Claraboias  por Porto Feeling

Como usar claraboias para iluminação e ventilação natural

Pri Fortinho – homify Pri Fortinho – homify
Loading admin actions …

A iluminação e a ventilação são fatores essenciais em qualquer projeto de arquitetura. Além de promoverem o bem-estar, são importantes para a melhor preservação dos ambientes. Tem ainda o fator visual, já que não é qualquer tipo de abertura para iluminação e ventilação que serve para todos os estilos de design. Pensando em tudo isso é que o assunto desse artigo é a claraboia.

Esse item decorativo e funcional está presente em projetos dos mais variados estilos, sempre com a principal função de iluminar. Como consequência também vai contribuir com a economia da energia elétrica, dispensando a necessidade de lâmpadas acesas antes do escurecer.

Como função opcional também existe a claraboia com ventilação, seja em espaços com janelas convencionais ou sem janelas. Veja agora o que é claraboia e confira exemplos dos modelos mais comuns para se inspirar.

O que é claraboia?

A claraboia é um tipo de iluminação zenital, ou seja, que vem de uma abertura no teto. Portanto, é uma abertura feita no telhado de uma construção com o objetivo de aumentar a entrada da iluminação natural. Nessa abertura é colocada uma estrutura como a de uma janela, que varia entre muitos modelos, feitos em diferentes materiais.

Há a opção de uma claraboia com ventilação, que abre, ou fixa, apenas para iluminar. Essa escolha vai depender da necessidade do ambiente. Por exemplo, é muito comum instalar claraboia com ventilação em corredores, escadas e espaços sem janelas ou com janelas muito pequenas. Mas nada impede de utilizá-la em espaços já bem ventilados, como opcional.

Quando é instalada uma claraboia com ventilação em um teto muito alto, as formas de abri-la podem ser por controle remoto, por uma manivela que fique ao alcance da mão ou por sensor de aquecimento no interior do ambiente.

Além dessas duas funcionalidades, a claraboia tem a função estética de deixar o ambiente mais bonito e agradável. De fato, ela proporciona um efeito visual incrível. É por isso que existem modelos e tamanhos específicos para cada estilo de arquitetura e decoração, valorizando ainda mais os ambientes.

Entre os modelos mais clássicos está a claraboia domus (também chamada de domo ou domos), que é feita em formato de cúpula ou de abóbada. É o tipo que remonta as utilizadas desde o Império Romano, especialmente nas igrejas, mas atualmente são feitas para uma utilização mais versátil. Ficam bonitas tanto em arquiteturas clássicas, quanto modernas, sempre conferindo elegância ao ambiente.

De modo geral, não há restrição para o uso da claraboia. Você pode tê-la na sala, na cozinha, no banheiro e até no quarto. Mas nesse último cômodo em especial, a recomendação é que a claraboia tenha uma cortina para controlar a incidência da luz. Pode ser muito agradável adormecer olhando as estrelas, mas nem tanto acordar com o sol no rosto.

Veja a seguir lindos modelos de claraboia projetadas pelos profissionais cadastrados aqui na homify e comece a planejar como ficaria o seu projeto com esse opcional.

1. ​Claraboia banheiro

Cobogó House: Casas modernas por Studio MK27
Studio MK27

Cobogó House

Studio MK27

É comum que a janela de um banheiro seja bem pequena ou que não haja, como no exemplo desse bonito banheiro criado pelo Studio MK27. Mas para gerar a iluminação e a ventilação necessárias foi instalada uma claraboia na parte superior ao chuveiro que deixa o visual do ambiente ainda mais bonito e agradável.

2. ​Claraboia de vidro no acesso principal

RESIDÊNCIA SÃO CONRADO | Escada Acesso Principal: Corredores e halls de entrada  por Tato Bittencourt Arquitetos Associados
Tato Bittencourt Arquitetos Associados

RESIDÊNCIA SÃO CONRADO | Escada Acesso Principal

Tato Bittencourt Arquitetos Associados

Nessa residência reestruturada pelo Tato Bittencourt Arquitetos, foi modificado o acesso principal da casa pela área da garagem. Para que ficasse mais valorizado, os profissionais fizeram uma escada naturalmente iluminada por uma grande claraboia de vidro, que harmoniza especialmente com o corrimão, também de vidro.

3. Iluminação natural na área de circulação

Em um corredor interno, normalmente todas as paredes são divisórias para outros cômodos da residência, o que impede a entrada de iluminação natural e ventilação pelas laterais. Dessa forma, uma claraboia no teto é uma excelente solução. Nesse caso ela está embutida no rebaixo em gesso, complementando também a decoração do ambiente.

