Lagos e Lagoas de Jardins: Ideias, Fotos e Paisagismo | homify Lagos e Lagoas de Jardins: Ideias, Fotos e Paisagismo

Lagos e Lagoas de Jardins: Ideias, Fotos e Paisagismo

  1. Pedras naturais. por Bizzarri Pedras Tropical Pedra
  2. Pedras naturais. por Bizzarri Pedras Tropical Pedra
  3. Precisa de ajuda com o projeto de sua casa?
  4. Pedras naturais. por Bizzarri Pedras Tropical Pedra
  5. Pedras naturais. por Bizzarri Pedras Tropical Pedra
  6. Pedras naturais. por Bizzarri Pedras Tropical Pedra
  7. Pedras naturais. por Bizzarri Pedras Tropical Pedra
  8. Precisa de ajuda com o projeto de sua casa?
  9. Pedras naturais. por Bizzarri Pedras Tropical Pedra
  10. Pedras naturais. por Bizzarri Pedras Tropical Pedra
  11. Pedras naturais. por Bizzarri Pedras Tropical Pedra
  12. Pedras naturais. por Bizzarri Pedras Tropical Pedra
  13. Pedras naturais. por Bizzarri Pedras Tropical Pedra
  14. Pedras naturais. por Bizzarri Pedras Tropical Pedra
  15. Pedras naturais. por Bizzarri Pedras Tropical Pedra
  16. Pedras naturais. por Bizzarri Pedras Tropical Pedra
  17. Pedras naturais. por Bizzarri Pedras Tropical Pedra
  18. Pedras naturais. por Bizzarri Pedras Tropical Pedra
  19. Pedras para lagos. por Bizzarri Pedras Campestre Pedra
  20. por homify Tropical
  21. por homify Tropical
  22. Projeto paisagismo - Residência Camanducaia por LUIZA BUENO || Arquitetura e Paisagismo Tropical
  23. Residência em Paraty por Oria Arquitetura & Construções Tropical
    Ad
  24. Residência em Paraty por Oria Arquitetura & Construções Tropical
    Ad
  25. Exemplos de muros de arrimo com pedras por Flor do Campo Pedras e Paisagismo Rústico
  26. ECOVILLAGE por Mutabile Tropical
  27. Residência I. H. por TELLUS ARQUITETURA SUSTENTÁVEL Moderno
  28. Jardim l A+D por Treez Arquitetura+Engenharia Tropical Cerâmica
  29. Jardim l A+D por Treez Arquitetura+Engenharia Tropical Ardósia
  30. Jardim l A+D por Treez Arquitetura+Engenharia Tropical Derivados de madeira Transparente
  31. Jardim l A+D por Treez Arquitetura+Engenharia Tropical Ardósia
  32. Projetos - Arquiteto Renato Sabadin por Renato Sabadin Clássico Madeira Efeito de madeira
  33. Vasos por Verdeperto Paisagismo Campestre Concreto

Quem mora em São Paulo ou perto de grandes centros urbanos, certamente sabe o quanto faz falta a presença do mar. Mas quem tem um espacinho no quintal pode apostar em um lago. Já parou para pensar nessa ideia?

Além do quesito estético, ter um lago no jardim valoriza o ambiente ao refletir as plantas e produz mas umidade em climas tropicais – ou seja, perfeito para o Brasil. Quem tem um cantinho com água em casa sabe o quão gostoso é meditar e relaxar ou colocar a cabeça em ordem depois de um dia exaustivo. E quem tem a sorte de ter alguns peixes vai sentir a diferença no que é ter apenas um espaço externo e o que é ter um pedacinho da natureza dentro de casa!

Este detalhe pode ser inserido no planejamento do seu projeto ou depois de pronto, já que a dimensão considerada vai usar o espaço que sobra além daquele que é necessário para a circulação na sua área externa. Os lagos podem ser chamados de formais – que são os que possuem uma forma geométrica definida e acabamento com materiais cerâmicos ou ainda existem os informais, que são construídas de maneira mais simples e talvez até caseira.

