O charme da arquitetura italiana

Larissa Monteiro Larissa Monteiro
Google+
Loading admin actions …

Do Pantheon até a cúpula de Brunelleschi, a Itália tem uma das mais bonitas heranças arquitetônicas do mundo. Essa rica tradição inspirou muitos arquitetos até os dias de hoje. De acordo com o novo relatório do Conselho da Europa dos Arquitetos, há por volta de 153.000 arquitetos licenciados na Itália. 

Não se sabe exatamente qual origem do fascínio da população italiana com a arquitetura desde os primórdios. Apenas se sabe que os arquitetos desta nação são imensamente criativos e perfeccionistas! Na atualidade, muitos dos arquitetos seguem linhas modernas e experimentais, realizando projetos inovadores e exuberantes ao redor do mundo.

A arquitetura tem um papel astronômico e fundamental em nossas vidas diárias. Dos lindos projetos de casas a edifícios históricos e emblemáticos que reconhecemos instantaneamente, arquitetura nos rodeia em todo e qualquer ambiente de cidade que vagamos. Os arquitetos por trás desses prédios e casas são responsáveis por deixar as cidades lindas. Portanto, continue no post e saiba mais sobre eles. Confira!

Renzo Piano

  por homify

Renzo Piano é um arquiteto italiano do estilo moderno e contemporâneo. Em 2013, ele se tornou senador vitalício na Itália através de nomeação presidencial. Adepto da arquitetura high-tech, sua obra mais conhecida é o Centre Georges Pompidou, em Paris. Renzo Piano estudou na na Escola de Arquitetura do Instituto Politécnico em Milão. Trabalhou em um projeto sob a orientação de Franco Albini, quando estudante. Quase todo mundo que já visitou Amsterdam reconhece o edifício NEMO como a arquitetura marcante. O arquiteto Renzo Piano se inspirou em um modelo claro e preciso para o design deste edifício com a sua própria praça 22 metros acima do nível da água.

Caterina Camerota

A arquiteta Caterina Camerota abusa de um estilo inovador e clássico ao mesmo tempo. O trabalho desta arquiteta italiana é inspirado pela busca de riqueza e conforto como elementos-chave em seus projetos projeto. Isso acontece de forma natural, onde a estética se mistura com a funcionalidade. Uma arquitetura baseada na integração contínua entre a história e modernidade, a tradição, a inovação e as necessidades humanas. Ela sempre tenta usar técnicas e recursos que estejam agindo em favor da sustentabilidade e que não agridam diretamente o meio ambiente.

Michele De Lucchi

Paredes  por Déco
Déco

Décowood per il padiglione Banca Intesa San Paolo

Déco

Michele De Lucchi nasceu em 1951 em Ferrara e formou-se em arquitetura em Florença. Durante o período da arquitetura radical e experimental, ele ficou conhecido uma figura muito importante. De Lucchi desenhou móveis para as empresas italianas e europeias muito conhecidas. Ele projetou edifícios para museus, incluindo o Triennale di Milano, Palazzo delle Esposizioni di Roma, Neues Museum de Berlim e do Le Gallerie d'Italia Piazza Scala, em Milão. Nos últimos anos, ele desenvolveu diversos projectos de arquitetura para clientes privados e públicos na Geórgia, que incluem o Ministério da Administração Interna e da ponte da paz em Tbilisi.

Massimiliano Fuksas e Doriana Fuksas

Espaços comerciais  por fuksas

Massimiliano Fuksas nasceu em Roma em 1944. Ele recebeu seu diploma em arquitetura pela Universidade La Sapienza, em Roma, onde abriu seu primeiro escritório em 1967. Desde 1985, ele trabalh em parceria com sua esposa, Doriana Mandrelli. Os escritórios da dupla foram abertos em Paris, Viena, Frankfurt e Shenzhen, China.  Shenzhen Bao ' um aeroporto internacional do novo Terminal 3, que seu escritório projetou e construiu é um ótimo exemplo para o uso de tecnologias em um projeto de grande escala. Ao lado, o Il Palazzo dell’Ex Unione Militare localizado em Roma, foi restaurado pelo casal com toques futuristas e modernos. Para mais informações sobre arquitetos contemporâneos, confira 5 inovadores escritórios de arquitetura.

Cumo Mori Roversi Architetti

Casas modernas por Cumo Mori Roversi Architetti
Cumo Mori Roversi Architetti

Vista di scorcio del complesso da via di Duccio: in primo piano il nuovo volume costruito sul sedime della sagrestia.

Cumo Mori Roversi Architetti

Cumo Mori Roversi Architetti é um estúdio de arquitetura fundado por Julius Cumo em 1946. Depois, ele continuou sendo desenvolvido por Massimo Mori e Silvia Cumo. Atualmente, ele é dirigido por Alessandro Mori e Rossella Roversi. A atividade de escritório envolve os campos da restauração, a nova construção, renovação e o design de interiores. O estúdio atua utilizando e valorizando técnicas tradicionais de construção e tecnologias modernas. Os materiais utilizados em cada projeto são sempre estudados com cautela. As etapas de pesquisa e desenvolvimento são uma das principais na hora da realização das obras.

Você conhece arquitetos italianos? Qual seu favorito?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!