Conheça os tipos de tapetes mais comuns, média de preço e dicas de uso | homify | homify
Error: Cannot find module './CookieBanner' at eval (webpack:///./app/assets/javascripts/webpack/react-components_lazy_^\.\/.*$_namespace_object?:2982:12) at at process._tickCallback (internal/process/next_tick.js:189:7) at Function.Module.runMain (module.js:696:11) at startup (bootstrap_node.js:204:16) at bootstrap_node.js:625:3

SOLICITAR ORÇAMENTO

Número incorreto. Por favor, corrija o código do país (+55 para o Brasil), código da cidade ou número de telefone.
Ao clicar em 'Enviar', confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação será processada para responder ao meu pedido.
Nota: Poderá anular seu consentimento enviando email privacy@homify.com com efeito futuro

Conheça os tipos de tapetes mais comuns, média de preço e dicas de uso

Pri Fortinho – homify Pri Fortinho – homify
Sala de Home Theater em casa Salas de estar modernas por Flaviane Pereira Moderno
Loading admin actions …

Ter tapetes espalhados pelos cômodos da casa é uma forma de decorar e aumentar o conforto ao mesmo tempo. Mas você já parou para pensar sobre as diferenças entre os tipos de tapete? Por que alguns custam tão caro e outros não? A verdade é que existe muito valor por trás da fabricação dessa peça tão antiga e cobiçada, especialmente quando feita pelas mãos de um artesão.

Entre as suas funções, tapetes lisos e claros ampliam o ambiente, enquanto os coloridos e desenhados complementam uma decoração neutra, dando o acabamento que o ambiente precisa. O tapete também tem a função de contribuir com o conforto termoacústico e com a delimitação da área de cada ambiente, como um contorno.

Há tapetes de chão e de parede, usados como peças decorativas, com desenhos que representam culturas de povos antigos, sendo esses os mais valiosos. Mas na hora de determinar o preço de um tapete existem características específicas analisadas por especialistas. Você vai saber quais são nesse artigo e a partir de então vai começar a enxergar os tapetes com outros olhos.

​Tipos de tapetes mais comuns

Salas de estar tropicais por homify Tropical

No mercado há muitos tipos de tapetes feitos com diversos materiais e não necessariamente de forma artesanal. Aliás, a maior parte é feita em linha de produção. Então, os preços vão ser determinados pelo tipo de material utilizado, densidade desse material e tamanho da peça. Conheça os mais vendidos nas lojas brasileiras:

  • Tear nacional

Boa parte desses tapetes são produzidos no estado de Minas Gerais, podendo ter uma trama com aspecto artesanal ou não. Normalmente são feitos de algodão ou de lã. A média de preço por metro quadrado é entre R$160 a R$600.

  • Dhurie

Esse tipo de tapete é feito de algodão cru e recomendado para utilização em áreas internas. O toque é duro e seco, é bem baixo e possui tramas bem apertadas. A média de preço por metro quadrado é entre R$300 e R$800.

  • Vinil

Esse tipo de tapete é bom para colocar em locais por onde há maior circulação de pessoas, pois é resistente. O toque dele é plastificado e as tramas remetem ao tapete sisal. Os desenhos são bem variados, mas a quantidade de cores pode influenciar no preço. A média por metro quadrado é entre R$250 a R$600.

  • Náilon

Esse é um dos modelos mais vendidos por causa da sua praticidade. Ele não desbota, não encolhe e é fácil de limpar. A média de preço por metro quadrado é bem variável, ficando entre R$300 e R$800.

  • Rústico

Esse tipo de tapete tem um toque com mais aspereza e é feito de fibras naturais, que podem ser seagrass, mountain grass ou sisal. É recomendado para áreas secas, mesmo que tenha grande tráfego de pessoas. Não deve ser usado em áreas externas ou úmidas, por há grande risco de estragar. O preço do metro quadrado fica entre R$300.

  • Tapete shaggy

O shaggy é o tipo de tapete felpudo com pelo alto, o mais alto da categoria dos peludos. Ele é muito confortável ao toque e costuma ser feito de náilon ou de poliéster. É recomendado para ambientes onde as pessoas ficam descalças, então são ótimos tapetes para sala e quarto. O metro quadrado custa em torno de R$500 a R$700.

  • Pele

O tapete de pele pode ser natural ou sintético. Pode ser inteiro, nesse caso produzido por um matadouro certificado, ou feito de retalhos. O preço do metro quadrado é entre R$800 a R$2 mil.

  • Kilim

Outro modelo de grande saída nas lojas é o kilim, sem pelos. Ele é feito de seda ou de lã, colorido e fica bom em áreas internas. Se quiser um kilim para área externa deve escolher os feito à base de garrafas pet. A média de preço para tapetes de lã é de R$200 a R$800, e os de seda são mais caros.

  • Tapete convencional

Os tapetes convencionais são os bem finos, com espessura média de 10 mm e pelagem média. Não chegam a ser felpudos. Os tipos de tapetes persas entram nessa categoria. São geralmente feitos de seda ou de lã e o preço do metro quadrado varia entre R$500 e R$3 mil.   