Quem quer construir um lago também pode apostar nos lagos pré-fabricados, disponíveis em lojas específicas. Eles são super simples de serem instalados, basta seguir o passo a passo das instruções.

Aonde deve ser construído o meu lago?

É preciso planejar bem antes de fazer o laguinho em qualquer lugar. O terreno deve ser plano e afastado de ondulações, barrancos, zonas alagadiças e locais com pedras e rochas. Esqueça também antigos aterros, locais rebaixados e evite colocar o seu lago debaixo de árvores e calhas de telhado - caso contrário a limpeza será constante ou as árvores podem ainda sugar e danificar a estrutura com água, dependendo da espécie.

O tipo de solo também deve ser levado em consideração, e a terra compactada, caso necessário.

Profundidade e dimensão do lago doméstico

A maioria das estruturas desse tipo tem uma profundidade que varia entre 0,4 a 0,8 m e um perímetro de aproximadamente 1m ou 1m20cm. Mesmo parecendo bastante profundo, é preciso lembrar que a bomba submersa deverá ser escondida, e, muitas vezes, mesmo com plantas ela ainda fica visível em lagos que não são tão profundos.

Esta altura mínima de água também propicia a implementação de plantas para ornamentação, diminuindo a carga pontual que afeta a estrutura do solo e evitando eventuais recalques inesperados.

Os lagos e fontes em formato circular têm melhor circulação de água, ideal para manter os peixes sempre saudáveis. Os peixes, aliás, adoram a sobram e procuram se esconder do sol em alguns momentos do dia, já que são animais de sangue frio. Quem tem uma árvore grande, pode instalar estrategicamente o lago de maneira que ele fique debaixo da sombra durante algumas horas.

Principais plantas aquáticas para colocar no seu lago

Também conhecidas como hidrófilas ou hidrófitas, estas plantas são ideais para quem quer deixar o lago ainda mais charmoso. Enquanto algumas espécies vivem totalmente submersas, outras mantém apenas raízes e caules cobertos pela água. Algumas espécies são mais para decorar o paisagismo, enquanto outras são ideais para incrementar o ecossistema do seu laguinho.

As plantas que vivem totalmente submersas, porém, podem retirar os nutrientes diretamente da água – destas, algumas são flutuantes e possuem raízes curtas e simples.

Conheça as mais comum - mas informe-se antes de escolher a plantinha ideal e ter certeza de que não vai atrapalhar em nada no seu projeto:

- Vitória-régia (Victoria amazônica)

- Lentilhas da água (Callitriche stagnalis)

- Carvalhas (Potamogeton crispus)

- Lótus Branca (Nymphaea alba)

- Lótus (Nelumbo nucifera)

- Aguapé (Eichhornia)

- Chapéu-de-couro (Echinodorus macrophyllum)

- Taboa (Typha domingensis)

- Caniço-de-água (Phragmites)

- Mururé carrapatinho (Salvinia Auriculata)

- Sombrinha-chinesa (Cyperis Alternifolius)

- Alfaces d’água (Pistia stratiotes)

Controle constante da água: cuidados com o filtro e a limpeza

O pH da água deve ser sempre medido com aparelhos específicos e o nível de carbonatos idem, substância que deixa a água “dura”, altera o pH e ainda coloca em risco a saúde dos peixes.

A quantidade de compostos nitrogenados é outro ponto importante a se prestar atenção, que são liberados com as fezes dos peixes – isto pode ser controlado com uma filtragem eficiente, que evita que exista a necessidade da troca parcial ou total da água do lago.

Aposte na colocação de um biofiltro e instalação de bombas, filtros e medidores do pH da água do seu lago. Basta informar-se em uma loja especializada para aquarismo ou aquaterrário, as pessoas especialistas no assunto vão te orientar qual deve ser o tamanho ideal de cada equipamento e outros detalhes para ter o lindo detalhe no jardim sem maiores preocupações.

Outro detalhe muito importante é que a caixa de limpeza do filtro deverá ser instalada em um local de fácil acesso, e pode ser escondida com algumas plantas.