Uma introdução ao design holandês!

Josi Monteiro – homify Josi Monteiro – homify
Google+
Loading admin actions …

A Holanda é um país rico em cultura e muito amistoso, claro, apesar de ser relativamente pequena, a terra das tulipas possui uma rica tradição cultural e abriga muitas culturas e religiões. Por ter acolhido pessoas de outras origens por muitos anos, a sua população é bem acolhedora e aberta aos visitantes estrangeiros. Que tal se aventurar no design holandês? Daremos uma pequena introdução sobre o movimento De Stijl.

O movimento foi liderados pelos pintores: Theo van Doesburg e Piet Mondrian - os artistas buscavam uma linguagem visual de aplicação universal e menos individualista, assim que pudesse ser aplicada às artes visuais, arquitetura, design e publicidade. Bem, como outros movimentos de vanguarda da época (1915), De Stijl, o que significa simplesmente 'o estilo' em holandês, surgiu em grande parte em resposta aos horrores da Primeira Guerra Mundial e o desejo de refazer a sociedade em suas consequências. Visualizando a arte como meio de redenção social e espiritual, os membros do De Stijl – abraçou uma visão utópica da arte e seu potencial transformador.

Por exemplo, a arquitetura holandesa é muito interessante, pois a decoração de uma casa holandesa é essencialmente marcada pelo funcionalismo e pelo conforto. Na Holanda não há muito aquela mentalidade de encher a casa com objetos decorativos, ou seja, o décor é prático, com tonalidades neutras, para aproveitar a luz, e com alguns objetos que conferem personalidade e vida a cada ambiente.

Além disso, as divisões das casas holandesas são altas e como janelas muito grandes, o que deixa pouco espaço para colocar móveis e outros objetos. Dessa forma, a decoração aposta no essencial, acrescentando depois peças e detalhes que tornam cada cômodo pessoal, com cor e vida. Confira algumas ideias sobre a decoração holandesa!

Mobiliário holandês

Assim, a cozinha, com área de leitura e jantar, é o espaço mais iluminado da residência. Os armários também aparecem neste período: os de uso doméstico eram destinados às cozinhas e às salas de jantar; grandes, fortes e muito resistentes, eram utilizados nas cozinhas para guardados e nas salas para as louças e cristais. 

O mobiliário eram utilizado na própria cor da madeira, pintados de branco, verde, azul ou vermelho, assim na maioria das vezes a pintura era feita uma sobre a outra, e hoje, com o abandono do tempo, eles se apresentam desbotados. Alguns armários apresentam uma pintura curiosa no seu interior e raras vezes no seu exterior. O projeto da foto foi desenvolvido por Radô Arquitetura e Design, localizado em São Paulo. 

Formas geométricas

Com uma riqueza de belezas naturais e cidades grandes agitadas, a Holanda tem muito a oferecer aos seus visitantes. Ela é também um país muito seguro, com baixo índice de criminalidade. Você perceberá que muitos no país falam bem o inglês, mas é sempre aconselhável aprender um pouco de holandês antes de chegar para facilitar a integração com a comunidade nativa, ou você pode começar dizendo: hallo e dank  - olá e obrigado!

O geometrismo é o queridinho da vez entre os designers. Apesar de seu espaço cativo na decoração, lançamentos do setor para 2016 mostram que a inspiração geométrica veio para reinar. Aproveite e decore a sua sala multimídia de forma criativa e livre. 

Formatos peculiares

Salas de jantar minimalistas por ELIX

Se você escolher a Holanda como destino de estudo, é provável que escolha por uma das suas grandes cidades: Amsterdã, Maastricht, Roterdã, Utrecht ou Haia – conhecida também por The Hague/inglês e Den Haag, em holandês. Cada cidade tem sua peculiaridade no design e projetos arquitetônicos. 

Cada cidade possui seu próprio encanto. A histórica Amsterdã oferece muitos eventos artísticos e culturais, além disso, as suas lindas ruas e canais criam um local adorável para se explorar a pé ou de bicicleta. Utrecht é repleta de história e dotada de uma arquitetura medieval.

Roterdã exibe o rio Maas e possui uma atmosfera bastante moderna, refletida na sua inovadora arquitetura, vida noturna e rico calendário cultural. Na realidade, não importa o local que você escolher para absorver a tranquila cultura e a deliciosa culinária holandesa, pois todas as cidades têm muito a oferecer. O formato da decoração holandesa é prático, digo, geralmente apenas se possui o necessário dentro da residência. 

Iluminação natural

Praticamente toda residência holandesa contém grandes janelas e portas, pois o custo de energia é altíssimo, assim as cortinas são abertas durante todo o dia para entrada da luz natural. Mesmo com o pé direito muito alto é sempre possível ver também uma janela para propiciar claridade ao ambiente – iluminação através de janelas no teto. Ou seja, raios de sol invadem a casa através do teto e inundam todo o interior. O branco das paredes reflete a luminosidade abundante. Tudo se torna claro, um cenário neutro para a vida acontecer, pois o clima europeu é cinzento e gelado. 

Acessórios para o quarto!

Na decoração de casas holandesas são também essenciais elementos, como mantas, almofadas, tapetes de lã, edredons quentinhos, entre outras coisas. Sendo um país bem frio, as residências holandesas privilegiam o conforto, com uma construção a pensar num isolamento eficaz. Contudo, estes itens são fundamentais para dar aquele ar confortável, além de criar uma aparência intimista e acolhedora para o morador. Agora, se você é um apaixonado pela cultura holandesa, que tal levar para dentro da sua casa um pedacinho do clima holandês? Aproveite as nossas dicas e decore sua residência com charme e leveza. 

Que tal inserir um pouco do design holandês dentro da sua casa? Comente.
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!