por KREOS GmbH&Co.KG

6 revestimentos mais baratos que o mármore para pisos e superfícies (e como cuidar deles)

Nicole Nunes – homify Nicole Nunes – homify

SOLICITAR ORÇAMENTO

Número incorreto. Por favor, corrija o código do país (+55 para o Brasil), código da cidade ou número de telefone.
Ao clicar em 'Enviar', confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação será processada para responder ao meu pedido.
Nota: Poderá anular seu consentimento enviando email privacy@homify.com com efeito futuro
Loading admin actions …

Construir a casa dos sonhos ou mesmo renovar completamente o lar é um processo tão interessante quanto complexo. Começando pelo orçamento, certamente esse é um dos tópicos mais importantes nesse caso, pois é um dos maiores motivos pelos quais as obras atrasam ou simplesmente demoram para começar.

Então, veja a seguir algumas dicas simples para economizar na hora de escolher o revestimento da sua casa, quando deseja ter um acabamento sofisticado, mas sem usar o material mais caro, como é o caso do mármore.

Dicas para ter custo benefício com revestimentos na obra

Antes de mais nada, contratar um bom arquiteto é a solução para esse problema, já que esse profissional oferece toda a sua experiência para encontrar o melhor custo benefício em relação aos materiais e mão de obra.

Em segundo lugar, tenha em mente que uma reforma ou construção não deve ser vista como um gasto, e sim como um investimento. Por isso, precisa ser um processo feito com tempo e um bom planejamento.

Assim você terá um resultado satisfatório e que irá durar por muitos anos, gastando menos do que se fizer às pressas e escolher os materiais mais caros achando que são garantia da melhor qualidade.

Dentre todas as ideias para economizar dinheiro durante uma obra, talvez a mais interessante esteja relacionada aos acabamentos, principalmente no caso das áreas molhadas. Enquanto as áreas sociais, como salas de estar e jantar, frequentemente são revestidas com alternativas mais baratas, como uma simples pintura, as cozinhas e banheiros exigem um investimento maior por motivos de proteção contra a umidade.

Geralmente, as bancadas de cozinhas são revestidas em mármore, por ser um material durável e higiênico. Da mesma forma, os banheiros clássicos contam com essa pedra para as paredes, pisos e bancadas.

Entretanto, apesar de suas qualidades arquitetônicas, o mármore apresenta um valor relativamente elevado. Se quiser um efeito igualmente bonito e durável, é interessante conhecer algumas alternativas, bem como os cuidados que devem ser tomados para garantir o melhor uso dos revestimentos em casa.

Características do mármore para revestimento

Antes de entrar no tema das alternativas ao mármore é interessante conhecer um pouco mais sobre esse material tão famoso. O mármore é um revestimento resistente, porém no caso de ser usado como piso, ele corre maior risco de arranhar e manchar. Por isso não se recomenda aplicá-lo em ambientes de tráfego intenso.

Quando aplicado em bancadas de cozinha deve-se ter atenção especial, pois o material pode ser danificado com facilidade, principalmente quando em contato com óleos, líquidos ácidos e cores intensas. O mármore branco, por exemplo, pode manchar com facilidade.

Sua limpeza deve ser feita com um pano úmido e detergente neutro ou com produtos especiais para a pedra.

Em relação ao investimento, o preço do mármore pode variar de R$250,00 a R$600,00/m², dependendo do modelo e do fornecedor. Sem contar o preço para a sua instalação que é ainda mais variável. Aqui entra a vantagem de ter um arquiteto com bons contatos e recomendações.

Essas são características superficiais, já existem diversos modelos de mármore, sendo uns mais resistentes do que outros. O fato é que essa pedra é muito sofisticada e requisitada. Antes de optar por ela, conheça algumas ótimas alternativas.

1. Imitação de mármore em azulejos

Os azulejos também são um clássico na arquitetura de interiores, principalmente nas áreas molhadas da casa. O revestimento é fácil de aplicar e manter, além de oferecer uma ótima proteção contra a umidade.

