÍADE ARQUITETURA

O porcelanato que imita madeiras é uma forte tendência na arquitetura e um dos revestimentos mais aplicados em cozinhas, destacando-se pela praticidade, durabilidade, fácil limpeza e por poder ser utilizado em áreas molhadas, o que não acontece com a madeira natural.  

6. Tijolo aparente

O tijolinho aparente cru ou envernizado é  muito utilizado no revestimento de paredes da cozinha para dar um toque de rusticidade e aconchego. Mas esse material também pode ser combinado com eletrodomésticos em inox e pendentes de metal para obter um ambiente mais moderno.  

Espaço Gourmet Cozinhas modernas por MHC arquitetura Moderno
MHC arquitetura

Espaço Gourmet

MHC arquitetura

7. Adesivos e papéis de parede

Uma tendência crescente atualmente é o uso de papéis de parede e, em especial, de adesivos no revestimento de cozinhas, que trazem cor e estilo a esse ambiente. Uma solução rápida e barata em termos de decoração que não danifica as paredes, os adesivos podem simular azulejos e ser combinados, por exemplo, com pastilhas e tijolos. O único porém é o risco de se exagerar nas combinações do adesivo com outros tipos de revestimentos, por isso é recomendável consultar um profissional de decoração e design de cozinhas.

   

8. Revestimento 3D

O revestimento 3D é muito utilizado em decoração de cozinhas em estilo moderno e tem grande versatilidade, pois se apresenta em variados formatos, tamanhos e tipos de volumetria. A placa de gesso 3D para revestimento de cozinhas pode substituir os papéis de parede, transmitindo uma sensação de profundidade e movimento. Comercializadas principalmente nas cores branca e cinza, as placas de gesso 3D também podem receber aplicações em outros tons para fazer uma decoração mais ousada e criativa.  

9. Cobogó

Um dos materiais arquitetônicos mais brasileiros da nossa arquitetura, o cobogó é um material feito de cimento e areia e utilizado em divisórias de projetos de cozinha. Criado em 1929, o cobogó foi nomeado com a junção das sílabas iniciais dos seus criadores e na decoração atual é elemento que ganha valor pela nostalgia que ele evoca.

Além do aspecto decorativo, o cobogó permite a circulação de ar e a entrada da luz natural, sendo perfeito para regiões tropicais como o Brasil. Hoje existem versões modernas do cobogó, em diferentes materiais, desenhos e cores, elemento que vem tendo grande utilização em espaços gourmet em varandas e terraços.    

Gostou dessas dicas?
Casas modernas por Casas inHAUS Moderno

Precisa de ajuda para projetar a sua casa?
Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!