Uma casa holandesa magnífica!

Gustavo de Campos Gustavo de Campos
Loading admin actions …

A arquitetura holandesa tem tido destaque no panorama mundial dessa arte nas últimas décadas. A maneira como seus arquitetos e arquitetos concebem seus projetos está muito vinculada com as condições que o país oferece. Localizada na região europeia conhecida como Países Baixos, a qual também inclui a Bélgica, a Holanda possui releve plano em sua quase totalidade. Técnicas pioneiras de engenharia permitem que os holandeses possam drenar grandes áreas alagadas (inclusive áreas marítimas) e construir suas fundações a poucos metros do lençol freático.Essa técnicas arrojadas devem ser sempre aliadas ao clima frio e chuvoso no inverno e ameno no verão. Enquanto em cidades europeias, como Paris e Roma, o calor pode estar atingindo temperaturas muito altas, elas nunca são mais do que uma onda passageira para os países baixos.

A residência que apresentamos aqui hoje, projetada pelo escritório Reitsen and Partners, explora o clima tão particular das cidades holandesas da maneira mais proveitosa possível em uma casa que, olhando de fora, lembra uma choupana ou mesmo um chalé feito de tijolos aparentes. Este poderia ser o cenário para um filme romântico, mas na verdade é uma espetacular residência projetada com arrojo e extrema delicadeza na escolha dos materiais e na seleção de uma leve palete de cores. Mostraremos tudo isso agora!

A aparência de uma choupana antiga

Uma coisa extremamente interessante sobre esse projeto é a capacidade dele de nos iludir. Quem olha ele por fora, sem conhecer seu interior, dificilmente consegui imaginar o que há lá dentro. A parte externa é como uma antiga casa feita de tijolos a vista e coberta por um telhado de material natural, com sapé ou algo semelhante. A única coisa que pode entregar a arquitetura e o design moderno que estão em seu interior é a janela que se abre no telhado, a qual se sobressai em relação ao resto e dá uma dica do quão moderna pode ser (e é) esta residência. 

O branco e o contraste

Os espaços interiores, cada um deles, tem suas peculiaridades e foram desenhados conforme a exigência que cada um deles possui. Entretanto, as cores formam quase um padrão. Como é mostrado nesta sala de estar, o branco predomina, tanto no chão como nas paredes, no teto e na lareira. A possível monotonia que esta predominância de branco poderia vir a proporcionar é quebrada por cores que se destacam sutilmente, como o marrom da madeira, o tapete no chão e o sofá cinza claro. A almofada azul é o toque especial em um ambiente de coisas sóbrias.

Luz e altura

Como dito anteriormente, a Holanda possui um clima onde, por muitos dias do ano, o céu permanece nublado e a incidência dos raios de sol é muito baixo. Desta maneira, é extremamente importante que toda luz natural possível possa ser captada, fazendo com que os arquitetos que atuam nessas terras sejam induzidos a usufruir de iluminação zenital (iluminação através de aberturas no teto) o máximo que puderem. Vemos isto na imagem acima,  onde o escritório utilizou duas fileiras de janelas para obter a maior quantidade de luz natural possível. 

Cozinha minimalista

Essa casa segue uma regra em todos os seus ambiente, quer o assunto seja cor, formas ou quantidade: o excesso de informações visuais simplesmente não é permitido. Esta regra faz com que a cozinha possui um bonito contraste entre o branco e texturas de madeira sem exagerar na profusão de formar e tipos, o que torna a leitura visual do espaço muito mais confortável e seu uso mais agradável.

Estrutura de madeira

A estrutura, tão importante nas terras baixas holandesas, aqui é feita inteiramente em madeira e elas formam um belo padrão visual quando colocadas em perspectiva, como pode ser vista na imagem acima, foto tirada a partir do corredor da casa em direção a sala de estar. A textura da madeira oferece um forte contraste com o branco predominante, mas, ainda assim, é delicada e se harmonizada facilmente com os outros elementos.

Observando a paisagem mesmo de cima da cama

Quase como uma junção das várias qualidades que citamos até agora, o quarto do casal possui uma baixa janela nivelada com a iluminação zenital e com parte da estrutura em madeira. Fora a beleza desses elementos e o contraste com o branco de suas paredes, a vista do espaço exterior pode ser vista mesmo sem se sair da cama. Um privilégio que poucos podem ter e uma luz ainda mais rara nestas terras do norte da Europa.

Gostou do artigo? Continue lendo mais sobre a importância da iluminação da sua casa aqui.

Compartilhe conosco a sua opinião!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!