SOLICITAR ORÇAMENTO

Número incorreto. Por favor, corrija o código do país (+55 para o Brasil), código da cidade ou número de telefone.
Ao clicar em 'Enviar', confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação será processada para responder ao meu pedido.
Nota: Poderá anular seu consentimento enviando email privacy@homify.com com efeito futuro

Resoluções de Ano Novo em pleno mês de Fevereiro

Patricia Smaniotto – homify Patricia Smaniotto – homify
Google+
Loading admin actions …

O inicio de 2016 já lá vai e, com certeza, você se prometeu fazer um monte de coisa – especialmente aquelas feitas por você mesma, para exercitar suas habilidades de todos os tipos. Então, está na hora de tirar os planos do caderninho e realizar o que você sonhou fazer no primeiro dia do ano.

As resoluções de Ano Novo podem ser as mais estapafúrdias ou as mais simples. Entre as que nos ocorreu estão plantar uma árvore (algo que falamos a vida inteira que faríamos, mas nunca nos demos ao trabalho nem de comprar a mudinha), fazer e vender a própria arte ou artesanato (pode ser pintura e desenho, sim, mas cerâmica também está valendo, assim como tricô, crochê, bonecas, brinquedos, bijuterias e scrapbooks), fazer uma peça de mobiliário com materiais reciclados, criar uma parede ou um telhado verde, até mesmo pintar um mural em uma parede da vizinhança, com a ajuda da criançada. E, se estiver disposta a receber orientação, instalar tetos solares no telhado para fazer sua parte pela natureza e ainda economizar a longo prazo.

Essas são apenas algumas resoluções de Ano Novo que podem ter brotado na sua cabeça bem antes de 2015 acabar. Mas existem muitas mais que merecem sair do papel e da cabeça e virar realidade e realização. Faça a sua listinha! Ela está só começando!

Plante uma árvore!

Todo mundo já ouviu aquela história sobre escrever um livro, ter um filho e plantar uma árvore. Mas, mesmo que você não esteja interessado nos dois primeiros itens, o terceiro você deveria considerar bastante, com o mundo na situação em que está. E não tem nenhum segredo. Basta seguir cinco passos simples: primeiro, escolha uma muda de, no mínimo, 1,50m de altura e, em seguida, abra um canteiro com uma cova de 60 cm de largura, comprimento e profundidade, para que haja infiltração de água e espaço para a muda crescer. Depois, coloque na cova uma estaca de dois metros para servir de apoio à muda, mas sem se esquecer de tirar o saquinho da muda para não danificar a raiz. Terceiro passo: evite que a estaca encoste na muda, amarrando-a com uma borracha em forma de oito. O quarto passo é que, além de boa terra, os adubos compostos ou esterco também devem cobrir a cova, que é fechada usando-se os pés. Por fim, regue a muda pelo menos três vezes por semana usando cinco litros de água de boa qualidade. Viu como é fácil e simples? O seu jardim vai ficar ainda mais lindo!

Faça e venda a sua própria obra de arte!

Se você é cheio de habilidades, deveria aproveitá-las para produzir suas próprias obras e vendê-las. Você pode pintar e desenhar, tricotar e fazer crochê, trabalhar com marcenaria ou cerâmica, fazer scrapbooks, bonecas, brinquedos, bijuteria, abajures, arte em papel, fazer arranjos de flores ou vasos com suculentas, fotografar, até cozinhar divinamente – tudo isso está na categoria de arte e artesanato, cujos limites são muito pouco claros (mas isso não tem a menor importância: o que importa é o seu prazer de fazer!). Pois bem, invista em você: prepare um bom número de peças e chame as suas amigas e os seus amigos para conhecer o seu trabalho: eles serão os seus primeiros compradores! Providencie cartões de visita e distribua entre eles e na vizinhança. Mas não fique só nisso, não: informe-se sobre feitas de artesanatos na região. para quem trabalha mais com isso. Os artistas do pincel, do traço da luz e da cerâmica artística não devem ter medo de procurar pequenas galerias para mostrar o seu trabalho e ter uma avaliação. E não tenha medo de voltar às aulas para aperfeiçoar seus dotes: existem centenas de cursos, muitos deles gratuitos.

