A casa totalmente selvagem

Tony Santos Arquitetura Tony Santos Arquitetura
Loading admin actions …

A residência LLM, localizada em um condomínio fechado, na cidade de São José dos Campos, interior de São Paulo, é singular a começar pelo terreno sobre a qual ela foi construída. Situada em um terreno com 30% de inclinação e com a presença marcante da mata nativa da região do Vale do Paraíba, o projeto buscou se adaptar as condições naturais do terreno. Portanto, os arquitetos João Paulo Daolio e Thiago Natal Duarte, do escritório Obra Arquitetos, trataram de organizar o programa da residência em dois volumes, que repousam sobre o terreno de desnível acentuado e se integram à paisagem natural deslumbrante do entorno. 

O programa de necessidades da residência LLM, foi distribuído da seguinte forma: os espaços sociais e coletivos, sala de estar, sala de jantar, cozinha e área de trabalho foram situados no volume frontal, situado na parte mais elevada do terreno e com acesso direto pela frente do lote, enquanto os espaços íntimos, quartos, salas íntimas, áreas de lazer e apoio foram situados no volume posterior, situado numa cota mais baixa do lote em relação ao nível do acesso principal. Desta forma, os ambientes tem as vistas desimpedidas e pode desfrutar da paisagem natural que circunda a casa.

Confira a seguir mais imagens e detalhes deste projeto magnífico e imponente de 1200 m² de área construída, inserido no meio da mata nativa, que se adapta minuciosamente à topografia acidentada e que se integra com harmonia à natureza circundante.

Fachada principal

O volume frontal da residência visto deste a rua consiste de um espaço permeável, sob a ampla cobertura plana de estrutura metálica, através do qual é possível visualizar a vegetação nativa que domina a paisagem do entorno da edificação, situada em um terreno de acentuado declive. A estrutura mista da casa é composta de muros de contenção em concreto armado e duas empenas também em concreto, que servem para ajustar algumas cotas do terreno e para apoiar a estrutura metálica, suspensa entre as árvores. 

Topografia

Nesta imagem podemos ver como o acesso principal à residência se dá através de uma plataforma suspensa, composta de estrutura metálica, na parte mais alta do terreno. A base elevada dá acesso ao volume principal da casa, com vão livre de 24 metros, que abriga os espaços de convivência, sala de estar, sala de jantar, cozinha e, no mezanino, escritório.

Espacialidade

Uma das diretrizes do projeto foi privilegiar o contato direto com natureza do entorno, de modo que todos os ambientes, sociais e íntimos, pudessem tirar proveito das vistas privilegiadas da paisagem natural circundante e também ter acesso aos jardins externos. Os espaços de convivência, abrigados no volume situado na parte superior do lote, desfrutam de vistas mais abrangentes, acima da copa das árvores, que alcançam o horizonte, aproveitando ao máximo a luz natural.

Espaços integrados

De acordo com os arquitetos, os clientes, um casal com filhos adultos e crianças, desejavam uma casa ampla e aconchegante para a família e para receber os amigos. Por esta razão, eles buscaram projetar ambientes que promovessem a convivência e o contato visual dos moradores mesmo tratando-se de espaços amplos e distribuídos em níveis diferentes. Devido à integração espacial, mezanino, living room e deck de madeira, na parte externa, se integram e formam uma espaço único e fluído.

Living room

No living room, além da espacialidade imponente, resultado da combinação de um vão grandioso de 24 metros, pé-direito duplo e ambientes sem divisões, a luz natural invade o espaço revelando sua grandiosidade e a robustez das superfícies da sua estrutura, composta de empenas de concreto armado e vigas metálicas que suportam a cobertura.

Piscina e deck de madeira

A piscina e o deck estão localizados na parte posterior do volume principal, que abriga os espaços de convivência, e servem como espaços de lazer e recreação. O deck de madeira se estende por sobre o terraço formado pela cobertura do segundo volume, situado na parte mais baixa do terreno.    

Estrutura mista: concreto e aço

A materialidade da casa é toda evidenciada em sua estrutura mista, composta de muros e imponentes empenas de concreto armado aparente. O contraste com a paisagem natural, com forte presença de árvores nativas, é suavizado pela transparência dos volumes que repousam sobre o terreno, devido ao uso intensivo de planos envidraçados, que protegidos pela sombra abundante, aproveitam ao máximo a iluminação natural.   

Áreas íntimas

Ao descer a escada que dá acesso ao segundo volume, percebe-se a mudança no modo de interagir com a paisagem natural do entorno. De uma visão abrangente sobre as copas das árvores passa-se para uma visão mais restritiva dos troncos das árvores, que evidencia a atmosfera intimista dos ambientes privativos.

Suíte

Distribuídos em cotas diferentes do terreno, os espaços proporcionam ambientes, vistas e níveis de intimidade diferentes. Os quartos e salas íntimas foram posicionados numa cota mais baixa do terreno e abaixo das copas das árvores. Portanto, nestes ambientes os moradores têm a vista dos troncos e da folhagem das árvores que fornecem maior privacidade e espaços mais sombreados. 

Banho

Assim como todos os ambientes da casa, os banheiros das suítes desfrutam de vistas privilegiadas para a paisagem externa e de luz natural abundante. As superfícies brancas e neutras mais uma vez realçam o protagonismo da natureza da mata nativa que parece fazer parte do ambiente.

Mais informações e projetos de banheiro, você encontra aqui.

Dormitório

Obviamente, aproveitando-se da paisagem estonteante do entorno e da presença marcante da mata nativa do Vale do Paraíba, o projeto priorizou descortinar as vistas para a natureza circundante, que invadem o ambiente e servem como elementos decorativos. Além disto, as superfícies brancas realçam o protagonismo da paisagem verde e exuberante e o piso de madeira torna o ambiente mais aconchegante.

Lago artificial

Na parte mais baixa do terreno, criou-se um jardim com atmosfera mais intimista, na qual o contato com a natureza se dá ao nível do solo. Para incrementar as qualidades ambientais do jardim, acrescentou-se um lago artificial com cascata. A ilha no meio do jardim realça a preocupação com a preservação das árvores existentes no terreno.  

O que mais lhe impressionou neste projeto? Compartilhe conosco sua opinião.
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!