Casa pré-fabricada: vantagens e desvantagens

SOLICITAR ORÇAMENTO

Número incorreto. Por favor, corrija o código do país (+55 para o Brasil), código da cidade ou número de telefone.
Ao clicar em 'Enviar', confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação será processada para responder ao meu pedido.
Nota: Poderá anular seu consentimento enviando email privacy@homify.com com efeito futuro

Casa pré-fabricada: vantagens e desvantagens

Patricia Smaniotto – homify Patricia Smaniotto – homify
Casas  por Pracownia Projektowa ARCHIPELAG
Loading admin actions …

As casas pré-fabricadas vêm sendo cada vez mais uma opção de moradia. Mas alguns mitos precisam ser quebrados, como o da economia. Na verdade, esse tipo de construção tem como vantagens principalmente a rapidez, a praticidade e a eficiência de construção.

Mesmo tendo poucas opções de modelos ou personalização, as casas pré-fabricadas se prestam mais a uma construção mais ecológica, sem desperdícios. Também é comum a instalação de sistemas sustentáveis, como painéis solares, coleta de água da chuva, compostagem e materiais recicláveis.

Mas é preciso se lembrar que, como as construções convencionais, as pré-fabricadas também precisam lidar com a burocracia legal para obter licenças e alvarás, processo esse que é mais rápido para as pré-fabricadas por causa das especificações previamente determinadas.

A seguir, saiba mais sobre as vantagens e desvantagens das casas pré-fabricadas, informações que vão ser úteis para quem está pensando em investir nesse tipo de construção.

1. Economia

Existe uma percepção errada sobre a economia que se tem ao optar pela casa pré-fabricada no lugar da convencional. Isso seria verdade se fossem ser construídas várias unidades com o mesmo modelo, mas no caso de uma única unidade a lógica é outra: o custo médio, atualmente, de uma casa pré-fabricada é superior ao de uma convencional. Mas existe uma vantagem que tem impactos financeiros: a precisão no controle de gastos. No caso da residência pré-fabricada, o que vai ser desembolsado vai ser definido antes do início das obras, a partir da definição do número de módulos empregados e do tipo de detalhes personalizados, elementos esses que são previamente visualizados. Também há uma redução de gastos com a mão-de-obra na construção da casa, já que o perfeito encaixe das peças reduz o tempo de trabalho. Por fim, há três situações que podem dificultar financeiramente a opção por uma casa pré-fabricada. A primeira é que esse tipo de construção é pensada para um terreno ideal. Assim, se for preciso nivelá-lo, limpá-lo, prepará-lo, o custo será maior. Da mesma forma, é preciso calcular o custo do transporte entre a fábrica e o terreno e verificar se a empresa inclui isso no total cobrado, assim como a mão-de-obra. Por fim, a maioria das empresas cobra o valor total antes do início das obras, ao contrário do que acontece na construção de uma casa convencional, que pode ser paga aos poucos.

2. Economia de tempo

A economia de tempo está intimamente relacionada com a eficiência. No caso da casa pré-fabricada, isso é uma enorme vantagem. As unidades são construídas com peças que se encaixam perfeitamente e que são produzidas em grande quantidade. O modelo de produção em série garante mais eficiência, rapidez e exatidão, com menos variação entre as peças. Essa eficiência reduz o tempo total de construção, podendo resultar por exemplo na edificação de uma casa de 100m2 em apenas um a três meses, algo impensável com as casas convencionais. Existe outra frente em que se ganha tempo com as casas pré-fabricada: a burocracia legal, que é a mesma das construções convencionais. Só que no caso das casas pré-fabricadas, a padronização dos modelos e das peças que a constituem torna mais fácil o preenchimento da papelada para aquisição de licenças e alvarás e, portanto, mais rápido.

3. Materiais

As casas pré-fabricadas podem ser produzidas em diferentes materiais, como aço, concreto e madeira. A tendência dos blocos de concreto vem crescendo nos últimos anos, mas a madeira – o material mais tradicional – ainda é o que reina no mercado. Madeira tem muitas vantagens: é bonita, aconchegante e com as mais variadas tonalidades. O problema é que ainda existem no mercado empresas que enganam os clientes e fornecem madeira in natura, não tratada, que dilata com o tempo e se deforma com variações de temperatura e umidade. É essencial, portanto, exigir madeira tratada e certificada pelo IBAMA, garantindo assim a qualidade e a legalidade da casa. Outra casa: há empresas que vendem casas pré-fabricadas e, na verdade, só entregam a madeira. Confira se está pagando, além da madeira, pela construção, pela mão-de-obra e pelo transporte para não ter surpresas desagradáveis. 

4. Modelos

Ao contrário do que muita gente pensa, o mercado de casas pré-fabricadas não oferece um amplo e variado catálogo de modelos e personalização. Nesse quesito, as casas convencionais são imbatíveis. A solução pode ser uma construção híbrida, com partes pré-fabricadas e partes convencionais. Nesse caso, um arquiteto ou engenheiro é fundamental para desenhar e planejar uma casa sob medida, explorando as vantagens das pré-fabricadas e das convencionais. Uma opção de unidade pré-fabricada que tem tido sucesso atualmente, particularmente no complemento da construção principal, geralmente como quarto de hóspede, escritório ou área de lazer, entre outras possibilidades, é o container de metal. A estrutura passa por uma costumização, com corte da lataria, instalação de isolamento térmico e acústico, incorporação de pérgolas e decks, entre outras coisas. O processo é bem diferente do da casa pré-fabricada tradicional, mas é igualmente rápida e econômica.

Para outras dicas sobre containers, leia este artigo.

O que você pensa de casas pré-fabricadas?
Casas  por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa?
Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!