Salas de estar industriais por D.I. Pilar Román

Como determinar se uma parede é estrutural

Patricia Smaniotto – homify Patricia Smaniotto – homify
Google+
Loading admin actions …

As vezes as pessoas confundem um pouco as coisas e tem dificuldades para entender o que é uma parede estrutural. Antes de mais nada, precisamos entender o que é uma parede. A parede é uma vedação, ou seja, um fechamento. Há vários tipos de fechamento, como parede de drywall, parede de tijolo, parede de concreto e a parede estrutural. Tudo isso é parede e o material utilizado para a sua construção que irá definir o quanto poderemos interferir nela.

Paredes estruturais, diferente dos demais fechamentos, são utilizadas para sustentar a laje direto sobre as paredes de uma construção e precisa ser feita com tijolo de concreto ou simplesmente concreto.

Na hora de realizar a reforma de uma casa de alvenaria, é preciso estudar bem os elementos divisórios, especialmente se vão ser feitas demolições parciais. É necessário identificar aqueles que são partições, cuja função é meramente a de separar espaços, dos que são paredes estruturais ou de carga. Esta questão é particularmente importante quando a reforma será feita em uma construção antiga ou em uma casa rural, já que estes dois tipos arquitetônicos são os que costumam ter mais paredes de carga.

Felizmente, essas reformas são hoje em dia mais controladas legalmente e existe maior consciência dos perigos que acarreta não cumprir as normas ou não recorrer a profissionais competentes na hora de realizar obras desse tipo. Portanto, antes de se aventurar a interferir em um elemento vertical em uma casa, é importante consultar um especialista para saber quais elementos têm capacidade de suporte e quais não a têm. Enquanto isso, para descobrir quando uma parede é estrutural, convidamos você a continuar lendo.

1. Como saber se uma parede é estrutural?

A parede de carga (ou parede de suporte) é aquela parede de uma edificação que tem função estrutural. São paredes que trabalham de maneira conjunta com outros elementos estruturais para dar suporte à construção: arcos, abóbadas, vigas, lajes ou coberturas. Infelizmente, há casos em que uma casa ou edifício colapsa por ter sido realizada uma reforma sem as autorizações devidas ou a orientação técnica necessária. Isso costuma acontecer quando são feitas modificações erradas nas paredes de carga. 

2. Observar as paredes de suporte em edifícios de vários andares

Salas de estar modernas por Andrea Fabrizi
Andrea Fabrizi

Realizzazioni

Andrea Fabrizi

Se o prédio tiver vários andares, pode ser muito útil ver a posição das paredes. Para saber quais são de suporte, é melhor começar de baixo para cima. É habitual que, neste tipo de construção, as paredes fiquem menos espessas à medida que se sobe. Algumas podem até desaparecer nos andares superiores (algo bem comum no caso dos telhados). Por isso, é preciso observar as paredes na planta baixa estrutural, que servem de base para o edifício. São aqueles que não se pode modificar sem consultar um especialista para não comprometer a estabilidade do prédio. 

3. Observar a espessura da parede

Corredores e halls de entrada  por Contractors
Contractors

Płyty betonowe Contractors

Contractors

A espessura da parede vai nos dar muitas pistas sobre se ela é ou não de suporte. Esta medida pode variar consideravelmente segundo o tipo de material de construção utilizado. Os de uso mais comum são o concreto, o tijolo e a argila. Todos esses tipos de parede contam, no entanto, com uma espessura maior do que a das divisórias que se constroem nas casas modernas, geralmente feitas de tijolos ocos ou paredes de gesso (conhecidas como Durlock) que costumam ter uma espessura de uns 10 cm.  

4. Localizar as paredes que podem ser demolidas e as que não podem

Um detalhe fundamental para sabermos se estamos diante de uma parede de carga é a sua localização na casa. O mais comum é que as paredes da fachada sejam elementos de suporte. Essas paredes costumam ser, aliás, particularmente boas como isolantes térmicos e acústicos, porque têm uma espessura considerável.

5. A distância entre as paredes pode ser um indicativo prático

A posição do resto das paredes com capacidade de suporte é determinada pela distância entre eles e as paredes da fachada ou por sua relação com outros elementos estruturais, como por exemplo as vigas.

6. Paredes de tijolo: a espessura é um dado

Quando a parede é de tijolo, pode ficar mais complicado saber se é de suporte ou não, já que também podem ser paredes divisórias. O dado que vai dar a resposta é a espessura, uma vez que a carga de parede construída em tijolo será mais grossa do que a divisória. 

7. Outro indício de parede de suporte de tijolo

Também é um indício a direção que se coloca o tijolo, já que as paredes divisórias costumam ter tijolos apoiados nas laterais. As paredes de suportam , por outro lado, aproveitam melhor a resistência do tijolo que se apoia sobre a sua face. Outra opção é recorrer a paredes formadas por duas folhas de tijolo, aumentando assim a sua espessura e a sua resistência. 

8. Lajes e vigas: uma estrutura para conservar

Salas multimídia clássicas por Canexel
Canexel

Bar en sótano

Canexel

As paredes de suporte não são os únicos elementos que servem como estrutura para este tipo de edifício. Há também as lajes de concreto armado e as vigas. Estas últimas são estruturas horizontais que permitem proteger as luzes existentes entre as paredes e travar toda a estrutura para dar-lhe estabilidade. Esses elementos podem ser também de diferentes materiais, sendo muito comum a madeira maciça. 

9. Deformações estruturais

Em prédios antigos ou mal construídos, é comum que as vigas e as lajes se deformem, produzindo um assento da estrutura horizontal. Isso faz com que esta estrutura acabe por se apoiar em algumas divisórias internas que, em princípio, não são de suporte, mas passam a ser parte ativa da estrutura.

10. Prevenção e profissionais qualificados e como derrubar uma parede

Uma parede estrutural pode ser quebrada, entretanto, insistimos na importância de se contar com bons profissionais na hora de derrubar paredes em prédios antigos. Remover elementos que tenham passado a comportar-se como paredes de suporte, embora não costume comprometer a estabilidade do edifício, pode dar lugar a rachaduras e vazamentos. Então procure por um engenheiro antes de derrubar uma parede estrutural, para que seja feito um calculo de sustentação dessa parede.

11. Estudar as paredes

Quando está diante de um prédio antigo e quer empreender uma reforma, um arquiteto começará por estudar o edifício para determinar quais paredes manter no projeto. Também realizará os cálculos necessários para propor a solução mais adequada, caso seja preciso mexer em uma parede de suporte de modo que a estabilidade não seja comprometida. 

12. Reformar uma casa com paredes de suporte

Na construção, nada é intocável e nenhuma ideia é impossível. Com as soluções adequadas, podemos substituir paredes de suporte por tramas estruturais, como a que propõe a imagem. 

Depois de entender um pouco mais sobre as paredes estruturais e suas diferenças, que tal conferir algumas ideias espetaculares para pintar ou decorar suas paredes gastando pouco?

Este artigo foi útil para você?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!