Custos e cuidados para construir uma piscina!

Lara Berol Lara Berol
Loading admin actions …

Se aquele espaço no jardim ou na frente da casa ia ficar mais perfeito com uma piscina, é hora de arregaçar as mangas e ir atrás dos orçamentos. Obviamente, como qualquer item que requer mão de obra especializada, materiais específicos e um projeto exclusivo, é bom preparar o bolso.

Há piscinas que podem custar R$ 20 mil, mas alguns projetos podem custar até cinco vezes ou mais que esse valor. Não é possível dizer com exatidão o valor de construção de uma piscina, afinal, existem inúmeros fatores que influenciam para mais ou para menos o orçamento inicial da obra. Lembre-se, inicial pois toda piscina exige manutenção e isso implica em gastos mensais com ela depois de pronta.

Se você não está preparado para isso, é melhor rever o planejamento e orçamento. Afinal, de nada vale deixar um investimento como esse se deteriorando. Mas, se a decisão está feita e você não vê a hora de dar um mergulho na sua piscina, é melhor conhecer algumas dicas sobre como planejar e como escolher a tão sonhada piscina.

Não se esqueça do paisagismo e acabamentos

Para compor o projeto, não podemos esquecer que a piscina estará em uma área externa e, que, apesar de ser o destaque, ela precisa que todo o ambiente seja agradável e convidativo para que as pessoas estejam sempre com vontade de estar ali. Na hora de pensar nas plantas para o projeto de paisagismo, dê preferência às bromélias, dracenas, podocarpos, azaleias, heliônia, pata-de-elefante, eugênia e estrelítzia. Evite plantas com espinhos e folhas cortantes. Ninguém quer um acidente nessa área.

Que tipo de piscina você quer?

Imaginar é fácil, milhares de opções podem vir à cabeça, mas responder essa pergunta requer mais que apenas o desejo de ter uma piscina em casa. É preciso conhecer suas rotinas e saber que a responsabilidade de uma piscina em casa é quase que diária. Na hora de escolher o tipo da piscina pense em sua limpeza, tamanho e considere o quão disposto você está a arcar e separar um tempo para isso. Se o seu tipo de piscina é o mais fácil de cuidar, pense duas vezes antes de decidir.

Leve em conta a topografia, a profundidade e o tamanho

PISCINA: Piscinas tropicais por Maria Claudia Faro

Antes de qualquer coisa, tenha total conhecimento sobre o terreno onde ela será instalada. Encomende uma análise topográfica e geotécnica do terreno para ter certeza sobre a fundação que precisará ser feita para que a piscina não se construída em local sem condições. Atente-se também sobre como a incidência solar se comporta no local escolhido para piscina. Quanto mais sol, melhor! Certifique-se que o lugar recebe bastante sol durante o dia para que haja diversão sempre. Sobre a profundidade, o mais adequado é que para natação sejam feitos em torno de 1,40m ou um pouco mais, e em outros lugares, sejam reservados espaços entre 40cm e 50 cm, pensando que crianças também podem usar a piscina.

Faça a escolha certa conhecendo os materiais

Concreto e alvenaria: Quem precisa de um formato muito específico, esse é o material correto. Adaptável, a piscina de concreto pode atender dos projetos mais ousado aos mais simples. Para sua construção, no entanto, é preciso observar que ela pode precisar, além de mão de obra especializada, mantas asfálticas para evitar rachaduras ou vazamentos. Para o revestimento, podem ser escolhidos azulejos, pedras, e outros materiais. Porém, é bom ficar atento à limpeza desses materiais, alguns podem promover a proliferação de fungos.

Fibra de vidro: Essas apenas perdem no quesito variação de formatos. Por serem vendidas pré montadas, as piscinas de fibra de vidro impendem que os formatos se adequem ao projeto. Porém, são muito mais fáceis e rápidas de serem instaladas. A limpeza também é fácil, por terem superfícies lisas, elas não acumulam fungos ou bactérias. Apesar de serem muito resistentes aos vazamentos, com o passar do tempo podem surgir algumas bolhas, mas que com a manutenção correta podem ser eliminadas.