Faça uma peça do mobiliário com materiais reciclados

APARTAMENTO NA PRAIA - GUARUJÁ /SAO PAULO: Salas de estar  por Kika Prata Arquitetura e Interiores.
Kika Prata Arquitetura e Interiores.

APARTAMENTO NA PRAIA – GUARUJÁ /SAO PAULO

Kika Prata Arquitetura e Interiores.

Outra coisa que vai ser um enorme prazer para você é criar peças de mobiliário com materiais reciclados. No projeto de Kika Prata Arquitetura e Interiores, há uma bela ideia: os pendentes com cúpulas diferentes podem ser todos reciclados e formar um conjunto delicado e cheio de graça. Outra ideia é fazer de um tronco de árvore um banco ou uma mesa de centro, depois de ter a madeira tratada e envernizada. Poltronas e sofás antigos podem receber novos estofados, muitas vezes criativos o suficiente para transformar o ambiente. Até garrafas verdes em um espaço totalmente ecológico podem virar lindas e simpáticas luminárias. Assim, coloque a imaginação para funcionar, pense no destino que pode dar a uma mesa, uma cadeira, um pedaço de tecido, a caixas de madeira, a cortinas antigas (que tal umas almofadas?), enfim, uma infinidade de possibilidades que estão bem diante dos nossos narizes, mas não enxergamos, porque estamos pensando de uma forma comum e não unusual. Tente ver o invisível! É um exercício verdadeiramente criativo!

Pinte uma parede divertida na sua vizinhança

Sua sede de criatividade não precisa ficar restrita à sua casa. Sabe aquela pintura irada que está no quarto do seu filho? Ela pode ser sua fonte de inspiração para pintar uma bela parede colorida com as crianças e os adolescentes do seu bairro. Algo que dê orgulho a eles e a você, algo que traga um pouco de arte e cultura às ruas da vizinhança e surpreenda os mais variados tipos de vizinhos. Só não se esqueça de que o dono da parede deve estar de acordo com a experiência – e, quem sabe, até participe dela. Depois deixa que ela siga seu curso, recebendo novas pinturas, dizendo coisas sobre o que motiva as pessoas a se expressarem. Que seja uma grande oportunidade de confraternização e trabalho coletivo. Com certeza, todos serão um pouco mais felizes depois dessa experiência!

Faça uma parede ou teto verde na sua casa

A boa novidade de se montar uma parede (vertical ou horizontal) ou teto verde é que hoje em dia tem modelos para os mais variados gostos e espaços. A má novidade é que nem todos eles são do tipo faça você mesmo, portanto é preciso pesquisar bastante, depois de determinar a metragem, as condições de sol e umidade, as espécies que podem ser utilizadas no espaço destinado. Uma das mais simples estruturas é formada por barras de madeira nas quais se penduram vasos em meia-lua, cuja irrigação é manual. Outra que é fácil de se montar se apresenta em modulados, que comportam 18 plantas. Entre as espécies que melhor se adaptam estão as samambaias, as bromélias, as ripsalis e até as suculentas, se houver bastante sol. As espécies com flores são as mais difíceis de manter. Procure se informar em lojas de jardinagem e, com certeza, você vai encontrar o modelo certo para você.

Instale sistemas fotovoltaicos no teto

Seguindo na onda ecológica, se você tem recursos para instalar tetos solares no teto, a medida é uma boa opção no longo prazo. Mas, se você pensa em instalá-los sozinho, procure uma boa supervisão, pois o trabalho não é tão fácil assim. Saiba que tem sistema para aquecer a água e sistemas para coletar energia elétrica. Nem sempre onde você mora vai ser apropriado para um ou outro modelo. Portanto, consulte um especialista e aprenda como fazer o serviço, caso seja possível. Para outras dicas sobre DIY, leia este artigo.

Está conseguindo cumprir a sua listinha?
Casas  por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!