10 sobrados lindos e cheios de conforto

10 sobrados lindos e cheios de conforto

Douglas Galan Douglas Galan
Loading admin actions …

Sobrado não é sinônimo de mansão. Embora o arquétipo (aquela ideia fixa) de uma casa de dois andares nos leve a pensar em espaços megalomaníacos, com pés-direito altíssimos e muita sofisticação, é possível, sim, desenvolver um projeto de poucos metros quadrados empilhados. Muitas vezes, aliás, duplicar e verticalizar é o segredo para a residência ganhar conforto e multiplicar a metragem. Com um sobrado, também é possível aproveitar de um terreno com tamanho reduzido, podendo, assim, muitas vezes compensar o desafio e o empreendimento. 

No entanto, um sobradinho não precisa ter cara de puxadinho: nenhuma gambiarra vai favorecer a arquitetura e muito menos a estética do imóvel. Fuja desse sufoco! Se você dispõe de um terreno pequeno ou lhe basta viver com pouco, aqui vão algumas ideias para construir a sua confortável morada de dois pisos: os arquitetos apostam em integração de espaços, simplicidade visual, conceito loft, linhas retas, poucos adornos, cores claras ou sóbrias… Observe com atenção!

Simplicidade caiçara

Este sobradinho na praia é um recanto de descanso dos moradores. Integrado à natureza do entorno, ele incorpora muitos elementos rústicos, como vigas em madeira, concreto aparente, pérgulas de bambu, telhas de barro etc. Naturalmente, a fachada foi explorada como espaço de lazer e contemplação, sendo um lindo mirante para o mar. Neste espaço a cor branca ameniza e a presença da madeira em portas e janelas traz conforto.

Minimalismo

O conceito de sobradinho de vila foi subvertido pelos arquitetos japoneses, respeitando, é claro, evidentes influências nipônicas de construção, como o uso da madeira – material que marca a fachada revestindo uma superfície dos módulos minimalistas da residência. O artigo não é meramente decorativo, boa parte da estrutura dos espaços internos, como escadas, pisos e paredes, são construídas a partir dele. A fachada branca e de linhas retas cria um contraste interessante na vizinhança, de sobradinhos mais simples, denotando exclusividade. 

Inclinação oportuna

Mais um projeto oriental a nos ensinar como se fazem sobrados modernos, dinâmicos e espaçosos. Aqui, a inclinação do telhado foi aproveitada para a criação de cômodos no segundo andar. Os panos de vidro, além de conferirem uma estética inovadora que aposta na geometria, também iluminam os espaços internos e criam conexão com a área externa, trazendo amplitude. As irregularidades geométricas são acompanhadas por esquadrias modernas e materiais arrojados.

Básico ao extermo

A caixa de concreto discretíssima é um sobrado simples, mas marcante. As janelas quadradas orientadas aleatoriamente no piso superior criam uma dinâmica visual interessante para a fachada. Embora pareça austera demais por fora, dentro a casa tem um conforto extremo, por ser totalmente aberta e contar com a presença da natureza – inclusive com uma árvore plantada no térreo, em torno da qual toda a casa se desdobra. Outra originalidade deste projeto é a garagem: descoberta e delimitada apenas por um simples recuo.

Linhas retas

A fachada do sobrado se traduz por linhas e formas modernas, caracterizadas como atemporais. A paleta monocromática utilizada  nos acabamentos externos são sinônimos de sofisticação, ousadia e contemporaneidade.  Um grande pano de vidro da fachada destaca a escada e o pé-direito duplo da sala de estar, com espaço para um belo jardim interno que  possibilita mais privacidade visual para o living. O projeto é assinado pela Konverto Interiores e Arquitetura. Uma sintonia entre materiais e tons modernos na fachada em mistura com um paisagismo bem simétrico é outra das vantagens deste sobradinho pra lá de moderno.

Modernismo

O projeto de Dani Santos é básico, mas admirável! Por fora, se reconhece uma certa inspiração modernista, com linhas puras, formas elementares e uso de materiais brutos. Porém, a associação de elementos naturais, como a madeira e pisantes, assim como de cores modernas, como o cinza, atualiza a composição. O resultado é uma casa agradável aos olhos e muito convidativa. Dentro, há espaços de lazer e convívio, como cozinha integrada com ilha e uma bela varanda voltada à piscina. Quem disse que sobrado não pode ser super contemporâneo?

Formas elementares

Da Poche Arquitetura, essa casa cúbica é marcada por uma inclinação realista, que nos faz acreditar que é possível criar um projeto de sobrado contemporâneo de muito bom gosto e ao mesmo tempo acessível. Transitando entre os modelos de alto padrão e casas mais medianas, o imóvel tem estrutura de formato geométrico. Sua planta é simples, mas imponente; a fachada de acabamento predominantemente branco realça detalhes como a porta em madeira, aberturas e painel cinza ao fundo. Rampa para a garagem e escada de poucos degraus colocam o projeto num patamar um pouco elevado.

Rústica e sustentável

Aqui, uma proposta de sobrado mais rústico e sustentável. Trata-se de um projeto de loft residencial localizado em condomínio, de concepção moderna e  com uso de materiais recicláveis, onde a madeira de reflorestamento  tem um papel importante. O eucalipto faz parte da solução estrutural da obra e define também a preferência e o estilo de vida dos proprietários. Detalhe para o mural de tijolos à vista formando um mosaico e sinalizando a área da garagem. Um paisagismo rústico e displicente ajuda a compor com graça este sobrado.

Estrutura metálica

A casa Gururie desenvolvida pelos arquitetos do escritório japonês Point é original por si só: não bastasse as angulações exploradas na estrutura, os profissionais revestiram parte da fachada com uma espécie de telha metálica marrom. O visual é de um imóvel contemporâneo e de formas imprevistas. Em parceria com trechos em alvenaria branca, o imóvel se destaca por sua volumetria de cores sóbrias. As inclinações de teto, muros e paredes também contribuem com o efeito arrojado. Aberturas, janelas e sacadas criam conexão com a área externa.

Em contêineres

O projeto é constituído por contêiner na parte inferior com cozinha, sala de estar/jantar, lavabo e área de serviço. Na parte superior, há dois contêineres que comportam um home íntimo e uma suíte. Estes contêineres superiores são seguros por cabos de aço e uma estrutura impactante, gerando um enorme balanço e criando na parte inferior a garagem coberta para os carros. As principais vantagens do uso de contêineres são ter uma obra rápida, limpa, sem necessidade de uso de caçambas, com materiais reutilizados e de identidade única.

Sobrados pequenos, modernos e arrojados são a sua praia?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa?

Entre em contato!

Precisa de ajuda para projetar a sua casa?

Entre em contato!

Solicite sua consulta grátis

Encontre inspiração para sua casa!