Como cuidar de plantas dentro de casa

Eduardo Prado – homify Eduardo Prado – homify
Google+
Loading admin actions …

Não é segredo o bem que elas nos fazem. Ninguém duvida o quanto é bom tê-las por perto. Sim, estamos falando das plantas. E sabendo o quanto elas nos fazem bem, tudo o que precisamos é arrumar um espacinho para que a decoração fique ainda mais especial com a presença de um belo jardim

Para quem é marinheiro – ou melhor, jardineiro – de primeira viagem, é normal que algumas dúvidas fiquem pairando sobre nossas escolhas quando decidimos colocar em prática o plano de adicionar algumas plantas em nossas casas. E para ajudar neste momento, que em algum momento irá acontecer com quem descobre aos poucos o amor pelas plantas, é que trouxemos este artigo hoje.

Embora o cultivo de plantas seja uma atividade de horizonte amplo, com uma infinidade de espécies possíveis de serem cultivadas no interior do lar, a melhor forma de começar este hábito é escolhendo espécies de cultivo fácil e que não demandem muito tempo, como suculentas, cactos, violetas e outras espécies facilmente encontradas. Para isto, não são necessárias muitas ferramentas para os cuidados. Comprando as plantinhas já grandes, tudo o que você precisará é de húmus de minhoca (adubo) e regas de acordo com a necessidade de cada planta. É essencial também que você mantenha no lar um espaço com boa iluminação natural, não necessariamente com luz solar direta, mas disso falaremos em um de nossos tópicos logo abaixo.

Quanto a decoração, existem espécies mais ornamentais, que não florescem, como suculentas, assim como existem outros tipos de espécies floridas, como são os casos de violetas. Seja qual for a sua escolha, a maior certeza é a de que você fará muito bem não só à sua decoração, mas como a si mesmo por ter plantas por perto. Isso porque, além de embelezar o ambiente, o cultivo de plantas é uma atividade terapêutica, que envolve atenção, cuidado e que tem ótimas respostas positivas quando notamos que as plantas estão saudáveis e fortes por causa da atenção que direcionamos a elas.

Por isso, se você tem gostado cada vez mais da ideia de decorar o seu lar com plantas e pretende começar esta atividade com os passos básicos, veja conosco algumas divas muito úteis e que poderão fazer toda a diferença para que as pequeninas cresçam perfeitas em sua casa. Temos a certeza de que você se sentirá recompensado por esta escolha e sua decoração ficará ainda mais especial. 

Aproveite mais este artigo, venha conosco e inspire-se!

Iluminação

Como sabemos, as plantas precisam de luz para realizar a fotossíntese, que é a absorção de nutrientes pela luz natural. Embora isto seja essencial para que a maioria das plantas estejam sempre forte, nem todas as plantas aguentam a luz solar diretamente sobre elas, isto porque são frágeis e precisam apenas de iluminação direta. Para um apartamento ou casa onde a iluminação natural seja escassa, espécies como violetas e suculentas são fundamentais, isto porque são plantas que precisam apenas de iluminação direta para se manterem saudáveis. Nestes casos, uma boa opção é mantê-las próximas às janelas, com iluminação artificial constante para levar calor às folhas. Esta medida pode ser eficaz em ocasiões específicas, mas evidentemente não substitui a iluminação natural. 

Na imagem, um ótimo exemplo de plantas bem cuidadas, deixadas próximas às janelas e beneficiadas pela luz artificial, em uma bela coleção do escritório Piratininga Arquitetos Associados, de São Paulo (SP).

Rega

Outro cuidado básico e muito importante no cuidado das plantas, é a rega. Saber as formas corretas de regá-las é fundamental para que elas se mantenham sempre belas em sua decoração. Algumas espécies, como os cactos, demandam apenas uma rega por semana nos períodos de verão e, uma vez por mês nos períodos de inverno. As suculentas também não precisam de regas constantes e podem seguir as mesmas indicações de regas dos cactos. Para outras espécies, o ideal é que você verifique a terra, pois, regas com grandes intervalos podem fazê-las morrer por desidratação, enquanto que, regas diárias poderão causar acúmulo de água nas raízes, fazendo com que apodreçam e, assim, a planta morra. O ideal é que a rega seja feita sempre que a terra apresentar secura. Para isto, faça o teste com o tato ou, ainda, penetre um pequeno palito na terra e verifique se ele sairá úmido ou seco. 

Não deixe de se atentar aos cuidados específicos das espécies quando realizar a compra e, sempre que possível, prefira comprar suas sementes ou mudas em casas especializadas, onde você poderá contar com dicas importantes de profissionais paisagistas. 

Na imagem, um lindo conjunto de plantinhas bem cuidadas e adicionadas sobre uma pequena mesa clássica de madeira maciça, cuidadas com todo o carinho pelo escritório MC3 Arquitetura, Paisagismo e Interiores, de Santo André (SP).

Cuidados especiais

Além de iluminação e rega, você deverá ter o cuidado também com a adubagem das plantas. A adubagem é essencial para que suas espécies cresçam bem nutridas. Para isto, existem ótimos adubos orgânicos, que levam diferentes nutrientes de diferentes origens naturais ou, ainda, o húmus de minhoca, que são partes de minhocários, excelentes para que as plantas absorvam toda a nutrição necessária. 

Outro cuidado constante deve ser quando a poda. Sempre pode suas plantas quando notar a presença de galhos e folhas secas. Isto ajudará no crescimento saudável das plantas. 

Na imagem, um lindo conjunto de vasos deixados sobre pedriscos brancos, dando um tom belíssimo à decoração realizada também pelo escritório MC3 Arquitetura, Paisagismo e Interiores, de Santo André (SP).

Vasos

Agora que você já sabe dos cuidados básicos, e até mesmo de quais espécies são melhores para o cultivo mais fácil, é hora de pensar no aspecto decorativo das plantas no seu lar. Caso prefira fazer um canto para o jardim, mas não tenha muito espaço em casa, uma boa saída é optar por vasos criativos, como o deste projeto do escritório Dunder Koch Arquitetura, de São Caetano do Sul (SP), que deixou a decoração com plantas ainda mais personalizada e autêntica!

Rotina

Sua rotina deverá melhorar sutilmente com a presença de plantas no lar. Afinal, você estará mais atento aos cuidados rotineiros que envolvem o cultivo das plantas, assim como se beneficiará de um ambiente com ar mais filtrado. 

Diariamente, os cuidados deverão ser quanto as folhas secas das plantas, que deverão ser retiradas para que a planta possa respirar e absorver melhor a luz natural. Fique atento também à presença de insetos, como formigas e outros que se alimentam das plantas. Caso perceba que as folhas estão constantemente secas, fique atento para verificar se a luz do sol está sendo demasiada sobre as folhas e mude suas plantas de local. 

Na imagem, um lindo jardim vertical com diferentes e lindas espécies, da A Varanda Floricultura e Paisagismo, de Santo André (SP).

Incremente!

Agora que você já sabe basicamente começar, é hora de incrementar sua decoração com as suas espécies preferidas! Neste começo, escolha pequenas espécies e as espalhe em seu lar ou, anida, crie um espaço especialmente dedicado a elas. Utilize nossas dicas e verifique o desenvolvimento de cada uma, sempre obedecendo as dicas de profissionais da área e também os cuidados destacados nas embalagens das plantas. Temos certeza de que, com as escolhas certas, o seu lar ficará ainda mais incrível, com uma decoração tão linda quanto esta da imagem!

E você, já cuida de plantas no seu lar? Quais as suas dicas?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!