Piscina cascata piscinas clássicas por márcia pilz arquiteta e urbanista clássico | homify
< >
Piscina cascata Piscinas clássicas por Márcia Pilz Arquiteta e Urbanista Clássico
< >
Piscina cascata Piscinas clássicas por Márcia Pilz Arquiteta e Urbanista Clássico
< >
Piscina cascata Piscinas clássicas por Márcia Pilz Arquiteta e Urbanista Clássico

Com aproximadamente 1000m², a casa de estilo
contemporâneo e linhas clássicas se destaca na paisagem do município de Pinhalzinho, Santa Catarina. Sua localização é privilegiada, pois ocupa um lote de esquina de mais de 2000m² dentro da área urbana.

O projeto foi desenvolvido aproveitando o potencial do lote, que está em um aclive em relação às ruas adjacentes. Durante as escavações, teve-se o cuidado em preservar tudo que fosse possível, assim, muitas árvores existentes foram mantidas. A planta foi desenvolvida de forma a setorizar os ambientes da casa em três diferentes níveis: no pavimento inferior, ficam as garagens e serviços; no térreo, a área social e de lazer; e, no pavimento superior, a área íntima com as cinco suítes.

A proprietária pediu uma casa ampla, com vãos e pé-direito maiores, além de muita claridade. A proposta foi fundamentada em aproveitar ao máximo a iluminação e ventilação natural. Assim, mesmo no pavimento inferior que fica em grande parte em subsolo, utilizou-se iluminação natural através de teto de vidro. Dessa forma, não parece que se está em um local tão isolado, pois a luz natural vinda da fachada norte, é suficiente para deixar o ambiente completamente iluminado. A mesma estratégia foi adotada no pavimento térreo, onde algumas paredes são substituídas por grandes portas envidraças e cobertura em vidro, garantindo iluminação e ventilação na dosagem certa.

A fachada principal ganha mais destaque através da escada helicoidal que fica envolvida por elemento com vidros laminados curvos. As escadas são executadas em concreto e revestidas com granitos. A circulação vertical é assegurada também através de elevador.

A escadaria do jardim encaminha para a porta de acesso principal à residência que é marcada por dois grandes pilares.

As esquadrias de PVC foram indicadas para garantir os grandes vãos necessários ao fechamento da obra, também pelo isolamento acústico e a baixa manutenção. A ideia era não apenas garantir claridade aos ambientes internos, mas também, permitir que os espaços internos e externos pudessem interagir, se complementar mesmo que visualmente. A piscina, o jardim e os pátios complementam e permeiam ambientes internos e externos, sem limitações visuais.

Muito além de uma piscina, a proprietária queria que esta possibilitasse o descanso, a hidromassagem, o nado e, também, o som da cascata. Assim surgiu o desenho exclusivo desta piscina que abriga ofurô, prainha e espaço para natação, além de deck’s e pergolados em madeira e calçadas que possibilitam a interligação dos diferentes ambientes. Linhas retas arrematadas por outras sinuosas foram compondo o jogo de volumes que ganha ainda mais evidência, pois a piscina complementa e se confunde com o jardim. Foi utilizado vinil e pastilhas de vidro para o seu revestimento. O desnível do lote foi fundamental para poder explorar a borda infinita e deixar o ambiente mais agradável, unindo-se à residência.

A cobertura da residência é com telhas de concreto planas e as calhas são embutidas. O projeto aproveitou os recursos naturais, sendo que a coleta das águas de chuva é conduzida a uma cisterna, e esta, abastece os vasos sanitários e torneiras de jardim; e as placas solares são responsáveis pelo aquecimento da água.

Fotos parecidas
Comentários