4. ​Claraboia para telhado bem iluminado

Em ambientes de estar ou de circulação, não há problema em usufruir ao máximo do efeito da claraboia. Nesse exemplo da imagem as claraboias estão por todo o telhado, iluminando ao máximo o ambiente, especialmente porque a luz natural reflete na grande parede de espelhos. Durante o dia a iluminação artificial é totalmente dispensável.

5. Casa com pé-direito duplo e claraboia

Sala de jantar e mezanino: Salas de jantar minimalistas por Vertentes Arquitetura
Vertentes Arquitetura

Sala de jantar e mezanino

Vertentes Arquitetura

Em uma residência grande, como essa que possui o pé-direito duplo, a iluminação natural merece ser ainda mais valorizada, e a claraboia cumpre esse papel com perfeição. Para contribuir com a claridade, as cores escolhidas para as paredes, o teto e o piso são importantes, bem como o corrimão em vidro. Quanto mais transparência e claridade, mais luz natural se reflete, como é possível observar pela lateral superior direita da imagem.

6. Claraboia na escada com filtro de calor

CASA DAS ACÁCIAS: Escritórios  por MPV Arquitetura Ltda
MPV Arquitetura Ltda

CASA DAS ACÁCIAS

MPV Arquitetura Ltda

Para iluminar a escadaria, a claraboia desse modelo projetado pelo MPV Arquitetura ficou excelente, com detalhe para o filtro de calor. Esse é um fator indispensável nas regiões em que faz calor intenso. São como cortinas retráteis e com controle eletrônico ou automático, conforme a incidência de luz e aumento da temperatura no ambiente. Nesse modelo a cortina controla o excesso de luminosidade e o direcionamento da luz.

7. Claraboias suavizadas com tecido em ambiente rústico

Bem diferente dos modelos anteriores, esse ambiente rústico é cheio de personalidade e o uso das claraboias é bastante suave. Usou-se uma estrutura de madeira e tecidos leves florais para que a incidência da iluminação das claraboias fosse mais leve, porém, que estivesse presente para trazer essa atmosfera refrescante.

8. ​Corredor com iluminação de claraboia

Corredor com iluminação natural por meio da clarabóia.: Corredores e halls de entrada  por Metamorfose Arquitetura e Urbanismo
Metamorfose Arquitetura e Urbanismo

Corredor com iluminação natural por meio da clarabóia.

Metamorfose Arquitetura e Urbanismo

Certamente esse corredor de acesso ficaria escuro demais se não fosse pela iluminação natural da claraboia no alto do teto. Inclusive, quando existe um vão muito alto ou com uma cobertura entre o telhado e a área a ser iluminada, pode-se aplicar a claraboia tubular, em que a instalação é feita com tubos reflexivos que vão do telhado até a área a ser iluminada, conduzindo a luz natural de um ponto ao outro.

9. Claraboia para telhado inteiro

CASA MOVIMENTO: Paredes  por FCM Arquitetura
FCM Arquitetura

CASA MOVIMENTO

FCM Arquitetura

Esse modelo assinado pela FCM Arquitetura é esplêndido. A claraboia em forma piramidal de vidro ocupa todo o telhado, proporcionando uma iluminação pelo ambiente inteiro abaixo, que tem dois pavimentos. Nesse caso é proporcional que a claraboia seja tão grande, pois o espaço necessita de mais iluminação. É sempre importante ter em conta a noção de proporção.

10. Claraboia sobre a piscina

Seguindo o modelo da claraboia anterior, esse modelo desenvolvido pela Ariane Labre Arquitetura também possui grandes aberturas para iluminar toda a piscina coberta da residência. O espaço já possui uma grande iluminação com os janelões de vidro, mas em uma área de lazer a alta incidência de luz natural é muito bem-vinda.

Por fim, temos que ressaltar sobre a importância de instalar uma claraboia na direção correta. A instalação com direcionamento errado vai afetar diretamente a temperatura do ambiente. Além disso, é preciso saber determinar exatamente qual área deseja iluminar e com que intensidade, antecipando onde a luz irá rebater.

Então, não basta olhar para um espaço no teto em que você acha que a claraboia ficaria bonita. Para que não tenha erro nesse sentido, a melhor ideia é contar com a experiência e o conhecimento de um arquiteto.

Qual modelo de claraboia você achou mais bonito e gostaria de ter na sua residência?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!