Vinil: Com a mesma base da piscina de alvenaria, a piscina de vinil dispensa a necessidade de impermeabilização e revestimento. Essa economia, no entanto, se perde no fato que esse material é mais frágil eu o revestimento e pode se danificar caso algum objeto cortante caia dentro da água ou os tratamentos com cloro feitos de maneira inadequada venham a manchar o vinil. Fáceis de limpar, elas são uma das opções mais baratas em termos de obra e manutenção. Por ser um material barato, caso algum dano ocorra, a substituição é rápida e em conta. Para serem enchidas, precisam de um caminhão pipa no local, pois só podem receber a água toda de uma vez. A demora pode causar rugas e outros defeitos. A mesma regra para esvaziar, quando os cuidados devem ser redobrados pois estão sujeitas a rachaduras e danos ao vinil.

Iluminação também faz diferença

Falando em acabamentos, a iluminação nas piscinas chegou para ficar. Com charme e sofisticação, as luzes garantem ao ambiente uma atmosfera de modernidade e aconchego. Garantindo também a iluminação do ambiente externo como um todo, as luzes na piscina servem para conferir ainda mais exclusividade ao projeto. Atualmente, as mais populares são as luzes de led, que também são itens fáceis de serem encontrados. Sistemas em fibra ótica, por exemplo, prometem colorir as águas em até sete tons diferentes. Para quem gosta de ousar, essa é uma boa pedida. Não ficou linda essa escolha da Nadia Takatama Arquitetura e Interiores?

Lembre-se dos equipamento e acessórios

Assim como qualquer bem de valor exige que compremos itens de manutenção e outros acessórios para usa melhor utilização, as piscinas também têm os seus. Nesse caso, são as capas, que podem evitar acidentes, ajudar na limpeza e ainda economizar energia. Em casa com crianças, onde a piscina costuma muito tempo sem uso, é importante que se tenha uma capa de proteção bastante resistente ao peso. Se por ventura a criança inventar de dar um pulo na piscina, a capa tem chance de segurar. Sem contar que ela também protege a água de eventuais sujeiras e impurezas que possam cair, o que a ajuda na manutenção e limpeza. Existem também as capas térmicas, que podem ser usadas por quem optou por uma piscina aquecida. Ela conserva o calor da água, economizando assim energia.

Futuros custos e manutenções

Projeto Sky- Malawí Beach Houses, Muro Alto, Pernambuco, Brasil: Piscinas rústicas por Deise leal interiores
Deise leal interiores

Projeto Sky- Malawí Beach Houses, Muro Alto, Pernambuco, Brasil

Deise leal interiores

Não se surpreenda se a conta de luz aumentar, se for necessário fazer ajustes ou reparos logo no primeiro mês de uso. Isso é muito comum e pode pegar muita gente despreparada. Os gastos com pessoal especializado para limpeza e manutenção devem fazer parte do orçamento doméstico. Não se arrependa desses gastos futuros, pense que a piscina é um investimento em sua casa, que esse item pode ser grande valia na hora da venda. Cuide bem da piscina, quanto mais conservada, menos são os gastos com reparos.

Segurança em primeiro lugar!

As mortes por afogamentos em piscinas são cada vez mais comuns, por isso, se você decidiu ter uma piscina em casa, exija um projeto que garanta segurança. Se tiver crianças, coloque um portão com chave separando a piscina do restante da casa, compre uma capa bastante resistente e nunca os deixe brincar sozinhos na água. Ensine-os a respeitar os limites e não forçar amiguinhos a brincadeiras. Compre boias, mas esteja sempre a menos de um braço de distância. Preste atenção também nos ralos e se afaste. Apesar de novos sistemas garantirem segurança, é bom prevenir sempre. Confira nesse artigo mais dicas de segurança em piscinas. 

Gostou das dicas e sugestões? Se ficou com alguma dúvida, mande para nós! 
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!