Como dividir a casa sem paredes

Lara Berol Lara Berol
Loading admin actions …

É comum que muitos sofram com a falta de espaço em casa. Seja em kitnets, apartamentos menores ou casas, as divisões dos ambientes costumam não ser tão satisfatórias quanto os proprietários desejam.

É a sala meio misturada com o quarto, a cozinha um pouco junta demais com a área de serviço e tudo acaba virando uma desordem. Pensando em dar um fim a esse dilema, reunimos aqui algumas sugestões para dividir a casa mesmo sem usar paredes.

​Portas de correr: Melhores materiais e tipos

Também utilizadas para minimizar o impacto da divisão do espaço com paredes, as portas de correr apareceram como opções inteligente e duráveis. Elas podem ser pequenas ou enormes, ocupando o lugar de uma parede inteira. Os materiais também são diversos, como vidro, madeira ou MDF. Tudo depende do projeto e do estilo do ambiente que pretende ser criado.

As portas de correr com corrediças fixadas no teto, devem ser planejadas antes de tudo. O trilho deve ser instalado ainda durante a obra, pois o gesso do teto pode trincar. Já as portas maiores, com roldanas maiores, essas devem passar por manutenção constante. Seu desgaste costuma ser maior e a falta de cuidados pode fazer com que a porta emperre ou saia de seu eixo. Tomar os devidos cuidados também devem estar incluídos na hora da escolha.

Conheça um pouco mais sobre portas de correr nesse artigo.

Com painéis ou biombos

CASA COR - LOFT MULHER MODERNA: Quartos  por Isabela Bethônico Arquitetura
Isabela Bethônico Arquitetura

CASA COR – LOFT MULHER MODERNA

Isabela Bethônico Arquitetura

Assim como as portas de correr, os painéis têm como sua principal vantagem a economia de espaço na hora da divisão dos ambientes. Em apartamentos pequenos, os painéis vazados fazem com que os ambientes não percam a luz natural. Sem grandes reformas, é possível ter dois cômodos distintos. Não importa se é sala, cozinha ou escritório. Todos os ambientes podem ficar incríveis com essas opções de divisões. Painéis suspensos também podem ser opção para quem busca decorar com estilo e autenticidade.

Os biombos, um mobiliário que remete aos tempos da vovó, também são lindas opções para quem quer dividir ambientes sem perder espaço. Se sua escolha for para um móvel como esse, atente-se para o detalhe que ele não pode tomar o espaço do pé direito inteiro, ele tem sempre que ficar um pouco abaixo dessa medida. O ideal é que ele tenha até 1.90 cm. Hoje em dia há diversas opções, mas se sua escolha for para um móvel antigo, prefira aqueles que possuam dobradiças e não dividam o ambiente como uma parede reta.

Várias releituras desse móvel foram feitas atualmente, então é possível encontrar biombos de diversos materiais e estilos. Formatos, desenhos, tecidos e formas. São inúmeras as possibilidades!

Com cortinas: De que modo e os melhores tecidos

Janelas e portas  por Chivasso BV
Chivasso BV

Monsoon 2014

Chivasso BV

Uma das soluções para dividir a casa é a cortina, basta saber bem as medidas e escolher o tecido ideal para o seu espaço. Bonita e simples, a divisão com cortinas se apresenta como a solução para quem não dispõe de muito espaço e precisa economizar todo e qualquer centímetro.

Se for possível, opte por colocar as cortinas em tetos rebaixados, que permitam que a haste fique escondida. Caso isso não seja permitido em seu projeto, escolha ilhoses bonitos, hastes robustas e que combinem com o restante da decoração do ambiente.

Tecidos leves, fluídos e de cores claras ficam ótimos em ambientes que precisem de luz natural, como salas de jantar e estar, por exemplo. Se a cortina for utilizada para dividir o quarto, prefira tecidos mais homogêneos com cores pasteis e tramas fechadas. Nesse ambiente, a luz não é bem-vinda, então os tecidos devem colaborar para que haja mais aconchego e conforto. Cores escuras podem ser usadas, desde que a pessoa não enjoe tão fácil e que ela tenha a ver com os outros elementos da decoração.

Fique sempre atento aos tecidos que possam juntar muito pó. Prefira aqueles mais fáceis de serem lavados ou que possam ser aspirados. Apesar de lindas, todo cuidado é pouco para quem tem alergia.

Materiais sintéticos ou artesanais também fazem sucesso nessas peças. Basta saber combinar com o resto do ambiente.

Com diferentes pisos no chão

Para dividir os ambientes com diferentes pisos no chão, sabia as cores devem casar entre si. É permitido misturar madeira com piso frio, laminados e resinas ou diversos outros materiais existentes. Mas as cores devem acompanhar uma fluidez necessária para que o cômodo não fique com aquele aspecto de conflito. Nessa hora, as cores das paredes também ajudar, demarcando bem os ambientes.

Há a opção também de se colocar uma soleira entre os pisos diferentes, delimitando onde um se encerra e outro tem início. Se a ideia for usar o mesmo piso, então, a solução é colocar a soleira e fazer com que eles não encontrem. Se um foi colocado em pé, o outro pode ser colocado deitado, formando diferentes recortes. Eles quase se passam por pisos distintos, mas são a mesma coisa e, no entanto, produzem o mesmo efeito que pisos diferentes na hora de separar ambientes.

​Mobílias: Qual a melhor?

Os móveis mais comuns utilizados nessa tarefa são as estantes. No entanto, é possível fazer combinações diversas. É preciso apenas se atentar ao detalhe que o móvel escolhido para dividir o ambiente deve exercer essa função, mas, ao mesmo tempo, integrar o outro cômodo com a sua utilização.

No caso de uma chaise longue, por exemplo, ela pode ser como peça coringa para essa função, pode oferecer assentos para os dois ambientes criados com a divisão.

Atente que para dividir não é preciso criar obstáculos na circulação da casa. Certifique-se que o móvel faça parte do ambiente e não prejudique a passagem.

No projeto do escritório Raul Pêgas Arquitetos Associados, dois sofás com cores claras separam a sala tevê da sala de estar. 

Quando a parede já existe, o que fazer?

Apartamento Maria Antônia: Escritórios  por Zemel+ ARQUITETOS
Zemel+ ARQUITETOS

Apartamento Maria Antônia

Zemel+ ARQUITETOS

Se a ideia for derrubar uma parede já existente tenha muito cuidado! É de extrema importância verificar se aquela parede que foi escolhida para ser removida não é uma das paredes estruturais da casa ou do apartamento. As paredes estruturais têm como função servir de base para toda a construção, uma vez que elas são removidas, a chance de comprometer a estrutura total da casa ou do apartamento é enorme. O rico é de desabamento. Por isso, não se arrisque, verifique antes com um profissional competente se é possível fazer a remoção.

Uma vez que autorizada, essa parede pode se tornar um balcão entre a cozinha e sala, ou se ela for removida por completo, é possível então dar vazão a imaginação e escolher qualquer uma das opções já citadas acima para dividir seu ambiente.

Gostou das ideias? Tem alguma sugestão para ampliar nossa lista?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!