SOLICITAR ORÇAMENTO

Número incorreto. Por favor, corrija o código do país (+55 para o Brasil), código da cidade ou número de telefone.
Ao clicar em 'Enviar', confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação será processada para responder ao meu pedido.
Nota: Poderá anular seu consentimento enviando email privacy@homify.com com efeito futuro

Prós e contras: o melhor piso para a sua casa

Lara Berol Lara Berol
Loading admin actions …

Dependendo do uso, há tipos de pisos que podem ser melhores para a sua casa. Muita gente acaba escolhendo o piso por questões de estética ou de preço, mas acabam perdendo diversos benefícios se conhecessem um pouco mais a fundo cada escolha.

Há diversas opções no mercado, mas saber escolher baseado em concretos argumentos pode fazer com que você aproveite o custo-benefício de cada um dos tipos de piso para a sua casa. Listamos abaixo alguma das principais características dos pisos mais comuns escolhidos para a casa e suas diversas áreas. Fique atento e faça a sua melhor escolha!

Critérios de escolha

BUSCA VIDA 01 - Fachada e Piscina - Condomínio Buscaville, Busca Vida: Casas  por CHASTINET ARQUITETURA URBANISMO ENGENHARIA LTDA
CHASTINET ARQUITETURA URBANISMO ENGENHARIA LTDA

BUSCA VIDA 01 – Fachada e Piscina – Condomínio Buscaville, Busca Vida

CHASTINET ARQUITETURA URBANISMO ENGENHARIA LTDA

Para iniciar o planejamento do piso, é preciso levar em consideração onde ele será instalado. Se o cômodo for a cozinha ou banheiro, um piso mais resistente e adequado para áreas molhadas será a escolha mais acertada. No banheiro, o ideal é optar por pisos antiderrapantes para prevenir acidentes.

O tamanho do local a ser instalado também influencia a escolha. Para dar sensação de amplitude, é preciso dar preferência aos pisos claros e com desenhos que permitam ‘alongar’ o ambiente, podendo até disfarçar a sensação de cômodo pequeno. Nesse caso, o tamanho das placas do piso também tem importância. Por exemplo, se o piso for quadrado, quanto menores, melhor. Se o piso for retangular, o ideal é escolher peças mais finas. Tudo isso vai criar a sensação visual de amplitude. O preço também é outro fator que deve ser levado em consideração. Dependendo do seu orçamento para essa obra, é melhor optar por um tipo de piso único, podendo ser usado em todas as áreas. Mas saiba escolher ponderando os prós e contras de cada tipo.

Use piso de madeira para acabamento natural

Apartamento Madeira: Salas de estar  por Coutinho+Vilela
Coutinho+Vilela

Apartamento Madeira

Coutinho+Vilela

Se você quer deixar sua casa mais aconchegante, o material mais correto é a madeira. Disponível em diversos tipos, o piso de madeira é fácil de limpar, não exige manutenções constantes e pode ser substituído conforme o local do dano, caso seja necessário. Sua durabilidade é o principal atrativo, há casos de locais que preservam o piso de madeira por mais de 40 anos. Obviamente, essa durabilidade só é possível em pisos como o parquet de madeira natural. Essa opção além de oferecer possibilidades de customização conforme o corte do taco, é bem mais cara que as demais.

Se o objetivo não é comprometer tanto o orçamento, há carpetes de madeira, pisos laminados e outros materiais que imitam a madeira. Os carpetes de madeira e pisos laminados são bem parecidos entre si e também oferecem boa durabilidade. Mais em conta, eles ficam bem em salas, quartos e corredores. Por oferecem resistência térmica e conforto, são os mais escolhidos para apartamentos. Sua desvantagem, porém, é que esse tipo de material não é preparado para o contato com água, outros líquidos e produtos gordurosos.

Essa linda sala foi projetada pelas profissionais Coutinho+Vilela.

Deixe o ambiente robusto com pedra

Quando o objetivo é inovar e dar ares de grandeza ao ambiente, a pedra é a aposta certa. Sua durabilidade e aderência oferecem ao ambiente mais confiabilidade. Ideal para áreas externas, as pedras possuem como características própria a impermeabilidade, sendo ideal para ambientes com muito sol e contato constante com água.

