Transforme seu jardim em uma mini fazenda!

Josi Monteiro – homify Josi Monteiro – homify
Google+
Loading admin actions …

Você pode transformar o seu jardim ou quintal em uma mini fazenda, ou seja, plantar o que quiser, assim terá tudo fresquinho ao seu alcance. Cultivar uma horta dentro de casa já é a realidade de muita gente. Não só pela preocupação com o meio ambiente – que deixa de receber produtos químicos e ter os recursos naturais, como o solo e água, explorados de maneira insustentável -, mas também pela qualidade dos alimentos, que chegarão à mesa mais saudáveis e livres de agrotóxicos. É sempre um ótimo investimento para você e sua família.

Não precisa de muito: um toque aqui, uma planta lá… e a sua área externa fica bem mais alegre. Para embelezar seu jardim e amenizar as altas temperaturas. Além disso, você pode ter aroma e frescor, com uma estrutura simples, feita de tronquinhos de eucalipto tratado quimicamente, promete levar o jasmim-italiano para o alto e, com o tempo, criar uma trama de sombra e um canto perfumado na área de convivência da sua casa, por exemplo.

Às vezes, os jardins e caminhos são normalmente previsto para fins de organização, para ir de um ponto a outro da maneira mais fácil possível. Você  pode ter qualquer material transformado em uma jardim, além de usar rochas gigantes, tijolos e tábuas de madeira. O design em Mosaico é  muito utilizado e pode ser reproduzido com pedras e grama. Labirintos verdes, caminhos de pedras, pequenas lagoas, fontes de água, flores coloridas e pequenas árvores são elementos que podem induzir um estado esplêndido. Afinal, não há nada como desfrutar do frescor da manhã cercado por seu próprio verde em sua casa.

Se você ainda está em dúvida sobre transformar espaços ociosos no quintal ou no jardim em área produtiva, confira algumas dicas! 

​Gramados e quintais consomem muita água

Jardins campestres por NewLook Brasschaat Keukens
NewLook Brasschaat Keukens

WWOO Concrete Outdoor Kitchen

NewLook Brasschaat Keukens

Manter o gramado sempre verde ou o jardim  limpinho é o tipo de manutenção que exige grande quantidade de água limpa e que acaba sendo gasta sem muita utilidade, considerando a baixa utilidade de ambas as situações. Em tempos de crise hídrica, o desperdício deve sempre ser evitado. Assim, usar água para regar um plantio é algo muito mais importante do que usá-la para manter o quintal ou a calçada limpos.

Água não é o único recurso usado na manutenção de um gramado. Para mantê-los sempre verdes e bonitos é necessário gastar energia, fertilizantes, combustível usado nas máquinas de cortas grama e, principalmente, tempo.

​Melhora a saúde

Jardins campestres por Unique Landscapes
Unique Landscapes

Traditional Garden

Unique Landscapes

Quando a pessoa planta o seu próprio alimento, a sua relação com a comida passa a ser totalmente diferente. O hábito de poder plantar e colher incentiva as pessoas a se alimentarem de forma mais saudável, valorizando as opções naturais, que são altamente nutritivas. Além disso, é possível manter um cultivo orgânico e ter a certeza de que a colheita é totalmente livre de agrotóxicos.

​Economia

Um pacote de sementes é muito barato e pode germinar centenas de plantas. Plantar em casa é uma boa opção para economizar na hora de se alimentar, afinal, ser autossustentável em termos alimentares significa não ter que se preocupar com o preço de boa parte da comida nas gôndolas dos supermercados.

​Desenvolver a comunidade local

Paisagismo com pedras: Jardins rústicos por Bizzarri Pedras
Bizzarri Pedras

Paisagismo com pedras

Bizzarri Pedras

Com um bairro cheio de pessoas plantando, é possível trocar, comprar e vender alimentos. Essa prática acaba incentivando o desenvolvimento da economia e de novos negócios locais. Poder comprar comida fresca perto de casa ainda é uma opção muito mais prática do que ter que se deslocar até um mercado, o que economiza tempo, dinheiro e energia, ao mesmo tempo em que resgata o senso de comunidade e ajuda mútua entre os vizinhos.

Melhora a eficiência da produção de alimentos e o uso do solo

Paisagismo com pedras: Jardins rústicos por Bizzarri Pedras
Bizzarri Pedras

Paisagismo com pedras

Bizzarri Pedras

A agricultura em larga escala tem muitos fatores negativos. A perda da produtividade do solo em casos de monocultura é uma delas. Assim, produzir no quintal permite a descentralização da produção, ajuda a preservar o solo, reduz o caminho percorrido pelo alimento entre o produtor e o consumidor final, incentiva a criação de lojas e produtores independentes, diminui a quantidade de embalagens descartadas e muito mais.

​Saber de onde vem o seu alimento

Produzir em casa é um dos poucos jeitos de ter certeza sobre a procedência e os cuidados aplicados em cada etapa, desde o plantio até o consumo do alimento.

Se depois de todas essas razões, você está motivado a cultivar o seu próprio alimento, mas não sabe por onde começar, um bom exemplo é a fazenda urbana existente nas grandes cidades. 

O projeto da foto foi criado por Elliane Freitas Design de Interiores, localizada no Rio de Janeiro. 

E aí? Gostou do artigo sobre criar sua pequena fazenda? Comente.
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!