SOLICITAR ORÇAMENTO

Número incorreto. Por favor, corrija o código do país (+55 para o Brasil), código da cidade ou número de telefone.
Ao clicar em 'Enviar', confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação será processada para responder ao meu pedido.
Nota: Poderá anular seu consentimento enviando email privacy@homify.com com efeito futuro

Como ter mais espaço no quarto das crianças!

Patricia Smaniotto – homify Patricia Smaniotto – homify
Google+
Loading admin actions …

O quarto das crianças é aquele paraíso onde elas vivem as mais incríveis aventuras, desde uma jornada espacial até uma batalha medieval. Este espaço tem vocação teatral, podendo ser palco das mais diferentes e divertidas brincadeiras com bonecas, carrinhos, bichos de pelúcia e peças de lego ou quebra-cabeças.

Mas na hora de organizar, tudo pode virar um caos se o ambiente não for pensado para armazenar dezenas de brinquedos, jogos, livros, revistinhas, papéis, tintas e lápis de cor. Para que isso não aconteça, basta planejar bem a organização de todos esses itens, de modo que eles estejam à mão para as crianças, mas dispostos de uma maneira prática e que otimize o espaço disponível.

Nesse trabalho de organização, também deve ser considerado o acondicionamento de roupas, calçados e acessórios, assim como roupas de cama e cobertas. As alternativas para essa tarefa incluem closets, prateleiras, nichos, caixas, cestos, baús, bancos e camas com gavetas, entre outras coisas.

Saiba agora como conseguir mais espaço no quarto das crianças com dicas de armazenamento e organização. Coloque essas ideias em prática e otimize esse ambiente!

Estantes e prateleiras

Brinquedoteca - Girl Room: Quarto infantil  por Orlane Santos Arquitetura
Orlane Santos Arquitetura

Brinquedoteca – Girl Room

Orlane Santos Arquitetura

Totalmente versáteis, as estantes e as prateleiras não podem faltar no quarto das crianças, exibindo brinquedos, bichos de pelúcia, bonecas e bonecos, coleções variadas, jogos, livros, revistas e material de pintura e desenho. Elas podem se apresentar na totalidade de uma parede, como no projeto de brinquedoteca de Orlane Santos Arquitetura. Neste caso, as estantes dispõem de nichos abertos e nichos fechados com portas, contando ainda com gavetas na parte inferior e nicho para a TV ou computador de mesa. Também podem se apresentar como prateleiras e nichos independentes, geralmente suspensos sobre camas e bancadas de estudo. O bom das estantes e prateleiras é que elas não precisam ser todas da mesma cor: sabendo combinar diferentes cores, pode-se obter um cantinho suave, no caso de tons pastéis, ou vibrante, no caso de tons mais quentes, como laranja, vermelho e amarelo. Consulte o seu filho ou a sua filha para saber quais as cores que eles prefeririam ter no quarto. 

Conheça o seu filho ou a sua filha

A primeira coisa a ser levada em consideração é a personalidade do seu filho ou da sua filha, seus gostos e interesses. Geralmente, as crianças adoram coleções de bonecos e brinquedos, entre outros itens. Um menino pode ser fanático por carrinhos dos mais diferentes tipos e tamanhos, o que exige que a decoração proporcione espaço condizente para esses elementos, seja em bancadas ou nichos. A mesma coisa é necessária quando a menina quer expor suas bonecas ou bichos de pelúcia, o que pode ser feito em nichos, prateleiras ou até mesmo sapateiras plásticas penduradas atrás da porta. Lembre-se de que o quarto deve ser pensado para deixar à mão da criança aqueles itens de que ela mais gosta e com que mais brinca, por isso priorize estantes baixas, caixas e baús. Também pergunte a ele ou ela as cores que gostaria de ter nas paredes, nas cortinas, no mobiliário em geral. Você pode começar a decorar o quarto por aí.

Verifique a área disponível para armazenamento

Antes de fazer opções, verifique quanta área se tem disponível no quarto para armazenamento. Se houver uma parede inteira, pense em instalar estantes, bancada de estudo, nichos e prateleiras suspensas, onde acondicionar a maior parte das coisas da criança, como brinquedos, livros, revistas, material de desenho e pintura, caixas, baús e bancos baixos. Uma segunda parede pode dispor de um armário para as roupas, calçados e acessórios, enquanto uma terceira, menor, pode ser pintada com tinta de lousa para que a criança possa desenhar e escrever à vontade. A quarta parede ficaria reservada à cama, mas com prateleiras e nichos suspensos onde guardar objetos. 

Caixas

Caixas são sempre uma boa opção para se guardar brinquedos, jogos e outros objetos, pois ficam à altura da criança, que pode movimentá-las com facilidade. Uma ideia interessante é usar caixas transparentes para que se possa ver de longe o que há em cada uma delas. Outra possibilidade são caixas com malha de metal, que permitem também a visibilidade do seu conteúdo. Organize os tipos de objetos por meio de etiquetas que os identifiquem. Assim, tanto você quanto a criança terá facilidade em localizar um determinado objeto ou brinquedo. No quarto de meninas mais românticas, as caixas podem ser substituídas por cestas de fibras naturais com faixas de tecido onde estejam bordados os conteúdos delas. O efeito é delicado e costuma agradar as pequenas princesas.  

Closets e armários

Se o quarto é pequeno, prefira armários embutidos de parede inteira, com portas de correr, de preferência espelhadas, já que esse material ajuda a proporcionar a sensação de amplitude no ambiente. Se houver espaço para um closet, a tarefa de organizar roupas, calçados e acessórios fica mais fácil, mas nos dois casos lembre-se de que o armazenamento deve contar com prateleiras, nichos e gavetas, tanto abertos quanto fechados. Se for um closet, use tons neutros no mobiliário e nas paredes. Se for um armário, pode-se usar uma cor diferente, que combine com a paleta de cores utilizada no quarto todo. Considere guardar cobertas e roupas de cama no closet ou, então, em gavetas sob a cama. Tudo fica muito mais organizado e fácil de achar e usar. 

Espaço colorido

Nunca é demais lembrar que crianças adoram cores e ter um quarto colorido é realmente uma boa ideia, pois estimula as crianças nas brincadeiras. Mas não exagere: opte por uma base com tons neutros nas paredes, nas cortinas e nos principais móveis, como cama, mesa de cabeceira, bancada de estudo e cadeira,  e deixe as cores mais vibrantes para os nichos, as prateleiras, as caixas e os baús. Sabendo harmonizá-las entre si, consegue-se um efeito bonito e vibrante que encanta crianças e adultos. Prefira piso de madeira por ser mais aconchegante ou, então, tapetes claros com motivos infantis, que podem ter um aspecto lúdico para a criança. Capriche na iluminação também, de preferência com uma combinação de luzes diretas e indiretas ou, ainda, um sistema de dimerização, que permite ajustar a intensidade de luz. Isso é essencial para que a criança passe suavemente da hora de brincar para a hora de dormir. Para outras dicas sobre quartos de crianças, leia este artigo

Qual é a sua dica para se conseguir mais espaço no quarto das crianças?
Casas  por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!