SOLICITAR ORÇAMENTO

Número incorreto. Por favor, corrija o código do país (+55 para o Brasil), código da cidade ou número de telefone.
Ao clicar em 'Enviar', confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação será processada para responder ao meu pedido.
Nota: Poderá anular seu consentimento enviando email privacy@homify.com com efeito futuro

6 ideias incríveis feitas com papelão

Eduardo Prado – homify Eduardo Prado – homify
Google+
Loading admin actions …

A inovação é essencial. Desenvolver novas possibilidades que melhoram a vida das pessoas é contribuir para a evolução da sociedade como um todo. E uma das maneiras mais eficazes de encontrar esta evolução, é a partir de escolhas inteligentes na utilização de materiais recicláveis. 

A seriedade no trato com o uso de matérias primas deve ser vista como fundamental para a preservação de nossos recursos naturais. Procurar soluções que mostrem a importância na reciclagem de materiais é essencial, especialmente em períodos de condições climáticas delicadas, como atualmente, onde os problemas com a camada de ozônio em decorrência da alta poluição e desmatamento desenfreado, nos deixam cada vez mais à beira de problemas cada vez mais sérios ao mundo, como a seca ou grandes inundações.

Um dos materiais mais criativos e versáteis para a reutilização em diversas formas é o papelão. Fácil de ser reciclado e moldado, o papelão é a base para grandes ideias decorativas e arquitetônicas que vem ganhando cada vez mais destaque no mundo. Com este material, o japonês Shigeru Ban desenvolveu a construção de diversas casas em locais onde a população sofreu com a ocorrência de desastres naturais, como Japão e Nova Zelândia, ou ainda, em países com situações de guerra civil, como a Ruanda. 

As casas de papelão desenvolvidas por Ban mostram grande resistência ao clima natural, já que têm especial preparação contra a incidência de umidade e raios solares e ainda podem manter uma solidez por um longo tempo, como em alguns casos em que as estruturas ainda estão ótimas mesmo após cinco anos de estruturação. Este compromisso, especialmente quanto a preocupação humanitária, rendeu ao arquiteto japonês o prêmio Pritzker de 2014, uma espécie de prêmio Nobel da arquitetura mundial, que reconhece grandes feitos com o intuito de auxiliar no desenvolvimento humano.

Além de construções voltadas ao cuidado humanitário, Ban desenvolveu também outras obras arquitetônicas de grande beleza em países da Europa. As vantagens das obras desenvolvidas pelo arquiteto japonês têm como principais benefícios o conforto térmico por conta do material utilizado. Soma-se a isso a importância de que os materiais de papelão utilizados poderão ser reciclados para a construção de outras obras arquitetônicas.

Apreciar o trabalho de Ban, que mostra com inteligência no uso das linhas retas dos tubos de papelão, é apreciar também as formas inteligentes e imprescindíveis a partir do uso de soluções inovadoras que contribuem para que nós possamos harmonizar cada vez mais a convivência com o meio ambiente, poupando nossos recursos naturais ao mesmo tempo em que seguimos a passos firmes para a evolução.

Convidamos então a vocês virem conosco e passearem pelas incríveis obras arquitetônicas desenvolvidas com um trabalho brilhante e de grande valor humano. Temos certeza de que, a partir delas, você também sentirá excelentes motivações para acreditar cada vez mais na reutilização inteligentes de materiais recicláveis com o uso de técnicas DIY para o seu lar. Venha conosco e inspire-se!

A catedral de papelão

Após um terremoto devastador na Nova Zelândia, um talentoso arquiteto oferece soluções práticas para que os danos ocorridos à comunidade possam ser minimizados. Soluções estas, feitas de papel. O trabalho oferecido pelo excepcional arquiteto japonês Shigeru Ban, foi a solução perfeita para construir uma nova igreja em apenas 5 semanas. Feita com papel em sua estrutura e contando com o auxílio de vigas de madeira e outros materiais que suportam grande peso, a construção de 24 metros foi construída com beleza, cuidado e o máximo de proteção para a comunidade local. A incrementação com a fachada colorida e o telhado em duas quedas com a fachada que lembra um chalé, a igreja traz a sensação de acolhimento, conforto e esperança de que a vida após um desastre natural possa ser reconstruída a partir de ideias tão inteligentes quanto esta. 

Interior da catedral

Com capacidade para 700 pessoas, a igreja mostra uma beleza singular quanto ao projeto estrutural. Com grandes tubos de papelão formado o teto vertical com grande inclinação, a beleza é preciosa no local perfeito para a meditação. A instalação com aberturas superiores entres as estruturas de papel, oferece uma iluminação natural perfeita ao ambiente. O piso em cimento pré-moldado traz a simplicidade e foi a opção ideal para que a construção fosse rapidamente terminada. A composição com o grande número de cadeiras, oferece conforto e acomodação para a comunidade local, que ainda aproveita o espaço para concertos musicais. Um projeto de resultado maravilhoso.

Detalhes

Com um projeto todo desenvolvido pelo arquiteto japonês Shigeru Ban, o interior da igreja também recebeu um toque especial com a presença dos tubos de papel. Como podemos notar no detalhe, as linhas curvas das paredes que delimitam espaços conferem beleza e movimento ao projeto, permitindo uma composição leve com as cadeiras feitas de madeira. O design harmonioso a partir de uma fonte principal, deu ao espaço uma característica perfeitamente harmoniosa, coincidindo com a atmosfera espiritual do ambiente. Esta harmonia além de trabalhar perfeitamente a composição no interior do ambiente, ainda reforça o senso de simplicidade que uma igreja deve oferecer.

Cadeiras e bancos

Ainda na igreja, notamos a utilização dos tubos de papelão também para a confecção de mobiliário, como estas cadeiras, bancos e mesas de centro que podemos conferir na imagem. Além de incrível, o projeto coloca toda a versatilidade deste tipo de material em favor de necessidades urgentes, como é o caso de catástrofes naturais. Ao fundo, a composição com as imensas estruturas feitas com base de papelão, dá o toque sensacional a este maravilhoso projeto.

Papelão e sua versatilidade

Sala da Diretoria: Lojas e imóveis comerciais  por Albus
Albus

Sala da Diretoria

Albus

Além da utilização como tubos que auxiliam na estrutura de projetos vistos acima, o papelão pode ainda ser utilizado para a confecção de outros elementos. Um ótimo exemplo, é a utilização deste material como base para uma incrível cadeira wiggle de Frank Gehry que foi escolhida para compor o belo ambiente projetado pelo escritório de arquitetura Albus, de Porto Alegre (RS).

Adega moderna

Escritório e loja  por Esigo SRL
Esigo SRL

Portabottiglie Esigo 8 – Arredamento punto vendita vini (Roma)

Esigo SRL

Outras funções decorativas muito interessantes podem ser direcionadas ao uso de tubos de papelão, como, por exemplo, esta adega incrível feita com elementos de círculos feitos de diferentes tamanhos, o que trouxe uma originalidade ímpar ao espaço.

Paredes de papelão

  por homify

Por fim, mais um projeto incrível do arquiteto japonês Shigeru Ban, com a ambientação interna feita de tubos de papelão e elementos simples para a composição do espaço com a luminária, que ofereceu todo o conforto estrutural em mais uma ideia incrivelmente inovadora.

Você teria uma casa de tubos de papelão?
Casas  por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!