Passos fáceis para ter um escritório ergonômico

Lara Berol Lara Berol
Loading admin actions …

Trabalhar em casa está se tornando um método muito usado por empresas e agradado aos funcionários. Mais barato para os patrões, e mais confortável para quem trabalha, o home office tem crescido largamente. Apesar das inúmeros vantagens, alguns cuidados devem ser tomados para que o funcionário não comece a apresentar problemas posturais.

De tempos em tempos é preciso sempre rever os ajustes, adequar as medidas para mais conforto e renovar móveis e outros equipamentos que estejam em desacordo com as regras de ergonomia. A ergonomia é a ciência desenvolvida para que homens e o ambiente onde vivem interajam de maneira segura através de técnicas desenvolvidas por diversos profissionais.

Tanto no escritório como em casa, é preciso que a mesa onde funcionário irá passar grande parte de seu dia esteja adequada para o uso. Basta pesquisar um pouco na internet que você os inúmeros malefícios de se trabalhar com a postura errada. As queixas mais comuns são as tendinites, e em longo prazo podem começar a surgir problemas de postura e de vista.

Para fugir desses problemas, é preciso começar a organizar as coisas de maneira correta. Veja as dicas abaixo e comece a criar seu escritório ergonômico hoje mesmo!

Escolha a cadeira certa

Se você já tem um home office, talvez seja preciso que você adeque alguns itens para conseguir deixar tudo funcional e ergonômico. A dica é começar com itens mais simples e em alguns casos, mais baratos. Se sua cadeira é rígida, não tem ajuste para altura do assento e regulagem para as costas, talvez você esteja com a cadeira errada. As cadeiras ergonômicas têm como função básica esse tipo de ajuste.

É preciso se atentar que os braços da cadeira devem oferecer suporte para que os braços de quem digita não se afaste do apoio da mesa ou se curve. Os punhos nunca devem ficar dobrados para a digitação ou para o rolar do mouse. A cadeira com braços tem essa função.

Pessoas com problemas posturais podem preferir cadeiras mais duras, com outros tipos de ajuste. Lembre-se que, apesar de certos modelos oferecem mais conforto, nem sempre são os mais adequados para quem já sofre com problemas posturais. O encosto e assento devem formar um ângulo de 90°, proporcionando o encaixe perfeito da coluna.

A altura da cadeira em relação ao chão também deve ser observada. A pessoa que se senta não pode ficar com as pernas encurvadas demais e nem deve ficar sem tocar o chão. A diferença deve ser compensada com um apoio diagonal. Isso ajuda na circulação e no conforto.

Para conhecer diversos tipos de cadeiras disponíveis no mercado, leia esse artigo. Ele descreve cada uma delas e pode te ajudar a escolher uma nova.

Ajuste a altura da mesa e do monitor

Lembre-se que além de ajustar a altura da cadeira, é preciso prestar atenção a mesa e ao monitor. Todos esses itens devem ser ajustados de modo a funcionar integralmente. Antes, comece a fazer a mudança com todos os itens a mão. A mesa deve ter uma altura estimada de 75 centímetros, entre o tampo e o chão. Essa é a medida correta indicada por especialistas em ergonomia de escritório. Logicamente, se alguém tiver uma altura desproporcional à média da população, essa pessoa deve ter medidas diferenciadas. Caso contrário, é a medida padrão.

A tela do monitor deve estar um pouco abaixo da linha da visão, mas não o suficiente para que a pessoa preciso se curvar para enxergar. É preciso resguardar também uma distância entre 50 e centímetros entre os olhos e o monitor para maior conforto visual.

A iluminação do ambiente não deve interferir no ambiente. É preciso que a luz não incida diretamente sobre o monitor. Tenha cuidado ao posicionar sua mesa para que isso não aconteça.

Teclados e mouses corretos e bem colocados

Há diversos modelos de mouses e teclados ergonômicos disponíveis. A escolha fica a critério do usuário, no entanto, antes de escolher é preciso saber ao qual melhor você se adapta. Tente digitar no teclado antes de efetuar a compra. Muita gente não consegue se adaptar ao teclado ergonômico porque não conhece as regras básicas da datilografia. Se você é uma dessas pessoas, é hora de aprender algumas coisas. Isso pode ajudar você a digitar mais rápido, sem erros e com menos esforço.

