SOLICITAR ORÇAMENTO

Número incorreto. Por favor, corrija o código do país (+55 para o Brasil), código da cidade ou número de telefone.
Ao clicar em 'Enviar', confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação será processada para responder ao meu pedido.
Nota: Poderá anular seu consentimento enviando email privacy@homify.com com efeito futuro

Projetos residenciais de tirar o fôlego

Luciana P Luciana P
Google+
Loading admin actions …

Ter uma casa com espaços generosos, integração com o exterior e uma piscina perfeita é o sonho de qualquer um. Conheça neste artigo arquitetos que desenvolveram casas maravilhosas que são um verdadeiro paraíso.

O primeiro projeto que vamos conhecer aqui é a Casa LM do arquiteto Marcos Bertoldi. Formado pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná em 1982 e especialista em arquitetura paisagística pela mesma universidade, possui escritório locado em Curitiba e em São Paulo. Continuamente publicado internacionalmente e vencedor de muitos concursos nacionais, sua arquitetura adquire uma dimensão capaz de ultrapassar a barreira da propriedade e transmitir conceitos estéticos e culturais que vão além da forma.

Nosso segundo projeto residencial é a Residência MG. Obra do escritório Reinach Mendonça Arquitetos Associados criado em 1987 pelos arquitetos Henrique Reinach e Maurício Mendonça. Participantes de bienais e exposições no Brasil e no mundo, receberam diversas premiações durante todos os anos de carreira em que sua arquitetura contemporânea foi valorizada como integrativa, confortável e cujo controle adequado da espacialidade gera ambientes agradáveis e únicos.

O terceiro projeto é a Cube House, projeto idealizado pelos arquitetos Márcio Kogan Suzana Glogowski do incrível Studio Mk27. Fundado no começo dos anos 80, o Studio localizado em São Paulo possui hoje em sua equipe 29 arquitetos além de vários colaboradores pelo mundo e reúne centenas de prêmios nacionais e internacionais. Admiradores do modernismo brasileiro, procuram repensar e dar continuidade na linha arquitetônica, valorizando a simplicidade formal, os detalhes e acabamentos.

Então vamos conhecê-los!

Visualidade

Buscando manter as pessoas juntas e em convívio, a visualidade se define como chave do projeto, construída através de planos bem abertos, esquadrias de vidro e pé direito generoso. A raia se precipita parcialmente até a varanda conectada ao átrio da casa. Esta opção reduz a necessidade de corredores, pois todos os ambientes são voltados para a centralidade do átrio agraciado por muita luz e ventilação natural.

1 – Casa LM

Casa | LM |: Casas  por Marcos Bertoldi
Marcos Bertoldi

Casa | LM |

Marcos Bertoldi

Toda trabalhada em estrutura de concreto armado na forma de caixa, esta casa é totalmente estruturada em 6 pilares sutis. As paredes de vedação e a estrutura são moldadas in loco e a cobertura é apoiada sobre elas e também sobre pilares metálicos que são inseridos nos desenhos das esquadrias de vidro. O volume da casa é retangular e se inclina sobre o exterior com presença arquitetônica que forma um volume muito bonito sobre a piscina em raia.

Vista e integração

Casa | LM |: Salas de estar  por Marcos Bertoldi
Marcos Bertoldi

Casa | LM |

Marcos Bertoldi

A caixa de concreto recebe a cozinha, estar, jantar e áreas íntimas, trazendo todos os usos para seu volume. Aqui a sala se conecta com o exterior através da integração propiciada pelas extensas esquadrias de vidro. O piso de madeira trabalha toda a extensão e os móveis são de cores suaves para que o principal foco fique na natureza e na luz natural que inunda o ambiente.

Estética brutalista

Casa | LM |: Casas  por Marcos Bertoldi
Marcos Bertoldi

Casa | LM |

Marcos Bertoldi

A fachada voltada para a rua esconde uma casa que se eleva do terreno sinuoso e respeita suas formas e elementos naturais. Assim a vegetação abaixo da casa é preservada em pátios sobre os vazios abertos. Uma estética brutalista, que possui um charme único e se embasa na beleza do acabamento rústico do concreto. Para conhecer melhor o projeto acompanhe este link. Vale a pena a visita!

2 – Residência MG

Localizada num bairro nobre e arborizado de São Paulo, esta casa aproveitou o terreno plano e extenso para se conectar com a vegetação ao fundo. Trabalhada em quatro pisos, incluindo subsolo, a casa traz no térreo junto à piscina com raia de 25 metros quadrados as áreas sociais e de convivência. Trazendo muito vidro, uma das premissas do projeto é a de que todos os ambientes fossem integrados e possuíssem conexão visual.

Ventilação

Com extensos panos de vidro, a casa possibilita que todos os patamares se relacionem, onde as circulações se configuram em espaços agradáveis e abertos. O tratamento da arquitetura com grandes vãos propicia ventilação cruzada e dispensa o uso do ar condicionado. No ultimo patamar, toda a casa é livre e aberta, trabalhada em estrutura metálica.

Fachada

Trazendo em sua concepção estrutural o concreto e o aço, a estrutura da casa segue a forma de caixa principal retangular com concreto aparente e vigas metálicas. Para tornar os vãos mais esbeltos procurou-se por materiais leves que trazem também graciosidade aos espaços. A fachada apresenta uma volumetria única, com a presença do portão de madeira e árvore frondosa e se fecha para a rua para abrir-se inteiramente a um interior rico e repleto. Para conhecer melhor, acesse aqui as fotos do projeto.

3 – Cube House

Cube House: Casas  por Studio MK27
Studio MK27

Cube House

Studio MK27

Com muita presença espacial, a Cube House, como o nome diz, é uma casa construída na forma de um grande cubo de concreto trabalhado em sua volumetria para abrigar todos os usos do programa. No patamar térreo, uma fatia do cubo é retirada para trazer um estar que se conecta ao ambiente e área da piscina deixando o cubo sustentado por delicados pilotis redondos. A piscina completa também o visual, refletindo e destacando a arquitetura geométrica, além de ser um excelente lazer para os moradores.

Vão livre

Cube House: Casas  por Studio MK27
Studio MK27

Cube House

Studio MK27

Com uma proposta com vãos livres e espaços extensos decorados pela Diana Radomysler, os usos sociais se integram em sala de estar, cozinha, jantar, descanso da piscina e escritório que é separado pela parede de prateleiras, mas perpassa toda a largura do cubo. Muita integração gerando ambientes convidativos que se conectam com o jardim, que serve como um repouso para a grande volumetria desconstruída que é esta arquitetura. Fotografia por Fernando Guerra.

Volumetria

Cube House: Casas  por Studio MK27
Studio MK27

Cube House

Studio MK27

No segundo andar, a casa mantém-se densa em concreto, com a exceção de aberturas para a área dos quartos. Há também outras aberturas na caixa voltadas para a piscina e também para o fundo da residência. Um projeto magnífico onde no terceiro andar uma ruptura na fachada ilumina a suíte principal e o concreto abriga o closet e o banheiro. Para mais informações sobre esta residência magnífica, confira o link e boa leitura!

Qual dessas 3 casas é a mais deslumbrante e inovadora?
Casas  por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!