SOLICITAR ORÇAMENTO

Número incorreto. Por favor, corrija o código do país (+55 para o Brasil), código da cidade ou número de telefone.
Ao clicar em 'Enviar', confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação será processada para responder ao meu pedido.
Nota: Poderá anular seu consentimento enviando email privacy@homify.com com efeito futuro

Deixe sua casa mais segura

Patricia Smaniotto – homify Patricia Smaniotto – homify
Google+
Loading admin actions …

Atualmente, nunca é demais investir em segurança para a sua casa. Existem várias formas de garanti-la que funcionam ainda melhor se combinadas. As mais comuns são os sistemas de câmara de segurança e os sistemas de alarme.

Mas outras medidas podem ser tomadas, como inspecionar todas as portas e janelas para saber se elas são realmente seguras ou podem ser melhoradas. Ou ainda instalar iluminação externa de peso para desestimular qualquer invasor.

Também é preciso se precaver e pensar na segurança quando se está fora de casa, o que pode ser feito de várias maneiras. Sem falar que manter objetos de valor em casa não é uma boa ideia e exige mudanças drásticas, seja para enviá-los a outro lugar ou para conservá-los onde estão. 

Conheça agora algumas medidas eficazes para melhorar ou aumentar a segurança da sua casa. Coloque-as em prática o quanto antes e ganhe tranquilidade!

Verifique as portas e as janelas

Jaguariuna: Janelas   por PM Arquitetura
PM Arquitetura

Jaguariuna

PM Arquitetura

A primeira medida a tomar para garantir a segurança da sua casa é verificar se as portas da frente e dos fundos são sólidas. Se forem ocas, devem ser trocadas imediatamente por portas fabricadas em fibra de vidro, madeira sólida (com interior de madeira maciça) ou metal (que deve ter o interior reforçado). Troque todas as portas com janelas embutidas (como a que vemos na imagem acima, em projeto de PM Arquitetura, que no entanto apresenta grades de ferro sobre os vidros) por portas sem janelas, pois as janelas das portas e mesmo as janelas próximas à porta podem favorecer o arrombamento da casa. Se as portas são deslizantes, instale grades no lado de fora delas e coloque uma barra de madeira ou alumínio na parte inferior interna para evitar que sejam abertas. Se mudou agora para a casa, troque todas as fechaduras. Instale nas portas, além da fechadura normal delas, fechaduras de segurança do tipo deadbolt, ferrolhos e correntes. Use fechaduras de duplo cilindro, que são mais seguras e não podem ser destrancadas por dentro desde uma janela lateral. E lembre-se: de nada adianta tudo isso se você não usar as trancas. É uma boa ideia instalar um anel de proteção de cilindro ao redor da fechadura para esconder parafusos que possam ser removidos. As dobradiças devem ficar sempre do lado de dentro das portas, fixadas com parafusos de 7 cm. Use o mesmo tipo de parafuso para fixar com mais segurança os batentes das portas às paredes. Instale olhos-mágicos com tampa para que se possa ver quem está à porta e, ao mesmo tempo, sem ter o interior devassado por algum equipamento. Quanto às janelas, considere ter grades de segurança nelas, desde que possam ser removidas com facilidade em caso de incêndio ou emergência. Coloque cadeados resistentes em todas as janelas e os mantenha trancados. Examine o que se pode ver pelas janelas estando do lado de fora e, caso seja possível ver equipamentos e objetos de valor, remova essas coisas do lugar ou mantenha as cortinas sempre fechadas.  Por fim, desobstrua portas e janelas de qualquer coisa que impeça que se tenha uma ampla visão delas pelo lado de fora, de modo a desencorajar um invasor que não pode se esconder atrás de nada. 