O mouse também ganhou moldes adaptáveis e ergonômicos. Para seu correto posicionamento na mesa de trabalho, é preciso que ele esteja na mesma base em que o teclado para que não haja esforço de movimentação quando for necessário o uso. Instalar o mouse do lado aposto ou optar por modelos wireless podem ajudar canhotos.

Considere ter uma mesa para trabalhar em pé

Casa Cor Rio 2014 - Estúdio do Designer: Escritórios  por Emmilia Cardoso Designers Associados
Emmilia Cardoso Designers Associados

Casa Cor Rio 2014 – Estúdio do Designer

Emmilia Cardoso Designers Associados

Sim, trabalhar em pé pode ser uma tendência. Não foi possível ilustrar aqui como seria uma mesa para trabalhar em pé pois esse item é muito novo e ainda não caiu no gosto de muita gente. Essa nova onda, chamada standing desk, pode começar a virar moda em pouco tempo, mas os especialistas alertam que a mudança exige cuidados.

Para se trabalhar em pé, é preciso também de móveis específico e desenvolvidos para essa função. No Brasil, um dos escritórios a oferecer esse tipo de mesa aos funcionários é o Facebook, cerca de vinte pessoas já aderiram e sente-se melhor depois que fizeram essa escolha.

As queixas comuns são pelos primeiros dias, com muitas dores pelas pernas e panturrilhas, no entanto, elas notam maior concentração e mais agilidade. Ortopedistas e outros profissionais de saúde alertam que, apesar da mesa em pé colocar a pessoa para se movimentar mais que uma fica sentada o expediente inteiro, o hábito pode trazer outros problemas. Além de tendinites quem passa muito tempo em pé têm mais chances de desenvolver varizes e outros problemas circulatórios.

Eles indicam que os dois modos de trabalhar sejam intercalados para que não haja danos à saúde. O importante é manter-se em movimento mesmo durante o expediente.

Postura correta e pausas regulares

Escritório de Arquitetura Passo3: Escritórios  por Passo3 Arquitetura
Passo3 Arquitetura

Escritório de Arquitetura Passo3

Passo3 Arquitetura

De nada adianta possuir os móveis corretos, conhecer os princípios da ergonomia e se sentar todo torto. Vigie sua postura! Se você é adepto do mau hábito de aos poucos ir relaxando e voltando ao modo errado de se sentar, coloque alarmes para se lembrar da postura.

Já existem aplicativos disponíveis para celulares que te ajudam a corrigir más posturas. Até um protótipo experimental já desenvolvido para isso. Ele é colocado ao redor do abdômen da pessoa sentada e se o sensor nota que a pessoa está sentada de maneira inadequada, ele emite um sinal vibratório como um alerta. Ao sentir o sinal a pessoa deve voltar a postura correta para que a vibração cesse. Pode parecer engraçado, mas é um método bastante eficaz.

Fazer pausas de uma em uma hora também auxiliam hábitos melhores. Como muita gente se esquece de piscar ao ficar muito tempo em frente ao computador, os olhos tendem a ficar secos. Parar por quinze minutos, olhar para algum lugar distante, piscar várias vezes e dar um descanso para a visão pode ajudar a melhorar os sintomas da síndrome do olho seco.

Tenha elementos naturais

Abuse de flores e plantas em seu ambiente. Elas ajudam a renovar o ar, dar mais leveza ao ambiente e podem agir como desintoxicantes de ambientes. Já é comprovado que quem trabalha cercado de elementos naturais se sente mais relaxado e produtivo. Por isso tantos escritórios trazem pets para suas estruturas. E se você já está no conforto do seu lar, porque não aproveitar para se cercar do que te traz mais paz? Com certeza seu trabalho fluirá melhor!

Esse home office cheio de mimos foi projetado por Danyela Corrêa Arquitetura.

Gostou das dicas? Seu escritório já é ergonômico? 
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!