Jardins zen: fotos, inspiração e design

  1. Vale das Águas Residence: Jardins zen  por SZ ARQUITETURA
  2. Pergolado: Jardins zen  por Alice Pucker Design de Interiores
  3. Precisa de ajuda com o projeto de sua casa?
    Precisa de ajuda com o projeto de sua casa?
  4. Jardim: Jardins zen  por ODVO Arquitetura e Urbanismo
  5. Área Externa : Jardins zen  por Olivia Paterno
  6. Área externa : Jardins zen  por Olivia Paterno
  7. Área de lazer: Jardins zen  por Olivia Paterno
  8. Precisa de ajuda com o projeto de sua casa?
    Precisa de ajuda com o projeto de sua casa?
  9. Varanda apartamento: Jardins zen  por Bruna Ferraresi
  10. Varanda : Jardins zen  por Bruna Ferraresi
  11. Paisagismos do quintal: Jardins zen  por Oria Arquitetura & Construções
    Ad
  12. Casadesign 2108 Niterói : Jardins zen  por Arquitetura em foto
  13. Casinha da Árvore: Jardins zen  por AGM Construções e Reformas
  14. Espelho d'água: Jardins zen  por Vanessa Vosgrau Arquitetura
  15. Casa Patos de Minas: Jardins zen  por Isabella Magalhães Arquitetura & Interiores
  16. Jardim Vertical: Jardins zen  por Tauana Rodrigues - Arquitetura e Interiores
  17. Residencia 01: Jardins zen  por Tauana Rodrigues - Arquitetura e Interiores
  18. Área de lazer : Jardins zen  por Arquitetura Claudine Gottardo
  19. Área de lazer : Jardins zen  por Arquitetura Claudine Gottardo
  20. Paisagismo loja Desjoyaux Casa Shopping: Jardins zen  por Sintonia Projetos
  21. Paisagismo loja Desjoyaux Casa Shopping: Jardins zen  por Sintonia Projetos
  22. Gazebo Oriental: Jardins zen  por Maria Luiza Aceituno arquitetos
  23. Orquideas: Jardins zen  por Amaria Gonçalves - Design Paisagismo
  24. Jardim Vertical: Jardins zen  por Amaria Gonçalves - Design Paisagismo
  25. Do outro lado - Jardim Vertical: Jardins zen  por Amaria Gonçalves - Design Paisagismo
  26. Arranjo Suculentas: Jardins zen  por Amaria Gonçalves - Design Paisagismo
  27. De um lado ervas...: Jardins zen  por Amaria Gonçalves - Design Paisagismo
  28. Vaso com Alecrim: Jardins zen  por Amaria Gonçalves - Design Paisagismo
  29. Área externa: Jardins zen  por Rodrigo Westerich - Design de Interiores
  30. AMBIENTE PREMIADO CASA COR 2011: Jardins zen  por Maciel e Maira Arquitetos
  31. Casa de veraneio fazenda camping paineiras-Itú SP.: Jardins zen  por STUDIO ROCHA ARQUITETURA E DESIGN DE INTERIORES
  32. Projeto e execução de Jardim: Jardins zen  por ITOARQUITETURA
  33. Projeto e execução de Jardim: Jardins zen  por ITOARQUITETURA

O que é um jardim zen?

É um jardim criado com o objetivo de transmitir harmonia e tranqüilidade, tanto para aqueles que o criam, quanto para aqueles que o contemplam. Eles são populares na cultura oriental, mas por causa de sua beleza e significado, gradualmente foram introduzidos na vida ocidental, tanto em casas particulares como em centros comerciais, escritórios e hotéis. A história desses jardins traça sua história aos antigos mosteiros no Japão e aos centros budistas, onde esses espaços foram projetados especialmente para a meditação no caminho para a iluminação.

A palavra japonesa para jardins zen é “karesansui” e “zen” significa meditação.

Os jardins orientais japoneses compõem das principais características:

- É um jardim seco, ou seja, não há presença de água.

- Todos os seus elementos devem ser de materiais naturais e ter uma harmonia entre si.

- Eles têm um design simples e estética minimalista

- Transmitem harmonia e tranquilidade

- Cabem em espaços grandes e pequenos

- Cada um pode criá-lo de acordo com seu gosto, mas seguindo os elementos principais.