Sistema de câmaras de segurança

Cube House: Casas  por Studio MK27
Studio MK27

Cube House

Studio MK27

Instalar um sistema de câmaras de segurança é muito mais fácil de ser feito por você mesmo do que você imagina. Mas, como é caro, é preciso definir previamente quais os locais que deverão receber câmaras de segurança. As portas da frente e dos fundos, as janelas que dão para a rua, as escadas, as entradas para carros, as varandas e os espaços de convivência mais amplos são os locais mais recomendados. Definidos os locais, é preciso verificar se as áreas não estão bloqueadas e se se tem a melhor visão possível delas. Para a segurança básica da casa, compre um pacote com duas a três câmaras externas para monitorar portas e um gravador de vídeo digital com pelo menos três dias de gravação. Para monitorar objetos de valor ou crianças pequenas, um pacote com uma a três câmaras internas sem fio cobre eficientemente um quarto pequeno e envia imagens para o seu computador. Você deve considerar as vantagens de comprar câmaras sem fio ou com fio, já que a imagem piora à medida que se distancia do receptor. Câmaras internas não podem ser usadas do lado de fora pois são sensíveis às intempéries; por isso, use câmaras externas nesse caso. Há câmeras que são acionadas com um sensor de movimento, economizando espaço de armazenamento e energia. Já câmaras mais avançadas permitem exibir, por meio de um aplicativo ou programa fornecido, as gravações por stream no seu smartphone ou notebook em qualquer lugar do mundo.

Sistema de alarme

Outra forma de garantir a segurança de sua casa é mandar instalar um sistema de alarme. Considere que, quanto mais distante da entrada o invasor for detectado, mais segura estará a casa. Assim, é fundamental colocar equipamento na área externa. Geralmente a primeira defesa da casa, uma cerca elétrica dispara um alarme se for tocada ou cortada e costuma espantar os ladrões. Ainda na área externa, sensores de temperatura dispostos junto a portas e janelas costumam captar o calor corporal e soar um alarme. Já no telhado e na laje, que sofrem variações bruscas de temperatura, o mais indicado é colocar sensores de movimento. É interessante saber que existem alarmes programados para não disparar com a detecção de corpos rasteiros, como cães e gatos. Alguns alarmes estão ligados a aplicativos de celular, avisando que cômodo da casa está sendo violado. Além disso, é possível realizar uma série de ações via celular, tais como travar uma porta, acender luzes, fechar o portão ou ligar o ar-condicionado. Já na área interna da casa, os sensores magnéticos instalados junto a portas e janelas indicam se elas foram abertas. É possível usar ainda detectores infravermelhos para o caso de os ladrões abrirem um buraco na parede, por exemplo. Qualquer que seja o equipamento escolhido, é fundamental que os moradores estejam familiarizados com ele e, por isso, diversas empresas ministram cursos breves ao instalarem os aparelhos. 

Confunda os possíveis invasores

Procure se antecipar aos bandidos e enganá-los para que não saibam que você está fora. Sensores de movimento que acendem as luzes nas portas da frente e dos fundos da casa é uma primeira medida. Mas o melhor mesmo é usar sensores fotoelétricos ou timers para acender as luzes quando escurecer e apagá-las quando amanhecer. Também utilize timers na iluminação interna das janelas da frente e dos fundos, sempre com as cortinas fechadas. Utilize iluminação com sensores de presença no jardim e nos caminhos de acesso. Capriche na iluminação nos fundos e nas laterais da casa, mas lembre-se de manter a iluminação fora de alcance do bandido, para que não seja removida ou quebrada. Esconda itens que possam chamar a atenção de possíveis invasores, tais como equipamentos esportivos, churrasqueiras, bicicletas e equipamentos de jardinagem. Mantenha a garagem ou qualquer construção externa trancada. Guarde escadas e outros equipamentos que permitam o acesso do invasor ao segundo andar, assim como corte galhos de árvores próximas à casa pelo mesmo motivo. Proteja aberturas no telhado, no sistema de exaustão e no ar-condicionado, que deve ficar na parede e não na janela. Por último, considere ter um cão que lata muito: no mínimo, vai deixar o bandido menos disposto a invadir. 

Acenda as luzes externas

Iluminação nunca é demais, especialmente do lado externo da casa. Utilize iluminação com sensores de presença no jardim e nos caminhos de acesso. Lembre-se de iluminar bem pontos escuros onde o invasor possa se esconder. Capriche na iluminação nos fundos e nas laterais da casa, mas lembre-se de manter as lâmpadas fora de alcance do bandido, para que não sejam removidas ou quebradas.

Não mantenha objetos de valor em casa

Se você mantém dinheiro, joias, quadros caros e outros objetos de valor em casa, está correndo um sério risco de ser roubado. Prefira deixar esses objetos sob a proteção de um banco, em um cofre particular. Se quiser mesmo tê-los em casa, providencie o melhor cofre que puder comprar e procure dissimulá-lo completamente. Além disso, não conte a ninguém sobre a existência do cofre, pois as informações vazam facilmente. Para outras dicas sobre uma casa segura, leia este artigo.  

O que você acha mais eficaz para garantir a segurança da sua casa?
Casas  por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!