  • Aubusson

Por fim, os tapetes aubusson feitos com uma técnica francesa, embora os originais sejam raros. Eles são bem sensíveis, pois se apenas um fio se soltar, a peça inteira fica comprometida. O preço varia na média de R$800 a R$1500 por metro quadrado.

Tipos de tapetes orientais antigos

Lareira Salas de estar modernas por homify Moderno
homify

Lareira

homify

No caso dos tipos de tapetes orientais antigos, grupo onde entram os tipos de tapetes persas, que vão à leilão, a avaliação para chegar a um preço é feita através dos seguintes critérios:

  • Densidade dos nós

Nos tipos de tapetes orientais o primeiro critério de avaliação é quantidade de nós por metro quadrado. Quanto mais tiver, mais valioso é o tapete, com relação a outros idênticos.

  • Material utilizado

Pode-se fazer tapetes orientais com diferentes materiais, sendo que a seda o mais nobre entre todos. Com menor qualidade, mas ainda valiosos, são os feitos em lã Kurk e lã fina. Já o material que tem menos valor para esse tipo de tapete é o algodão.

  • Cores e elementos de design

Se um tapete tiver desenhos muito detalhados, significa que sua densidade de nós é grande, o que o torna mais valioso. Essa é uma característica comum dos tapetes orientais, por isso costumam custar mais caro.

  • Idade do tapete

Por fim, se você estiver comprando ou vendendo um tapete oriental em um leilão, deve saber que quanto mais antigo ele for, mais caro será. Os que alcançam valores mais altos são os que os especialistas concluem ter mais de 100 anos. Já se tiver sido feito em menos de 10 anos não terá valor algum para os colecionadores e apreciadores de antiguidades, por mais bonito e grande que seja.

Nesse sentido, também não importa muito o estado de conservação de um tapete, pois se ele for muito antigo, raro e detalhado, terá alto valor, ainda que esteja bastante desgastado.

​Escolhendo o tapete ideal

Na hora de escolher o tapete ideal, pense no tipo de material para o caso de ter alguém alérgico em casa. Também observe a espessura, deixando os mais altos para áreas em que anda-se descalço e os mais baixos para áreas onde pessoas passam com sapatos. Quanto mais delicado o material, menos ele deve ser pisado.

Lembre-se também que se o tapete tiver um desenho a ser observado, é interessante que ele fique exposto e não escondido embaixo de móveis, pois são valorizados como uma obra artística.

Se quiser colocar um tapete sob a mesa de jantar, ele deve ser cerca de 70 cm a 1 metro além da mesa. No quarto, deve ocupar da metade da cama para fora, em direção aos pés. O objetivo é que ele esteja ali quando você levantar da cama para ter conforto ao pisar no chão. Em áreas como sala de estar é interessante que o tapete ocupe todo o espaço, ficando metade embaixo dos móveis, de forma proporcional ao tamanho do ambiente.

​Ambiente com tapete dhurie

Nesse ambiente o tapete deu um toque rústico por causa da estampa e do material duro e seco. Como essa sala fica na entrada da casa é uma boa escolha para receber pessoas que entram calçadas. Fácil de limpar e resistente.

​Ambiente com tapete shaggy

Sala Home Theater Salas de estar modernas por Flaviane Pereira Moderno MDF
Flaviane Pereira

Sala Home Theater

Flaviane Pereira

Nada mais gostoso do que poder ficar à vontade na sala com a família e amigos sentindo o conforto do tapete shaggy nos pés. Ele é o acabamento perfeito para todo o conforto que esse ambiente oferece.

Ambiente com tapete de náilon

Esse é um modelo de náilon, meio termo entre o dhurie e o shaggy, pois é fofinho, mas não muito felpudo. Tem um toque gostoso e deixa o ambiente mais soft, perfeita combinação com as cores leves e o sofá que também tem toque macio.

​Ambiente com tapete kilim

Esse tapete kilim é bem colorido, de toque seco, mas não tão duro quanto o dhurie, é a opção ideal para dar apenas um toque na decoração dos ambientes internos e ser uma proteção para evitar pisar diretamente no piso.

​Tapete sisal

Sala de estar Salas de estar modernas por homify Moderno
homify

Sala de estar

homify

E para finalizar, o tapete rústico, feito em sisal, com toque mais áspero. Harmonizou perfeitamente com o piso laminado e o mobiliário em madeira, agregando conforto, mas com praticidade.

Se mesmo depois de conhecer os tipos e ver exemplos de tapetes aplicados, você ainda está na dúvida de qual ficaria melhor para o seu ambiente, solicite uma consultoria especializada com um designer de interiores aqui pela homify.

Qual modelos de tapete você gostaria de usar nos ambientes da sua residência?
Casas modernas por Casas inHAUS Moderno

Precisa de ajuda para projetar a sua casa?
Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!