Espaços Minimalistas

  1. Clínica de Odontologia: Clínicas  por Okla Arquitetura
  2. Clínica de Odontologia: Clínicas  por Okla Arquitetura
  3. Clínica de Odontologia: Clínicas  por Okla Arquitetura
  4. Samara Barbosa – The Post: Lojas e imóveis comerciais  por Artefacto Curitiba
  5. Javier Godino – Sonhos (Akira Kurosawa): Lojas e imóveis comerciais  por Artefacto Curitiba
  6. Loja Higienópolis: Lojas e imóveis comerciais  por 3JP Engenharia
  7. Loja Higienópolis: Lojas e imóveis comerciais  por 3JP Engenharia
  8. Consultório  Psicologia : Clínicas  por Interart Design de Interiores
  9. Recepção consultório de psicologia : Clínicas  por Interart Design de Interiores
  10. Cozinha com acabamentos porcelanato e marcenaria: Espaços comerciais  por Estudio Piloti Arquitetura
  11. Cozinha com acabamentos porcelanato e marcenaria: Espaços comerciais  por Estudio Piloti Arquitetura
  12. Escritório Revista Living: Espaços comerciais  por arquiteta aclaene de mello
  13. Novo Restaurante Parque Ibirapuera: Espaços gastronômicos  por Panapaná • Estúdio de Projetos
  14. Novo Restaurante Parque Ibirapuera: Espaços gastronômicos  por Panapaná • Estúdio de Projetos
  15. Salão de Beleza: Espaços comerciais  por JULIA ZENHA ARQUITETURA . INTERIORES
  16. Salão LV: Espaços comerciais  por JULIA ZENHA ARQUITETURA . INTERIORES
  17. Vista da Fachada: Espaços comerciais  por D' Freitas Arquitetura
  18. Vista da fachada - Norturna: Espaços comerciais  por D' Freitas Arquitetura
  19. Rotta Ely | Murano: Edifícios comerciais  por Hype Studio
  20. Rotta Ely | Murano: Edifícios comerciais  por Hype Studio
  21. Rotta Ely | Murano: Edifícios comerciais  por Hype Studio
  22. Rotta Ely | Murano: Edifícios comerciais  por Hype Studio
  23. Rotta Ely | Murano: Edifícios comerciais  por Hype Studio
  24. Rotta Ely | Murano: Edifícios comerciais  por Hype Studio
  25. VINT Offices: Edifícios comerciais  por Hype Studio
  26. VINT Offices: Edifícios comerciais  por Hype Studio
  27. VINT Offices: Edifícios comerciais  por Hype Studio
  28. Sala Técnica: Espaços comerciais  por Coletânea Arquitetos
  29. Sala Técnica: Espaços comerciais  por Coletânea Arquitetos
  30. Diretoria/ Sala de Reuniões: Espaços comerciais  por Coletânea Arquitetos
  31. Sala de Reuniões/ Diretoria: Espaços comerciais  por Coletânea Arquitetos

A origem do estilo minimalista 

este estilo surgiu no período pós-Segunda Guerra Mundial, na altura em que muitas pessoas perderam tudo ou quase tudo e tiveram de aprender a viver com menos. O estilo minimalista é isso mesmo – ambientes cuidadosamente decorados que contêm apenas o essencial, aliando a estética à funcionalidade, sendo que a segunda característica a mais importante. No estilo minimalista menos é mais!

Como conseguir interiores minimalistas?

Com decoração minimalista conseguem-se verdadeiros oásis de tranquilidade interior, um autentico refúgio da confusão exterior. A primeira regra de ouro no que toca o estilo minimalista é a organização: tudo deve ser e estar em seu devido lugar e quando não estiver a ser utilizado, deve estar guardado. A presença da luz natural e o respeito pelo espaço são a chave para um ambiente minimalista bem conseguido. Todo o mobiliário deve ser extremamente clean – com formas geométricas imponentes ou até assimétricas; despidos de puxadores, com portas de correr ou com o sistema click-clack; e deve-se evitar prateleiras, escondendo tudo o que for desnecessário. 

Os electrodomésticos podem representar um grande investimento, pois estes devem ser além de funcionais, representarem e assumirem quase o papel de um objecto de design ou até de uma obra de arte. Em relação à iluminação artificial, este estilo dispensa muitos abajures uma vez que todos estes ocupam espaço e chamam atenção desaprovada pelo minimalismo.  Não deve haver objetos desnecessários à vista, isto não quer dizer que não possa existir objetos decorativos; eles podem  desde que sejam uma afirmação do estilo ou que sejam absolutamente essenciais no dia a dia. 

Quais as características da arquitetura minimalista?

Linhas estreitas e simples dominam um ambiente minimalista, seja em termos de linhas arquitetônicas ou na decoração. As janelas têm formas lisas e não têm peitorais, os roda tetos e rodapés são planos, o chão é revestido com um material sem quebras e é completamente polido; os armários da cozinha são lacados e contam com um efeito glossy,  já as bancadas são de granito polido. 

Quais as cores associadas ao minimalismo? 

A paleta de cores no estilo minimalista se restringe ao branco, preto, cinza e alguns tons neutros (castanho, azul, verde… ). Quanto mais claro melhor, porque permite jogos de luz que valorizam o espaço.  

Quais os materiais mais comuns neste estilo? 

Os materiais privilegiados na decoração minimalista são a madeira, vidro, inox, cromado, espelho, pele, mármore e granito. No chão, o destaque vai para a madeira, linóleo, betão, pedra ou cerâmica natural. Nas paredes elas são normalmente deixadas como um material de origem podendo apenas destacar-se por uma ou duas molduras impressionantes, mas que não deixem ofuscar o beleza total do espaço.