6 dicas para decorar e cuidar de um minijardim!

Eduardo Prado – homify Eduardo Prado – homify
Google+
Loading admin actions …

Caprichar na decoração é dar mais vida ao lar. Optar por possibilidades que ofereçam resultados transformadores ao lar, faz toda a diferença. E para isto, existem inúmeras opções em estilo, peças, produtos e tipos de elementos. Uma das mais procuradas, fáceis e até mesmo terapêuticas é a escolha de plantas para o lar. Quando você faz esta escolha, o ambiente do seu lar fica mais vivo, o ar melhor filtrado e você passa a ser uma pessoa mais atenciosa. 

Muitas pessoas imaginam que a grande dificuldade para a decoração do lar com plantas, é a falta de espaço disponível. No entanto, existem soluções práticas, fáceis e que podem incrementar com muita delicadeza e beleza os diferentes ambientes do lar. Entre estas opções, estão os cultivos de plantas em jardins suspensos, a verticalização de pequenas espécies utilizando a parede e o cultivo em minijardins ou terrários. E é sobre estas duas últimas opções que será o tema do nosso artigo.

Cultivar um minijardim é mais fácil do que parece. Com elementos econômicos e facilmente encontrados, você poderá ambientar o seu pequeno jardim em praticamente qualquer espaço do seu lar. Para isto, os principais elementos de que você precisará, são:

- Um aquário ou recipiente de vidro transparente com cobertura (para o caso de terrários) ou um pequeno recipiente para acomodar o minijardim; álcool e pano limpo; pedriscos; carvão vegetal triturado (para evitar odores e apodrecimento da raiz); espécies pequenas de plantas (musgos, cactos e suculentas); objetos decorativos e borrifador. 

Dica: no momento de separar as espécies de plantas, lembre-se de que é ideal ter tipos semelhantes que demandam o mesmo cuidado, como irrigação e adubagem. Em caso de espécies muito diferentes, o seu minijardim corre o risco de não sobreviver por muito tempo. 

Quando chegar o momento de colocar os elementos decorativos, como pedras e outros pequenos objetos, lembre-se de utilizar pequenos palitos alongados ou outros objetos que facilitem o manuseio no interior do recipiente, principalmente em casos de recipientes fechados. 

Monte o seu minijardim com boa iluminação indireta, principalmente distante do sol, pois, em casos de recipientes de vidros, o calor excessivo poderá transformar o pequeno jardim em uma estufa.

Agora que você já sabe do que irá precisar, é hora de seguirmos com as dicas para que você faça do seu minijardim uma ótima opção para a decoração. Venha conosco para ter em mente ótimas inspirações e, depois disto, solte a criatividade para criar os cenários desejados! Aproveite!

1. Limpe o recipiente

Jardim  por CURADORAS

Para começar a plantar o seu minijardim, é necessário que todos os itens estejam devidamente limpos com álcool, especialmente o recipiente onde serão colocadas as plantinhas. Isto evitará a proliferação de bactérias e fungos, dando um espaço mais saudável para o cultivo. Neste passo, escolha bem o recipiente, isto irá ajudar na ambientação do pequeno vaso em meio a decoração. Lembre-se de que é possível fazer o minijardim em um terrário, utilizando um grande recipiente transparente ou, então, utilizar qualquer outro objeto decorativo que inspire criatividade para a criação de um pequeno cenário com as plantinhas.

Neste projeto, a utilização de um pequeno cofre de porquinho cortado ao meio, com as pequenas suculentas, cacto e de pequenos animais em porcelana, ficou ótimo para incrementar a decoração do jardim!

2. Escolha o fundo

Casa  por ZÖLD
ZÖLD

TERRARIO CASA

ZÖLD

Você pode decorar o fundo do pequeno vaso com pequenas pedras e terra vegetal. Para isto, escolha, se possível, pedrinhas que tenham contraste em diferentes cores, especialmente, se a sua escolha foi por terrários de vidro transparente. Coloque as pedrinhas ao fundo, seguidas de camadas de areia fina e, por cima, a terra vegetal. Desta forma, a drenagem da terra será perfeita, evitando que o vaso acumule água e, assim, apodreça as raízes.

Na imagem, um projeto muito fofo utilizando um pequeno terrário em forma de casinha. Nele foram adicionadas pequenas pedras, areia e terra vegetal para compor a decoração com suculentas. Note que o contraste dos pedriscos e a areia chamam muito a atenção, tornando o objeto ainda mais criativo.

3. Escolha as espécies

MÃO NA TERRA, Belo Horizonte, 2015: Jardins rústicos por Luiza Soares - Paisagismo
Luiza Soares – Paisagismo

MÃO NA TERRA, Belo Horizonte, 2015

Luiza Soares - Paisagismo

Suculentas, cactos e musgos, por seu tamanho e facilidade no cuidado, são as principais espécies de plantas utilizadas em terrários. Dependendo do tamanho do recipiente escolhido, você poderá decorar o seu terrário ou vasinho com estas três espécies ou, ainda, definir apenas uma delas com diferentes tipos. 

Na imagem, a paisagista Luiza Soares, de Contagem (MG), utilizou pequenos potes de vidros para a composição dos minijardins. Para a montagem, a profissional utilizou musgos ao fundo e pequenas suculentas. Para o cuidado, a utilização de um borrifador é excelente, já que, a umidade do musgo será ótima para o crescimento da suculenta, que de maneira geral, se mantém saudável com pouca água.

4. Rega

A rega dos minijardins é diferente no caso de terrários fechados ou recipientes abertos. 

Para terrários fechados, você deverá regar o jardim apenas quando a terra estiver totalmente seca. Para se certificar disto, observe ao fundo pote se os pedriscos aparentam algum resquício de água. Caso perceba a terra seca, utilize um borrifador e direcione pouca quantidade de água para a planta. 

Em casos de recipientes abertos, a rega deverá ser a cada dois dias, já que a acaba seca mais rápido. Neste caso, toque a terra com a ponta dos dedos ou coloque um pequeno palito de madeira e verifique se a madeira sai seca. Caso sim, coloque apenas uma pequena quantidade de água sobre a terra.

Que tal um terrário lindo feito no interior de uma caneca? A ideia é muito criativa!

5. Experimente cenários

O grande barato dos minijardins são as possibilidades de brincar com a criatividade, por isso, há quem os chame de Minimundos. Para brincar com as possibilidades, tenha em mãos pequenos bonecos ou outros brinquedos em escala mínima e coloque em posições de interação com o cenário. O resultado será muito divertido!

Na imagem, mais um projeto lindo da paisagista Luzia Soares, de Contagem (MG).

6. Manutenção

Lembre-se de que o seu pequeno jardim precisa de cuidados específicos para que pareça sempre saudável na decoração. Por isso, lembre-se:

- Regue-o apenas quando a terra estiver totalmente seca.

- Coloque-os apenas sob luz indireta. 

- Mantenha a limpeza dos recipientes constantemente. Em recipientes fechados, borrife um pouco de água no vidro internamente. Isto será o suficiente para mantê-lo longe de fungos.

Por fim, solte a criatividade! Temos certeza que logo a criação de minijardins se tornará um hobby ótimo para deixar a decoração do seu lar sempre criativa! 

O que você acha de ter um destes?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!