O custo é um dos principais empecilhos para esse tipo de revestimento ser o eleito por muita gente. Por ser de material natural, o custo e a instalação acaba saindo fora do orçamento de muita gente. Sem contar que, caso haja um vazamento, será preciso retirar toda pedra até encontrar o cano ou o local para o conserto. Esse tipo de reparo nunca fica tão perfeito quanto ao original. Além disso, em ambientes internos as pedras podem dar sensação de local pesado e frio.

Faça-o decorativo com mosaicos

Cozinhas  por Equipe Ceramicas
Equipe Ceramicas

Caprice Black, Provence, Corner/Border Provence 20x20

Equipe Ceramicas

Quando a intenção é inovar, os mosaicos podem fazer muito bem essa função. Com diferentes modelos, os pisos em mosaicos, geralmente, são peças em cerâmicas com desenhos pintados ou impressos. Sua principal diferença para as cerâmicas normais é o acabamento, que leva em sua superfície um verniz para dar mais aderência e durabilidade ao desenho.  Fáceis de limpar, podem ser usados em áreas molhadas como cozinhas ou banheiros e ainda podem ganhar lugar de destaque em salas, corredores ou áreas externas. Há quem goste deles como enfeites para paredes, em locais de grande circulação.

Apesar de sua praticidade, os mosaicos podem sofrer com a ação do tempo e serem corroídos por produtos químicos com um pouco mais de facilidade que as cerâmicas normais. A substituição é bem difícil, afinal, o desenho é único e nem sempre as fábricas reproduzem matrizes idênticas todo o tempo. Guardar peças para eventuais reposições é um modo de evitar a troca total do piso, mas, eventualmente, isso pode acontecer.

Simplicidade da cerâmica

Seja em piso antiderrapante, pastilhas, piso ou azulejos comuns, a cerâmica é a campeã nas escolhas para áreas molhadas. Com durabilidade elevada, esse tipo de piso é o mais comum, assim como o mais barato. Por agregar essas duas características, a cerâmica se popularizou e ganhou novas roupagens conforme o passar do tempo. Algumas peças imitam madeira, outras trazem desenhos e a gama de efeitos é enorme.

Sua instalação exige mão de obra especializada e eventuais reparos também são fáceis de serem feitos. Basta ter peças de reposição à mão ou visitar alguns locais especializados em azulejos antigos. Alguns cuidados devem ser tomados para a escolha desse material, como por exemplo, verificar sempre o índice de dureza da peça, que indica para quais áreas ela será melhor utilizada. Um erro em relação à essa escolha pode colocar em risco todo o revestimento.

Já ouviu falar em piso de cortiça?

O piso de cortiça é bem parecido com os carpetes de madeira e pisos laminados, apesar de não oferecer diversas cores e variações naturais. Porém, ele é um excelente aliado para quem busca conforto térmico e acústico. Esse tipo de piso vai bem em ambientes secos e até em cozinhas. Ele é conhecido por sua resistente à bactérias, mofo e bolores. Diferente de outros materiais, quando pega fogo não exala fumaça tóxica. Para torna-lo impermeável é preciso que o material seja selado com um verniz específico. Geralmente, esse verniz tem durabilidade de mais de 30 anos, mas dependendo do uso, será preciso reaplicar o verniz novamente antes desse prazo.

Apesar de mais barato, bonito e tão resistente quanto aos outros revestimentos, o piso de cortiça não é aconselhável para quem possui móveis muito pesados e gosta de ficar trocando de lugar com certa frequência. O peso pode marcar o piso e as constantes movimentações podem deixa-lo com arranhões.

Resistência dos pisos sintéticos

Queridinhos dos designers por oferecem diversas opções de customização e uma gama de cores deveras variada, os pisos sintéticos caíram no gosto popular por oferecem baixo preço e durabilidade. Com instalação rápida e prática, ele pode ser instalado até em casas já decoradas. Sua limpeza é extremamente fácil, por não ser permeável, é ideal para que tem animais de estimação e crianças em casa. Seu isolamento acústico também é invejável.

Porém, cuidado com objetos pontiagudos ou móveis que possam cortar o material. Apesar de fácil manutenção, os pisos inteiriços podem sofrer danos irreversíveis, sendo muito difícil a substituição. Em áreas molhadas os pisos sintéticos em placas são mais aconselháveis, o calor por fazer com que a cola descole. O sol também representa um vilão para ele, que perde a cor e também a capacidade de aderência.

Gostou das dicas? Em qual você vai apostar?
Casas  por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!