Problemas com as portas? Resolva você mesmo!

Lara Berol Lara Berol
Loading admin actions …

Vez ou outra, as portas de nossa casa começam a apresentar pequenas avarias. Geralmente, os problemas são relacionados ao longo tempo de uso, a má qualidade de alguns materiais ou a não conformidade deles com o tipo de porta, ou ainda, as intempéries do clima.

Muita gente desconhece, mas alguns cuidados simples podem evitar o desgaste precoce da porta ou das dobradiças. Ainda é possível consertar eventuais problemas que são bastante comuns. Aqui reunimos dicas valiosas que poderão te ajudar a deixar suas portas novinhas em folha novamente.

Pense que esses cuidados podem ser feitos por você mesmo, sem a necessidade de comprar materiais caríssimos ou ferramentas específicas! Tente fugir dos gastos e mantenha as portas em dia.

1. Portas que arrastam

Ao notar que as portas estão arrastam ao abrir ou fechar, antes de qualquer coisa é preciso verificar os parafusos que fixam a porta às fechaduras e batentes. É comum várias pessoas chamarem marceneiros para irem regularizar a altura das portas, imaginando que a madeira cedeu ou empenou e, na verdade, as portas só precisam de ajustes.

É importante verificar o comprimento dos parafusos e seus encaixes na madeira. Se forem muitos curtos, basta substituir, se houver sobra de espaço, é preciso colocar uma malha para fixar os parafusos no eixo.

Se ainda assim você notar diferenças e as portas continuarem a arrastar, será preciso removê-las do lugar e verificar se não existem outros problemas. Portas que arrastam costumam desgastar o chão e ainda se tornam alvo de outras avarias.

2. Não construídas sob medida

Jaguariuna: Janelas   por PM Arquitetura
PM Arquitetura

Jaguariuna

PM Arquitetura

Quando você opta por comprar uma porta pronta, que não foi desenhada exclusivamente para o projeto de sua casa, é preciso prestar mais atenção. Portas prontas, geralmente, são oferecidas com medidas padrões. A maioria varia entre 60 centímetros e 80 centímetros. Há outras medidas, mas talvez elas não sejam tão fáceis de serem encontradas em lojas. Geralmente, grandes centros de destruição trabalham com encomendas para medidas um pouco fora do padrão.

Ao comprar uma porta pronta é preciso prestar muita atenção no material em que ela foi confeccionada. Há opções de madeira mais rígidas e compensadas, metal, plástico e outros mixes de materiais. Se sua opção for um desses modelos, certifique-se que a medida entre os batentes atenderão a medida da porta.

É preciso também verificar como se dará a instalação dessa porta no local. Em geral, há a opção da espuma fixadora que já acompanha o produto, mas pode ser que sua porta precise de instalação diferenciada. Essa informação deverá ser fornecida pelo fabricante no ato da compra. Em alguns casos, é possível que o fabricante envie um agente especializado para a instalação da porta.

Essa linda entrada foi projetada por PM Arquitetura, de São Paulo. 

3. Portas que rangem

hall de entrada: Paredes  por acr arquitetura
acr arquitetura

hall de entrada

acr arquitetura

É muito comum que as portas que rangem estejam com as dobradiças estão sujas, ressecadas ou enferrujadas. Para se livrar do barulho ensurdecedor e perturbador, é muito mais fácil que muita gente imagina! Em primeiro lugar, identifique onde exatamente está o problema da porta. Abra, feche-a lentamente quantas vezes forem necessárias para identificar o local do defeito.

Feito isso, é preciso escolher um dos métodos a seguir que você julga serem mais adequados para o tipo de sua porta e dobradiças. É possível usar óleo lubrificante para dobradiças, ou utilizar produtos naturais como alternativa. Há quem prefira óleo de oliva, parafina derretida, ou vaselina. Para todos os métodos, precisam ser observadas as características da madeira e a quantidade de produto a ser usada.

A coisa em comum desses materiais é que todos precisam estar bastante emolientes para serem colocados na fechadura. Pingue quantas gotas achar necessário, mas cuide para não escorrer pela madeira. Coloque folhas de jornal embaixo para não sujar o local. Se necessário, substitua o pino principal da fechadura.

Quer aprender mais sobre portas e halls de entrada? Leia esse artigo e renove seu ambiente! 

​4. Portas emperradas

Se sua porta vive emperrada e te deixou preso várias vezes para o lado de dentro ou para o lado de fora, comece a verificar as condições da porta pela maçaneta. Observe se ao trancar ou abrir a fechadura se ela se move ou trava. Tente levantar a fechadura para que ela se ajeite, se não der certo, faço o mesmo movimento para baixo. Se você observou um desses quadros, é hora de rever o funcionamento da fechadura e pensar em trocá-la, caso seja preciso.

Se você notar diferença entre os espaços da porta, como por exemplo, se a parte que fica presa é a parte superior, ou parte inferior, ou os lados, é necessário verificar as dobradiças uma a um, e só então, a partir do momento que fica excluída a possibilidade de ser algo relacionado às dobradiças ou à fechadura, é hora de lixar a parte que está fazendo com que a porta não funcione. É preciso de uma lixadeira profissional e um bom olho para medir o quanto será necessário lixar. Para não arriscar e acabar danificando sua porta, chame ajuda profissional.

5. Portas que não fecham

O caso das portas que não fecham é dos mais simples de ser resolvido. Comece pela fechadura. Verifique se a trava está funcionando corretamente. Verifique também no outro lado do batente, para ver se a lingueta está encaixando no espaço.

Se for nenhuma dessas opções, tente verificar se a porta não está com a madeira empenada ou se a porta está emperrando em algum lugar.

Reveja o sistema de todas as fechaduras, na maioria dos casos o problema é esse! Fechaduras soltas podem fazer com que as portas se abram com facilidade.

6. Troque pequenas peças

Corredores e halls de entrada  por info8258
info8258

Progetti

info8258

Para fazer pequenos reparos não é necessário prática. Basta possuir as ferramentas corretas e desempenhar a tarefa com atenção. Nunca tire todas as dobradiças da porta se você estiver sozinho. Você precisará de ajuda para escorar a porta, fazer isso sozinho pode te colocar em risco de acidente.

Para ter certeza que está usando a ferramenta certa, verifique se o encaixe está adequado. A mais usada é a chave Philips. Se você pretende trocar a maçaneta, precisa estar preparado para tocar o encaixe no batente também. Verifique se a lingueta da nova peça serve no espaço da anterior. Caso contrário, comece por aí.

Gostou das soluções? Qual outra dica você conhece?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!