Há uma vasta gama de opções no mercado, portanto é possível adaptar a qualquer gosto e estilo. Desde modelos lisos até estampados, como os que imitam mármore, as peças oferecem flexibilidade o suficiente para combinar com um ambiente despojado e atraente.

Não é à toa que os azulejos são tão populares, afinal, seu custo é acessível. Começando em torno de R$7,00/m², os azulejos podem ser aplicados por toda a parede e até em bancadas.

2. Granito mais barato que mármore

Relativamente mais barato que o mármore, o granito também é frequentemente utilizado na arquitetura de interiores. Apesar de terem preços semelhantes, o granito apresenta mais resistência, principalmente em relação à sua porosidade, que é mais baixa, podendo ser utilizado até em áreas de circulação mais intensa. Sendo assim, é altamente recomendado para pisos, paredes e bancadas.

Sua limpeza é feita de forma similar ao mármore, com um pano úmido com detergente neutro. Apesar de manchar menos, deve-se prestar atenção quando em contato com produtos abrasivos.

3. Pastilhas de vidro

As pastilhas de vidro têm ganhado popularidade para o revestimento de paredes em áreas molhadas, como dentro dos boxes de banheiros. O material é atraente e moderno, com diversos modelos para satisfazer todos os estilos de decoração.

Assim como o azulejo, há uma infinidade de opções para decorar um espaço com este material. Desde cores lisas até uma miscelânea dos seus tons favoritos, as pastilhas de vidro podem ser uma alternativa mais descontraída e barata em relação ao mármore.

De fácil instalação, manutenção e limpeza, seu valor começa em R$150,00/m². No entanto, seu valor pode variar muito de acordo com o modelo desejado e o fornecedor, portanto, entrar em contato com um profissional antes de decidir é o mais recomendado.

4. Revestimento de porcelanato

Lavabo com lavatório em porcelanato: Banheiros  por Moussi Arquitetura
Moussi Arquitetura

Lavabo com lavatório em porcelanato

Moussi Arquitetura

Começando em torno de R$40,00/m², o porcelanato é um dos materiais mais flexíveis dessa lista, pois pode ser aplicado em qualquer superfície, desde o piso até as bancadas. Como apresentado nesse banheiro da imagem acima, é possível utilizar esse material para desenhar uma cuba moderna e elegante, da mesma forma que costuma ser feito com mármore ou granito.

Já que sua popularidade tem crescido significantemente, o material pode ser encontrado em diversas cores e texturas, inclusive imitando os mais variados materiais, e com um preço muito mais acessível do que o mármore. 

5. Pedra ardósia

Ao contrário do mármore e do granito, a ardósia é uma pedra que contém argila em sua formação, portanto é muito mais resistente. Além disso, essa rocha é menos absorvente, sendo perfeita para fazer, por exemplo, uma bancada de ardósia.

Devido a sua alta resistência também pode escolher um piso de ardósia e escadas de áreas com circulação mais intensa, bem como para áreas externas. Para ficar ainda melhor, seu valor é bem mais baixo, começando em R$15,00/m², dependendo do tamanho das peças desejadas.

6. Revestimento de concreto aparente

Corredores e halls de entrada  por Nice Brew Interior Design
Nice Brew Interior Design

Private Residence, Surrey

Nice Brew Interior Design

Por fim, o material favorito dos fãs de interiores modernos e industriais é o concreto. Esse é o material que já vai ser utilizado na construção da casa e pode ser deixado aparente, sendo necessário apenas um tratamento especial de acabamento para que fique mais bonito e sem porosidade.

O concreto tem sido muito utilizado para pisos, paredes e bancadas, pois oferece um toque único à arquitetura rústica e moderna. Justamente por já estar incluso em grande quantidade no orçamento da obra, é uma alternativa mais barata e vai oferecer um lindo acabamento, se feito por profissionais qualificados.

Qual desses acabamentos você mais gosta?
Casas  por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!