Arquitetura em Niterói - entrevista a M2T1 | homify | homify
Error: Cannot find module './CookieBanner' at eval (webpack:///./app/assets/javascripts/webpack/react-components_lazy_^\.\/.*$_namespace_object?:3566:12) at at process._tickCallback (internal/process/next_tick.js:189:7) at Function.Module.runMain (module.js:696:11) at startup (bootstrap_node.js:204:16) at bootstrap_node.js:625:3

Arquitetura em Niterói – entrevista a M2T1

Rita Paião – Homify Rita Paião – Homify
M2T1 Escritório por M2T1
Artigo Patrocinado
Loading admin actions …

A M2T1 faz projetos de interiores lindos, lindos. Claro que gostos não se discutem mas falo na primeira pessoa. Sem dúvida que os seus projetos de areas gourmet e cozinhas contemporâneas chamam a minha atenção, ou não gostasse tanto desta divisão da casa.

Espreite os seus projetos e não hesite em contatar caso precise de ajuda de um profissional conceituado.

Agora leia a entrevista.

O que impulsiona a sua paixão pela arquitetura de interiores?

 Amamos ver os resultados nossos trabalhos e a alegria das pessoas qdo o recebem, ver os olhos brilharem ao ser concretizado um sonho… isso é muito legal! Criar ambientes “fora da caixa”, projetos diferentes e com personalidade.


O que a fez decidir entrar neste setor?

 Arquitetura sempre foi a minha paixão… Eu quando pequena, amava ver os traçados feitos na prancheta e o material que era utilizado para o desenho (gabaritos, escalímetros, réguas, lapiseiras… ) – Michele Carvalho- Para mim, Mariza, a arquitetura e design de interiores, acredito estarem no meu DNA rss… sempre fui, desde pequena, encantada por projetos arquitetônicos diferenciados e Interiores aconchegantes e cheios de personalidade. Acredito muito na influência do meu pai, que embora advogado, valorizava nos proporcionar uma casa bonita, com espaços definidos e aconchegantes. Podia-se perceber a história de meus pais em nosso lar. Enfim, como já falei, acredito estar no meu DNA, RSS 


Descreva um dia típico no escritório.

Sempre estamos bastante animadas, não temos uma rotina porque cada dia é de um jeito. Trabalhar com arquitetura é muito dinâmico, todos os dia são diferentes. 


Qual é o aspecto mais frustrante do seu trabalho?

Quando a gente tem um cliente que não consegue entender nossas ideias e vem com um projeto pronto pra gente fazer… isso nos trava porque não nos dá a liberdade de criar, que é o nosso desafio nessa profissão e o que realmente nos impulsiona. Se o cliente vem com uma ideia formada pra gente copiar, ficamos muito desapontadas. 

Qual é o aspecto mais agradável?

É o contrário… ver q o cliente confia 100% na gente e nos permite viajar dentro do que foi pedido e ficar tão feliz porque o surpreendemos com algo q foi melhor do que ele imaginava. Isso não tem preço!!! 


Qual a recomendação para quem ambiciona trabalhar na área?

Buscar sempre informação, ler muito, fazer cursos pertinentes na área, pois a arquitetura e o design mudam o tempo inteiro de acordo com os momentos que vivemos politicamente, estar sempre antenado com as tendências para utiliza-las da maneira correta 


O que seus clientes podem esperar ao trabalhar com você?

Muita alegria, atenção com os projetos, dedicação total, atenção especial. 

Tem algum tipo de regra que utiliza no desenvolvimento dos seus trabalhos?

 Não utilizamos regras… somos autenticas quando nos relacionamos com as pessoas. A única coisa que procuramos sempre fazer é respeitar os desejos dos nossos clientes, mesmo que as vezes, não seja o nosso…



Existe algum toque especial que seja característico em todos os seus trabalhos?

Sim. Gostamos de usar arte, acreditamos que sempre que designer, arquitetos e artistas trabalham juntos, coisas marcantes acontecem e além de possuir um caráter estético, arte está intimamente ligada as sensações e emoções das pessoas, nos contando histórias. 

Com recursos e orçamento ilimitados, qual seria o seu projeto de sonho?

Ter um grande espaço que pudesse acomodar designers, arquitetos e artistas com informação, cursos, espaços para relaxamento, co-working, uma biblioteca toda montada com informações de todos os tipos… um espaço que agregasse tudo que fosse necessário para desenvolver um bom trabalho e também projetos colaborativos. 



Quais as suas principais preocupações como arquiteta?


 Deixar um mundo mais sustentável, mais agradável, mais bonito, utilizar todas as informações que temos para transformar espaços em historias. 


Como consegue adaptar-se às mudanças no sector?

Nós já fazíamos projetos e reuniões online, temos clientes de outros estados. A única coisa que mudou é que não podemos nos ver pessoalmente para discutir as ideias. Fora isso, nos adaptamos muito bem a nova realidade. 


Encontre inspiração para sua casa!