Uma casa que olha para o oceano!

Gustavo de Campos Gustavo de Campos
Loading admin actions …

Viajar para a praia com a família ou com os amigos e amigas é sempre uma experiência sensacional. Mas e viver na praia? Não, não estamos falando de viver nas proximidades da praia, num daqueles chamados apartamentos de praia. Estamos falando de uma casa de fato na praia! É nestes moldes que o arquiteto francês Cyril Dulai concebeu uma linda casa de madeira em meio às areias de uma praia localizada na França, entre a fronteira com a Espanha e a cidade francesa de Bordeaux, defronte ao Golfo de Biscaia. A peculiaridade, entretanto, está em esta casa ser estabilizada por uma fundação de concreto (por conta da não tão confiável estabilidade que a areia poderia oferecer) onde seus pilares repousam. Isto faz com que as possibilidades de construção sejam praticamente as mesmas de uma casa comum construída em terra firme.

A rala vegetação presente na praia não encontra objeção dos moradores ou frequentadores para ali continuar, enfatizando o aspecto de uma casa de repouso ou verão, quase como um grande chalé de madeira construído nas montanhas, com a diferença de que aqui sua paisagem não vê um vale ou uma floresta, mas sim um imenso mar azul de águas tranquilas que banham a praia de Saint Girons.

A madeira e o céu azul

Na imagem acima vemos praticamente uma pintura, e esta pintura é como que dividida em três faixas: o azul brilhante do céu, o marrom da madeira da casa e o bege da areia da praia. Esta composição não é acidental. A madeira, especialmente a tonalidade usada, foi empregada para se distinguir do céu pano de fundo e do terreno no qual existe. Outro motivo é para que a maresia não deteriore rapidamente as vedações, como poderia acontecer com outros materiais.

O ambiente ao redor

Localiza no sul da França, porém, próxima a fronteira com a Espanha, esta praia apresenta um clima muito mais quente na maior parte do ano do que o encontrado mais ao norte. Essa diferença é crucial para o tipo de clima no qual o arquiteto francês projetou a casa. Seu ambiente natural também reflete essas diferenças. Enquanto as paisagens verdes e contínuas dominam o norte da França, essa região encontra ventos mais secos e vegetação rala nasce nesta área de praia.

Os apoios

Os apoios, bem como toda a estrutura, são feitos de madeira. Além da capacidade de suportar a maresia melhor do que outros materiais (quando é madeira apropriada e tratada, é claro), como já comentado anteriormente), a sua repetição em padrões apresentam a beleza clássica de casas de praia antigas. Contando com apoios e treliças em seu interior, ela se sustenta sobre uma base de concreto para que não existe desnível ou movimento de solo capaz de comprometer a casa.

Janelas quase náuticas

Dentro da casa a mobília é simples, mantendo o clima praiano que se recebe vindo de todos os lados. As janelas, no entanto, reforçam ainda mas esse clima. Assim como nos antigos filmes e desenhos animados, ou mesmo como a cultura pop consagrou ao redor de todo o mundo, as cores branco e azul fazem um excelente contraste e remetem ao tema marítimo.

Cozinha prática para dias corridos

Na cozinha as janelas também estão presentes nas mesmas cores das janelas da sala, lembrando a vestimenta de um marinheiro da metade do século passado. Em termos arquitetônicos ela é muito simples, mas apresenta a praticidade necessária para uma casa na praia, pois dificilmente alguém que tem o mar a sua frente ficará mais do que dez minutos cozinhando, portanto ela deve ser prática e facilmente limpa para tornar a estadia de seus visitantes a mais agradável possível.

A varanda e o mar

Esse talvez seja o ponto mais privilegiado da casa. nenhuma vista se compara a visão total que se tem da praia com areias bege e do mar límpido. O espaço generoso que a varanda oferece permite a colocação de cadeiras, bancos ou até mesmo esteiras para os que não querem ir até a praia e desejam deitar e tomar sol nos horários em que ele dribla o longo telhado e ali se instala. Ao mesmo tempo em que se pode aproveitar a vista e a brisa do oceano é também um lugar para se esconder da possível agitação que pode ocorrer nos verões.

Curtiu o artigo? Então continue lendo mais no homify com este artigo.

Curtiu? Compartilhe também sua opinião.
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!