10 piscinas perfeitas para toda a família!

Lara Berol Lara Berol
Loading admin actions …

Todo o projeto da casa já foi definido, a piscina é grande e magnífica, mas as crianças chegaram. E agora? O melhor meio de conciliar esse encontro que não tem rendido boas experiências nos últimos tempos. Segundo dados do Ministério da Saúde, só em 2010, 1184 crianças e adolescentes de até 14 anos morreram vítimas de afogamento no País, ou seja, são quase três óbitos por dia.

Por isso, é preciso redobrar os cuidados quando a piscina vai ser usada também para os pequenos. É possível adaptar o projeto, colocar lugares mais rasos, degraus e até separações para que as crianças possam aproveitar o verão nas piscinas.

Uma das modificações necessárias antes de usar sua piscina para o uso infantil, é a instalação de grandes ou um portão que delimite bem a área da piscina e possa ser fechada ou aberta apenas por um adulto. Esse equipamento de segurança evita que os pequenos tenham acesso à piscina sem que um adulto esteja supervisionando.

Acompanhe a seguir algumas das principais dicas dos especialistas para a segurança das crianças na piscina. Além de dar ideias de piscina maravilhosas, esse artigo tem como objetivo dar noções para melhores cuidados com os pequenos na hora da diversão.

Para os maiores

Se suas crianças já saber nadar o suficiente para se aventurarem nesse maravilhoso tobogã, não custa investir. Desenvolvido sob medida para essa piscina, esse tobogã foi instalado depois que toda a área estava pronta. Para a segurança dos pequenos, é prudente aconselhá-los a não querer fazer saltos a partir do tobogã ou fazer brincadeiras que possam machucar os amiguinhos.

Delimitado

Casa em Jurerê Internacional - SC - Brasil: Piscinas clássicas por Samara Barbosa Arquitetura
Samara Barbosa Arquitetura

Casa em Jurerê Internacional – SC – Brasil

Samara Barbosa Arquitetura

Em pequenos espaços, é possível separar um cantinho da piscina, com profundidade mais baixa que o restante para colocar os pequenos. Sem perder a diversão, a criançada ali fica segura e pais podem estar por perto para observar a criança e socorrer caso seja necessário. 

Uma dica de segurança bastante importante é que os adultos que estiverem por perto para supervisionar a criançada, devem saber nadar nunca podem estar distantes mais que um braço de cada criança.

Duchas

Para refrescar o calor, nada melhor que duchas! Melhor ainda se elas estiverem dentro das piscinas. Esse projeto foi desenvolvido colocando as duchas a partir da parede, mas existem diversos modelos e possibilidades. Há algumas que misturam componentes, como metal e plástico e podem ser estilizadas conforme o projeto.

Degrau

Piscina: Piscinas tropicais por HZ Paisagismo

Limitações internas dentro da piscina também são ótimas alternativas para quem não está disposto a construir uma piscina que seja apenas infantil. Contemplando adultos e crianças, essa piscina tem dois níveis que podem ser usados para delimitar o espaço onde as crianças podem ficar. Para as crianças que ainda não sabem nadar muito bem, o aconselhável é que elas fiquem apenas em uma área delimitada da água, até o ponto que se sentem seguras.

Boia que salva

Se mesmo tendo a área bem marcada, com profundidade diferente, a piscina ainda representar um perigo para os pequenos, e eles insistirem em enfrentar seus medos, os pais podem optar por boias. De diversos formatos, tamanhos, e cores as boias são fundamentais para dar segurança aos pequenos. Ainda assim, só a utilização desses artifícios não garante segurança total às crianças, que devem estar sempre sendo vigiadas de muito perto.

Pelas beiradas

Piscinas infinitas  por MOA architecture
MOA architecture

Une île sur le toit

MOA architecture

Esse projeto, um dos mais lindos desse Livro de Ideias inova ao colocar uma escada com acesso a um recanto seco dentro da piscina. Mesmo sem se molhar, é possível se refrescar a beira da piscina e tomar sol, relaxando enquanto observa as crianças brincarem na água. É ou não é paradisíaco?

Cuidados essenciais

Mesmo que em ambientes distintos dentro da piscina, a limpeza e a manutenção deve ser a mesma para todos os lados. No caso de crianças então, o cuidado deve ser redobrado. Alergias aos produtos químicos ou outros componentes da água são comuns de acontecer em crianças. Especialistas indicam o uso de ozônio (gás natural) que combate bactérias, algas, fungos e vírus e é considerado o mais eficaz e seguro método de tratamento de água para crianças. Existem ainda outros tipos de limpeza para piscinas que são os mais utilizados como a radiação ultravioleta, que é capaz de inativar microrganismos e uma associação de vários métodos, com a aplicação mínima de cloro, que irrita a pele de crianças mas também de muitos adultos.

Sempre a mão

Essa piscina tem uma ampla área na parte de cima, esse pequeno ‘rio’ formado no limiar do projeto foi desenvolvido justamente para aqueles que não querem ter contato com áreas mais profundas da piscina. Com bordas sempre à mão, esse projeto que privilegia o uso infantil, facilita para aquelas crianças que ainda não se sentem totalmente seguras na água. Essa boa ideia foi obra da arquiteta Márcia Pilz. Lembrando que por volta dos seis meses de vida, o bebê já pode ser estimulado ao contato com piscina e uma vez acostumado, pode tirar vários benefícios disso. Pelo menos, é o que aponta uma pesquisa do Griffith Institute for Educational Research, na Austrália, e ainda afirma que quanto mais cedo a criança aprende a nadar, melhor é o seu desenvolvimento intelectual.

Fechado e seguro

Por mais que tomemos sempre muito cuidado, às vezes não há como evitar uma escapada das rumo à piscina. Nessas horas, não há porta boia ou método de segurança que segure esses pequenos. Por isso, é importante que a piscina sempre esteja fechada enquanto ela não está sendo usada. Capas resistentes a peso e ao vento fazem parte dos itens essenciais de segurança. Antes de comprar uma capa, é bom verificar se elas são resistentes ao peso das crianças. Esse modelo de piscina, muito comum em países estrangeiros, por exemplo, possui uma tampa fixa e rígida, bem mais indicada nessas ocasiões.

Sem bobear

Essa piscina tem uma vantagem considerável, por ser coberta, ela permite que os pequenos se divirtam até mais tarde. Crianças ou adultos podem aproveitar a diversão sem que a temperatura ou o vento interfira nas brincadeiras. Mas, vale lembrar que cobertas ou fechadas, é sempre bom redobrar a atenção para a sucção. Algumas piscinas que usam esse sistema devem ser sempre alvo de manutenções e uma boa grade de proteção para evitar que cabelos e pequenos membros sejam sugados.

Fique de olho nas crianças enquanto elas estão na piscina e siga todas as dicas desse artigo. 
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda para projetar a sua casa? Entre em contato!

Encontre inspiração para sua casa!