Vantagens de um jardim zen:

- São baratos de construir

- Sua manutenção é muito fácil e barata

- A estética combina muito com diversos tipos de casa

- É atemporal

É preciso lembrar que se você não possui informação ou conhecimento, é natural misturar este jardim com outros tipos de jardins, como o chinês ou algum outro tipo de jardim japonês. O jardim zen tem seus próprios elementos e você deve respeitá-los. Portanto, antes de criar um jardim zen você precisa estar bem informado, confira.

Quais são os elementos de um jardim zen?

Areia: o elemento principal de um jardim zen é areia ou cascalho em formas onduladas. imitando o movimento da água, estas formas são geralmente marcadas com um ancinho e transmitem uma sensação de relaxamento para qualquer pessoa que queira projetar o seu. De acordo com a filosofia do zen, a areia representa o ambiente em que nos desenvolvemos, e, como elemento no jardim, nos ajuda a afastar todas as influências negativas, incluindo pensamentos e atitudes. A areia abre caminho para a tranqüilidade e a serenidade do ser humano.

Caminho: pode ser de pedra, madeira ou areia. A intenção é guiar o visitante ao jardim zen para viajar e meditar lentamente pelo espaço. O significado do caminho é reconhecer nossos próprios passos e como eles nos ajudam a avançar na vida. Além disso, o caminho ajuda a gerar a reflexão de que cada etapa também significa ser coerente e sempre em equilíbrio com nossas ações e decisões.

Plantas: o verde é a vida, e a filosofia zen diz isso claramente. Portanto, para incluir plantas, as preferências das formas moles e suaves são fundamentais em um jardim deste tipo. Idealmente, as plantas devem ser selecionadas de acordo com o clima da região para que cresçam naturalmente e não sejam forçadas no seu plantio. No caso do Brasil, por exemplo, camomila, astilbe com flor branca, festuca ou ervas daninhas são exemplos muito fáceis de serem cultivados. Entretanto, para quem tem a possibilidade, o ideal é mesmo apostar em uma planta de origem japonesa, como o maple japonês, bonsai, azálea ou carex. Não se esqueça de incluir bambu, que é a planta principal no jardim zen. Você também deve ter em conta os tons dos verdes e acomodar as plantas de acordo com sua paleta de cores, para transmitir beleza e harmonia de maneira suave.

Árvores: a presença de árvores é muito importante porque não só agregam personalidade ao jardim zen, mas também o enchem de significado simbólico de acordo com o tipo de árvore escolhido. Por exemplo, se você tem uma castanha, denota coragem, se você inclui um pinheiro, significa que existe respeito pela velhice. As árvores típicas de um jardim zen são cerejeiras e salgueiros.

Pedra: rochas de todos os tamanhos e texturas são essenciais, tanto para criar o caminho como para delimitar o jardim. As pedras em um jardim zen simbolizam os obstáculos que enfrentamos diariamente e ao longo de nossas vidas. Eles estão sempre lá, mas devemos aprender a viver com eles. As pedras nos ajudam a aprender isso. Elas também podem simbolizar a experiência, a fertilidade e a eternidade.

Quais materiais posso incluir em um jardim zen?

Além dos elementos que compõem um jardim zen, é importante que, se você decidir incorporar outros objetos, mantenha sempre em mente a escolha por materiais simples e naturais, como o bambu. Uma cerca que delimita o jardim será uma boa idéia e aumentará o impacto visual do seu espaço.

Você também pode incluir pequenas figuras de jardins de formas suaves e tons naturais. Evite objetos que atraem muita atenção ou materiais sintéticos, que romperiam completamente com a estética e a harmonia do seu jardim zen. Também deixe de lado pontes suspensas ou flores de cores vivas. Os tons que passeiam do verde ao areia devem ser a predominantes.

Custo de um jardim zen

O custo depende do tamanho e dos elementos decorativos que você inclui, mas na realidade esses tipos de jardim são muito econômicos: com cerca de R$ 30 ou R$ 40 dá para começar a ter o próprio jardim em tamanho miniatura.

Como fazer seu próprio jardim zen em casa?

Não importa o tamanho disponível para o seu jardim zen, o procedimento é muito simples e é o mesmo para jardins grandes, pequenos ou em miniatura.

Nós recomendamos que você sempre procure um paisagista, porque deixar o seu jardim com uma estética empobrecida é arriscado e muito fácil de acontecer. Para ajudar o profissional, continue se inspirando na nossa página e coletando informações. Ele vai amar e vai saber adaptar o seu gosto para o tamanho do seu jardim como ninguém!