Tenha uma cozinha externa e cozinhe sem limites!

Lara Berol Lara Berol
Loading admin actions …

Cozinhar é uma arte que caiu no gosto de homens e mulheres. Se antes delegada a terceiros, cozinhar ganhou charme e foi elevada à técnica, estudo e até terapia. Há quem tenha como hobby chamar os amigos para provarem pratos especialmente desenvolvidos para aquela ocasião. Sempre um dos amigos da turma leva mais jeito com a cozinha, por isso, esses encontros gastronômicos têm sido cada vez mais comuns.

Mas, para ter o espaço certo para desenvolver essa atividade tão prazerosa, muita gente tem investido nas cozinhas externas. Como um espaço extra e destinado ao lazer, essas cozinhas podem se transformar em espaços de reunião e, ao mesmo tempo, oferecer diversas ferramentas para preparar pratos super elaborados! Conheça alguns aspectos importantes antes de começar a idealizar esse plano.

Espaço disponível

Cozinhas rústicas por Marcello Gavioli
Marcello Gavioli

BioMalta RAL 7010 Grigio Tenda

Marcello Gavioli

Sua cozinha externa vai ficar na varanda do apartamento, no quintal da casa ou será uma extensão da cozinha interna? Antes de começar a pensar no projeto é bom dimensionar o espaço disponível e rever se é possível executar a ideia original. Para construir uma cozinha externa, por menor que ela seja, é preciso levar em conta que deverá haver espaço para um fogão ou uma grelha, uma pia, e lugares para as pessoas se servirem e se sentarem. Antes de começar a organizar os utensílios e comprar os equipamentos, é bom conversar com um arquiteto para que nenhuma instalação saia errada. Não se esqueça que além do conforto do ambiente, imprescindível nesse espaço, a cozinha externa requer cuidados para com os detalhes de seu funcionamento. Seja a gás ou a lenha, tudo tem que estar em perfeito estado antes da estreia do espaço.

Com ou sem telhado

Casa Cidade Jardim: Terraços  por Boutique Arquitetura
Boutique Arquitetura

Casa Cidade Jardim

Boutique Arquitetura

Parte imprescindível do projeto, o telhado é recomendado quando há instalações elétricas e aparelhos que irão ficar na cozinha externa mesmo quando ela não estiver em uso. Calcule bem essa escolha, afinal, de nada adianta comprar um fogão ou um liquidificador caríssimos se a cozinha externa for ficar exposta às intempéries do tempo.

A questão do telhado também deve ser ponderada levando em consideração a ventilação do local. Como qualquer fonte de calor, é preciso ter vasão. Por isso, no momento de pensar o espaço, é necessário avaliar as condições de ventilação. Para não correr o risco de fazer nada errado, convém chamar um arquiteto. Nada substitui a opinião de um profissional.

Instalações de água, energia e gás

Esses itens são os que costumam causar maior dor de cabeça na execução do projeto da cozinha externa. Nem sempre todas essas instalações estão preparadas, e aí o processo fica um pouco mais trabalhoso. Há locais onde as instalações de água, energia e gás estão mais próximas e podem ser feitas sem nenhuma alteração no projeto, no entanto, é preciso considerar que, se a casa já foi construída e o projeto da cozinha está sendo executado agora, pode ser que alguns ajustes precisem ser feitos.

Para se assegurar que nada vai sair errado, procure profissionais para executar o serviço. Todos esses itens, caso saiam errado, podem render problemas sérios! Para saber como planejar sua cozinha, veja esse artigo que pode ser útil.

Escolhendo a mobília

A cozinha será externa, de certo modo ficará exposta ao tempo, mesmo que seja coberta, e terá fontes de calor por perto. A mobília, além de precisar ser resistente para que não fique deteriorada logo, deverá ser confortável, afinal, um dos propósitos da cozinha externa é ser aconchegante e relaxante para os convidados.

Para tentar atender esses dois requisitos, a mobília mais indicada é aquela desenvolvida para áreas externas. Com tratamentos especiais contra a ação do tempo, esse tipo de mobília resiste bem a qualquer mudança climática. Até chuvas ou sol intenso não capazes de estragar esses móveis. Depois de prestar bastante atenção nisso, é só definir o estilo a ser seguido e abusar da criatividade!

Grelha

Para aqueles que gostam de se arriscar no churrasco, a grelha é a melhor opção. Para esse tipo de construção, é preciso ter em mente que será necessária uma coifa para a liberação da fumaça, mas, também, é bom saber que existem diversos tipos de instalação e qualidade. Depois de determinar o local, é bom investigar os tipos de isolamento e revestimento térmico que podem ser úteis para cada caso. Há desde opções mais baratas, que podem se deteriorar mais rapidamente, e as mais caras, que oferecem maior durabilidade. No entanto, é bom pesar o investimento antes de fechar o negócio. Se seu hobby favorito não é o churrasco, pode ser mais certeiro investir em um forno ou fogões de qualidade.

Esse projeto foi desenvolvido pelo Estúdio Barino, de São Paulo.

Forno e fogão

Grelha, forno e fogão! Por que não ter todos esses utensílios tão necessários no mesmo ambiente? Se você tem espaço, nada impede que você reúna todas as ferramentas necessárias para realizar todas aquelas receitas que você está imaginando. O forno e o fogão da cozinha externa em nada diferem das cozinhas convencionais. Mas, se sua cozinha de dentro de casa é pequena, surge aí a oportunidade de comprar um novo fogão, maior e com mais opções para receitas mais difíceis.

Há quem se encante por fornos e fogões a lenha. Eles com certeza deixam a comida com um outro sabor e podem trazer lembranças dos tempos das avós, sem contar que são uma viagem no tempo para aqueles que viveram em sítios e fazendas. Com tantos apelos, os fogões e fornos a lenha se tornam um pedido constante em projetos de cozinhas externa. Para executá-los, basta ter uma boa coifa para que a fumaça produzida pela lenha vá embora. Ter um local para estocar a lenha também ajuda na organização do espaço.

Mobília para desfrutar bons momentos da vida

A cozinha na área externa tem como papel fundamental ser um local agradável para cozinhar, mas também, para reunir os amigos e curtir uma boa conversa durante a preparação dos pratos e após as refeições. Para ter uma mobília que se adequa às duas atividades é preciso manter um projeto que atenda muito bem os espaços. Lembrando que o momento relax não pode atrapalhar a atividade de quem está cozinhando.

No mais, é só reunir a família e os amigos e curtir os momentos de diversão! Dizem que cozinhar é uma arte e uma terapia, então não há motivos para adiar. Comece a planejar a sua cozinha com essas dicas e aproveite!

Gostou das dicas e ideias sobre as cozinhas externas? Mostre a sua para a gente!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!